Roger aprova atuação, lamenta chances desperdiçadas e comenta estreia de Ezequiel
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O técnico Roger aprovou a atuação do Bahia no empate sem gols com o São Paulo, neste domingo (19), no Morumbi, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador lamentou as chances desperdiçadas, mas salientou que, estrategicamente, foi a melhor partida da equipe sob seu comando.

 

“Pelo contexto do jogo, a gente acredita que poderia ter tido sorte maior. Foi uma partida que conseguimos levar muito perigo para o gol do São Paulo. Eles tiveram maior posse, mas nas retomadas de meio conseguimos criar oportunidades pelas pontas. No início da segunda etapa, o São Paulo se tornou mais ousado com as trocas, e a gente passou a sofrer um pouco mais. Fiz duas trocas ofensivas e voltamos para o jogo. É um resultado de empate importante. Para mim, estrategicamente foi o melhor jogo que conseguimos fazer sob meu comando”, analisou Roger.

 

O treinador também comentou a estreia do lateral-direito Ezequiel na equipe. De acordo com o técnico, o atleta foi bem marcando o atacante Toró.

 

“Difícil marcar o Toró. Um jogador forte e insinuante. Acredito que o Ezequiel tenha feito uma partida segura. Ele já vem há dois meses sem jogar uma partida oficial, suportou um jogo nesse horário, então fez uma atuação segura”, avaliou Roger.

 

Roger ainda lamentou as chances desperdiçadas pelos centroavantes do time. Segundo ele, está faltando tranquilidade na conclusão das jogadas.

 

“O centroavante quando fica alguns jogos sem marcar, se torna naturalmente mais ansioso. Não só o Fernandão, mas com todos. Na tomada de decisão faltou um pouquinho mais de tranqüilidade. O Gilberto criou as oportunidades, diferente do Fernandão que precisa ser municiado, mas ambos tiveram chances e poderíamos ter definido a nosso favor. Quando a bola entrar, não vai parar mais”, salientou.

Histórico de Conteúdo