Quinta, 23 de Janeiro de 2020 - 09:25

Henriques fala sobre operação para segurar Gilberto no Bahia: 'Esforço grande'

por Ulisses Gama

Henriques fala sobre operação para segurar Gilberto no Bahia: 'Esforço grande'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Gilberto fica no Bahia ou vai embora? Essa é uma dúvida que ainda não está respondida pelo clube. Após a proposta de um clube japonês, o Esquadrão de Aço se desdobra em esforços para manter o camisa 9 no CT Evaristo de Macedo. 

 

Em entrevista ao Bahia Notícias na última quarta-feira (22), o diretor executivo Pedro Henriques falou sobre a operação para segurar o jogador e indicou que a movimentação financeira será similar a da compra de um jogador. Ainda segundo o gestor, a cúpula está otimista em um final positivo.

 

"Sobre Gilberto... Gilberto, Gregore e Douglas são jogadores que a torcida tem identidade. Ainda mais Gilberto, que foi artilheiro no ano passado. É difícil. Ele veio em uma situação de oportunidade, pegamos ele livre. Quem não é do futebol entende que quando o jogador está livre, é de graça. Não é assim. Os empresários substituem os clubes. Se eu pagaria X para um clube, os empresários dizem 'eu quero esse X para mim'. Estamos tentando uma operação para manter o jogador. Se Gilberto ficar, não é uma manutenção de contrato. É uma aquisição importante. O pessoal está otimista, mas não é simples. Se acontecer, será um esforço muito grande. Guilherme, Diego e Vitor estão mais a par e estão empenhados para fazer acontecer. Quando Guilherme está empenhado, o pessoal fica otimista", declarou.

 

O Shimizu S-Pulse, do Japão, cobriu a multa do jogador, que gira em torno de R$ 2,5 milhões, além de oferecer boas condições ao atacante. Desde 2018 no Tricolor, Gilberto soma 83 partidas e 38 gols marcados. No Brasileirão do ano passado, com 14 gols, Gilberto foi o terceiro colocado na artilharia.

Histórico de Conteúdo