Sábado, 21 de Novembro de 2015 - 18:28

Bahia perde para o Náutico e soma mais uma derrota no Brasileirão da Série B

por Edimário Duplat

Bahia perde para o Náutico e soma mais uma derrota no Brasileirão da Série B
Foto: Ademar Filho/Estadão Conteúdo
Com chances remotas na briga pelo acesso a primeira divisão nacional, o Náutico derrotou o Bahia por 1 a 0 em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro da Série B 2015. Entretanto, apesar do triunfo, os resultados de Santa Cruz e Vitória, que aconteceram no mesmo horário da partida, acabaram com as chances do Timbu em sonhar com a elite nacional de 2016. Já desclassificado, o Esquadrão de Aço fez uma apresentação apática para os cerca de 1600 torcedores presentes na Arena Pernambuco.

Desde os primeiros minutos, o confronto se mostrou truncado e com os dois times sem apresentar um bom futebol. Ainda vivo na competição, o Timbu trocava passes para superar a marcação tricolor, que se defendia as investidas do adversário. Aos quatro minutos, Biteco cobra escanteio e Douglas Pires tira de soco da meta tricolor.
 
Com duras faltas, os baianos tentavam anular as investidas dos donos da casa, que aos sete minutos tiveram o seu primeiro lance de perigo. Gaston cruzou pela direita, cruzou na área e Biteco chutou de primeira por cima do gol de Douglas Pires. Logo depois, em outra jogada pela esquerda, Gaston chutou para interceptação da zaga rival.
 
Aos 12, o Náutico teve mais uma boa chance em bola alçada na área. Rafael Pereira invade pela direita e cruza para Daniel Morais cabecear para fora. Aos poucos, o Bahia foi saindo do domínio dos pernambucanos e esboçava lances de perigo para abrir o marcador. Entretanto, aos 17, o clube alvirrubro abriu o marcador. Depois de cobrança de falta, a bola foi tocada pela defesa e cabeceada por Daniel Morais. Douglas Pires defendeu, mas acabou soltando nas mãos de Fabiano Eller que colocou no fundo das redes.
 
Mesmo com a vantagem, a equipe de Gilmar Dal Pozzo seguiu pressionando e quase chegou ao segundo um minuto depois, quando Biteco alçou bola pela esquerda e Daniel Morais cabeceou para interceptação do arqueiro tricolor. O Bahia reagiu aos 23, quando Tiago Real cobrou falta para defesa de Júlio César. Logo depois, aos 25, Real cruzou para Zé Roberto que erra na cabeçada e vê a bola indo para fora.
 
Crescendo na partida, os comandados de Aroldo Moreira quase chegaram ao empate aos 26, quando Zé Roberto se aproveitou de erro na saída de bola para chutar nas mãos do arqueiro pernambucano. Aos 27, foi a vez de João Paulo Penha chutar de fora da área e acertar o travessão do clube anfitrião.
 
Com muitos erros de passe, o Náutico abria o jogo para o Bahia, que desperdiçava os lances no confronto. Aos 30, Gustavo Blanco arma um contra-ataque e passe para Tiago Real, que dá a bola para João Paulo Penha chutar em bela defesa do goleiro do Timbu. Os pernambucanos reagiram aos 33 com Ronaldo Alves, que recebeu cruzamento de Biteco e não acertou a conclusão
 
Nos minutos finais da primeira etapa, os donos da casa voltaram a pressionar o Tricolor Baiano, que errava muitos passes em seus lances de contra-ataque. Aos 43, Railan perde bola para Guilherme Biteco, que passa para Bergson e vê o atacante cruzar em cima da defesa adversária. Na cobrança de escanteio, Hiltinho pega a sobra de bola e chuta longe da meta dos visitantes.
 
Nos acréscimos, Daniel Morais cabeceia sozinho e mais uma vez coloca a bola para fora. Como resposta, o Bahia responde com velocidade em lance de Zé Roberto, que passa do marcador com velocidade e chuta para interceptação da zaga vermelha e branca.

Os últimos 45 minutos se iniciaram com mais um lance de perigo do Náutico. Hiltinho cruzou pela esquerda e encontrou Daniel Morais, que finalizou novamente para fora.
 
Entretanto, apesar do ímpeto inicial dos donos da casa, a partida foi diminuindo o seu ritmo e se tornando muito presa no meio-campo, com muitos passes errados e poucos lances de perigo sendo criados.
 
Com poucas ações no jogo, as duas equipes se resumem a arriscar bolas de longa distância e insistir em lances de bola alçada na pequena área. Paralelo a isso, a vitória de 2 a 0 do Santa Cruz sobre o Mogi-Mirim frustrava as intenções dos jogadores pernambucanos, pois retirava qualquer chance de luta pelo acesso para o Náutico.
 
Aos 22, o primeiro lance de perigo da etapa final. Bergson recebeu pela direita e chutou cruzado para boa defesa de Douglas Pires. Logo depois, aos 23, Dakson cobrou escanteio e Daniel Morais cabeceia para contenção do arqueiro tricolor.
 
Sem ânimo, as duas equipes se arrastaram nos 20 minutos restantes e encerraram a partida de forma melancólica para os pouco mais de 1666 adeptos na Arena Pernambuco.

Agora, o Bahia retorna a Salvador onde encerra a temporada contra o Atlético Goianiense na Arena Fonte Nova. Já o Náutico vai até o interior de São Paulo, onde enfrenta o Bragantino.
  
FICHA TÉCNICA
Náutico x Bahia
Série B - 37ª rodada
Local: Arena Pernambuco, Recife (PE) 
Horário: 16h30 (horário da Bahia)
Data: 21/11/2015
Cartão Amarelo: Jeam, Jackson Caucaia,Paulinho Dias, Rafael Pereira, Tiago Real, Willian Magrão, Douglas Pires, Dakson
Gol: Fabiano Eller
Árbitro:  Wagner do Nascimento Magalhães (RJ),
Auxiliares:  Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Michael Correia (ambos do RJ)
 
Bahia: Douglas Pires, Railan (Adriano Apodi), Robson, Gustavo e Vitor; Paulinho Dias, Gustavo Blanco, Tiago Real (Rômulo) e João Paulo Penha; Zé Roberto (Jacó) e Jeam. Técnico: Aroldo Moreira 
 
Náutico: Julio Cesar; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gaston Filgueira; Willian Magrão, Jackson Caucaia (Marino), Guilherme Biteco (Dakson) e Hiltinho; Bergson (Douglas) e Daniel Morais.Técnico: Gilmar Dal Pozzo

 

Histórico de Conteúdo