Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Inquérito que apura ataque a ônibus do Bahia é prorrogado pela 3ª vez
Foto: Divulgação / EC Bahia

O inquérito que apura o ataque ao ônibus do Bahia foi prorrogado pela terceira vez. De acordo com o site ge.globo, a informação foi divulgada nesta sexta-feira (27) pela Polícia Civil. Com a mudança da titularidade da 6ª Delegacia Territorial, o caso agora está sob responsabilidade do delegado Marcelo Tannus que assumiu no lugar de Francineide Moura, que se tornou titular da Polinter.

 

"Prorrogado para a realização de novas diligências. O prazo não é definitivo neste caso. A 6ª Delegacia Territorial, que apura o caso, tem agora como titular o delegado Marcelo Tannus. A delegada Francineide Moura, que estava na 6ª DT na época do ataque, agora responde pela Polinter", diz a nota oficial.

 

No dia 24 de fevereiro, o ônibus do Bahia levava a delegação para a Arena Fonte Nova quando foi atingido por explosivos nos arredores do estádio. O artefato quebrou algumas janelas do coletivo e os estilhaços atingiu atletas, dentre eles o caso mais grave foi do goleiro Danilo Fernandes que foi atingido no rosto e precisou ser levado para o hospital onde passou a noite. O arqueiro levou 20 pontos entre a orelha, rosto e perna. Apesar do atentado, o Tricolor entrou em campo e venceu o Sampaio Corrêa por 2 a 0, em compromisso válido pela primeira rodada da Copa do Nordeste.

 

Dias depois a Polícia Civil identificou todos os envolvidos no ataque, que são membros da torcida organizada Bamor. Eles foram interrogados, mas até o momento ninguém foi preso.

Histórico de Conteúdo