Segunda, 03 de Agosto de 2020 - 16:30

Rodriguinho fala que o foco é não errar e que segundo jogo é oportunidade de fazer melhor

por Ulisses Gama / Milena Lopes

Rodriguinho fala que o foco é não errar e que segundo jogo é oportunidade de fazer melhor
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Mesmo com o resultado do primeiro jogo contra o Ceará, o Bahia vai brigar pelo título da Copa do Nordeste buscando marcar gols suficientes para reverter a vantagem do adversário. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (3), o meia Rodriguinho avaliou a derrota do último sábado (1), falou sobre a postura necessária para o próximo jogo e reforçou que a equipe tem capacidade de levar o título. 

 

“Foi um jogo que ninguém saiu satisfeito pelo resultado”, declarou o jogador sobre o 3 a 1 do Vozão sobre o Tricolor. “A equipe no primeiro tempo demonstrou que tem qualidade, que a gente consegue jogar, que a gente consegue criar oportunidades, até criamos boas oportunidades”, relembrou. “Por ser uma final, um jogo mais pegado, a lição que fica são os erros e aprender com eles para minimizar e não errar mais como foi nesse último jogo”, completou. 

 

“Na final, quando se erra, você prejudica todo um trabalho e isso fica muito complicado para reverter depois. Lógico que é possível, eu acredito no nosso time, acredito no trabalho e vamos colocar em prática agora”, reforçou Rodriguinho. 

 

Sobre a atitude em campo que o Bahia precisará ter para conseguir fazer uma boa partida, o meia falou que o elenco precisa entrar em campo com uma postura confiante, sem espaço para dúvidas e concentrados em não repetir os erros, principalmente os que dão facilidade de oportunidades para os adversários. “Tentar finalizar com o máximo de precisão possível, porque a gente precisa fazer gols, então temos que ter cuidado para não tomá-los e assim que tivermos as oportunidades fazê-los o mais rápido possível”, ressaltou. 

 

Rodriguinho ainda relembrou de uma ocasião em 2018, quando esteve no Corinthians, em que o Timão perdeu o jogo de ida na final do Paulista contra o Palmeiras e reverteu a situação na partida seguinte. “Nós levamos a decisão para os pênaltis e fomos felizes, então, como eu falei, é possível a gente conseguir reverter esse placar”, comentou.

 

O jogador finalizou citando uma fala do próprio irmão sobre a oportunidade de ter uma segunda partida para decisão do título. “Ele falou assim para mim depois do jogo: ‘Rodrigo, Deus deu oportunidade da final ser em dois jogos. Se fosse quarta, ou semifinal, a gente tava lamentando até hoje essa derrota que foi dura, doeu na alma. Mas Deus nos deu a oportunidade de ter o jogo da volta e a gente poder refazer essa história e tem a oportunidade de fazer melhor dessa vez’”, contou o jogador. 

 

“É isso que a gente tem que levar para dentro do campo, essa consciência de que nós somos capazes nós podemos e nós vamos focar o tempo inteiro para isso”, completou, dizendo ainda que a equipe está ciente da dificuldade, mas que a adversidade não vai impedir de buscar o resultado necessário. 

 

O Bahia enfrenta o Ceará nesta terça-feira, em Pituaçu, às 21h30. O Esquadrão precisa vencer com uma diferença de dois gols para levar a decisão da Copa do Nordeste aos pênaltis.

Histórico de Conteúdo