Sexta, 18 de Setembro de 2020 - 09:45

Zagueiro do Bahia cita incômodo com fase ruim e gols sofridos

por Ulisses Gama

Zagueiro do Bahia cita incômodo com fase ruim e gols sofridos
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O Bahia segue em uma fase ruim dentro do Brasileirão. Após perder para o Corinthians por 3 a 2, o Tricolor chegou ao oitavo jogo sem vencer e se consolidou como a pior defesa, com 18 gols sofridos. O momento complicado foi lamentado pelo zagueiro Wanderson, que apontou o incômodo pelos gols sofridos. Ele apontou o período sem partidas como essencial para corrigir as falhas.

 

"Incomoda muito, ainda mais a gente ali de trás, tomar gol é sempre ruim. É botar a cabeça no lugar, trabalhar nesses 10 dias e fazer um grande jogo contra o Athletico Paranaense", disse.

 

Wanderson comentou a sua relação com Mano Menezes, novo técnico do Bahia. Antes do Esquadrão de Aço, os dois estiveram juntos no Corinthians.

 

"Minha relação com o Mano é desde 2013. Nos meus exames, acabei não passando e fazendo uma cirurgia. Sou grato ao pessoal do Corinthians que poderiam me mandar embora, mas me aceitaram e fizeram minha cirurgia. O Mano me tratou da melhor forma possível. Foi uma grande lição de vida para mim", relembrou o jogador, que comentou a sua participação em campo e elogiou o desempenho do time mesmo com o revés.

 

"Fazia um pouco de tempo que não jogava. Desde a primeira partida da final do baiano... Me senti bem, tive uma queda na parte física ali que é normal, mas me senti bem. A equipe se portou bem. Só queria exaltar a coragem de nossa equipe, sair atrás do placar não é fácil. A gente jogou, teve posse de bola e tentou a todo momento", pontuou.

 

O Bahia está na 16ª posição, com nove pontos conquistados. A equipe pode fechar a 11ª rodada na zona de rebaixamento.

Histórico de Conteúdo