Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prates exalta Marcelo e pede que torcida do Bahia tenha paciência: 'Potencial enorme'
Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

Após perder uma chance incrível, Marcelo conseguiu dar a volta por cima e marcou o gol que deu o triunfo do Bahia sobre o Bahia de Feira por 1 a 0 neste domingo (18), em Pituaçu, pela oitava rodada do Campeonato Baiano. Ao fim da partida, o técnico Cláudio Prates destacou a dedicação do jovem atleta de 18 anos e pediu para que a torcida tricolor tenha paciência com o jovem.

 

"Você não imagina o que é ter um esforço reconhecido. Só a gente que tá lá dentro sabe o que o Marcelo trabalha. Ele é um menino 2002, gente. Está sendo formado e lançado pelo potencial que tem. Fez partidas boas, hoje vinha fazendo uma partida ruim. Preferi deixá-lo junto com o Fabrício porque acredito no seu potencial. É uma jogada que trabalho muito com essa raspada no primeiro pau. Ele estava muito emocionado. Essa entrega nos treinos foi recompensado. Quem trabalha honestamente no dia a dia é valorizado. Espero que isso cause nele um controle emocional melhor. As pessoas tem que ter paciência com ele", disse.

 

O Bahia teve um jogador a mais durante boa parte do jogo, mesmo assim encontrou dificuldades para furar a defesa do Tremendão. Prates explicou que o jogo ficou mais complicado por conta do adversário ter se fechado ainda mais.

 

"Comentei com o pessoal na oração. O jogo se torna mais difícil porque o Bahia de Feira faz duas linhas de quatro e isso dificulta mais do que o dez contra dez. Eles foram muito valentes. O gol saiu em bola parada e quando estava dez a dez, tivemos várias chegadas e não conseguimos. Falei para eles que quando se fica com um a menos, a atenção tem que ser redobrada. Valeu o esforço deles", explicou.

 

Questionado sobre a falta de efetividade no ataque, o treinador disse que vem trabalhando para melhorar. 

 

"A gente tem feito isso desde a pré-temporada. Não é de hoje que apareceu esse problema. Todos os jogos tivemos um número grande de finalizações e é claro pra hoje que precisamos melhorar na finalização, último passe, de querer mais a bola... Volto a frisar: são meninos, jogadores em formação... Não tenho nada do que reclamar, estamos treinando muito, ganhando confiança para finalizar melhor", projetou.

 

Com 12 pontos, o Esquadrão de Aço está no quarto lugar do estadual. A equipe joga a última partida da primeira fase no próximo dia 28 de abril, contra o Jacuipense, novamente em Pituaçu.

Histórico de Conteúdo