No sub-23, Dado critica atitude de juiz ao expulsar Caíque: 'Não considero justo'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O Bahia venceu o Sport por 2 a 1 na última quinta-feira (20), em Alagoinhas, pela quinta rodada do Brasileirão de Aspirantes. Apesar do resultado positivo, o Tricolor saiu na bronca com Emerson Ricardo de Almeida Andrade, que expulsou Caíque após ter caído da maca no momento em que seria substituído. Técnico do Tricolor, Dado Cavalcanti considerou a decisão injusta.

 

“Caíque, naquele momento, estava saindo de campo e, quando desceu da maca, não teve qualquer benefício. Ele seguiu andando até sair de campo. Eu me excedi, mereci ter levado aquele cartão amarelo, mas Caíque não. Não considero justo o cartão levado por ele”, afirmou.

 

O comandante da equipe destacou a dedicação e a competitividade do grupo, que voltou a vencer na competição após duas derrotas.

 

“O campo, devido a forte chuva, não estava dentro das condições que nos permitia sair jogando, trocando passes. Então, diante desse cenário, nós precisávamos ser competitivos e vencer o jogo. Valeu bastante pelo resultado, pela entrega dos atletas, que atuaram 90 minutos com muita pegada”, indicou.

 

Com nove pontos, o Bahia está na segunda posição do Grupo A da competição nacional. A próxima partida será na próxima quinta-feira (15), às 15h, no Orlando Scarpelli, contra o Figueirense. 

Histórico de Conteúdo