Ídolos de Bahia e Vitória, Marito e Tinho são homenageados no hospital da Fonte Nova
Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde da Bahia anunciou nesta sexta-feira (10) que mais dois ídolos de Bahia e Vitória vão ser homenageados no hospital de campanha da Arena Fonte Nova. Tinho, do Vitória, e Marito, do Bahia, foram os selecionados.

 

Nilton Ferreira de Souza (Tinho), chegou ao Vitória como jogador em 1962 em uma mudança que gerou confusão. O clube foi obrigado a indenizar o Leônico e o atleta a cumprir um período de estágio antes de fazer a estreia. Mas já era remador do rubro-negro e ganhou a Copa Norte de Remo. No futebol virou um dos maiores ídolos da história do clube. Com boa técnica e vigor físico, atuou inicialmente nas laterais direita e esquerda e com a saída de Nelinho, passou a formar dupla de zaga com Romenil. Comandava o setor e ainda marcava gols decisivos nas bolas levantadas na área pela sua excelente impulsão e bom cabeceio. Conquistou o bicampeonato de 1964/65 e chamou a atenção do Flamengo (RJ) que o contratou no final do ano de 1968, e jogou ao lado de Brito, tricampeão mundial. Tinho nasceu em Salvador no dia 18 de janeiro de 1943.

 

Mário da Nova Bahia, mais conhecido como Marito, é um dos maiores ídolos da história do Esporte Clube Bahia. O “Diabo Loiro”, como era carinhosamente chamado pela torcida tricolor, foi peça fundamental na conquista do Campeonato Brasileiro de 1959 pelo Esquadrão de Aço e também participou das conquistas de sete títulos baianos (1954, 56, 58, 59, 60, 61 e 62). Considerado um dos maiores pontas da história do Bahia, Marito vestiu o manto tricolor entre os anos de 1953 e 1962, tendo atuado em 365 partidas e marcado 72 gols. Com o “Diabo Loiro” em campo, o Esquadrão conquistou um total de 193 triunfos. Marito faleceu em 18 de setembro de 2011, aos 79 anos.

 

"Além das quatro alas de Terapia Intensiva, que totalizam 100 leitos de UTI, iremos homenagear ex-atletas nas enfermarias", destacou o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

 

Antes, Sapatão e Arthur Maia foram homenageados no hospital instalados no estádio.

Histórico de Conteúdo