Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 27 de Janeiro de 2022 - 12:30

Estado e prefeitos ainda não focaram em São João, diz secretário

por Anderson Ramos / Francis Juliano

Estado e prefeitos ainda não focaram em São João, diz secretário
Foto: Divulgação / Serin

O São João ainda é uma realidade distante na Bahia, tanto no tempo como nos preparativos. O tema está na fila das prioridades, mas não é a primeira nesse início de ano, como disse nesta quinta-feira (27) ao Bahia Notícias o secretário de Relações Institucionais do estado, Luiz Caetano. O secretário declarou que o Estado e os prefeitos estão com pautas mais urgentes, como a minimização dos estragos provocados pelas chuvas.

 

“Estamos começando a conversar, mas, para poder ter São João, a gente tem que passar essa etapa agora [da Covid] e daqui para frente ver a tendência da contaminação, ver se diminui e se a gente consegue inverter esse crescimento da doença. A vontade do governo é que tenha São João, mas vamos depender da ciência e da medicina”, disse o secretário.

 

Segundo Caetano, a visão é compartilhada por gestores de centenas de cidades do interior baiano. “Anteontem estive na UPB [União dos Municípios da Bahia] com 200 prefeitos e não se tocou no assunto [São João]. Porque tem tanta coisa antes de junho que tem que acontecer, como os convênios. Hoje estamos muito focados nisso”, disse ao citar obras de reconstrução de casas e encostas em municípios afetados pelas chuvas recentes.

 

As declarações foram feitas durante agenda em Salvador com o governador Rui Costa onde o gestor estadual entregou ambulâncias e assinou convênios para obras de pavimentação asfáltica e outras intervenções em cidades do estado.

Flávio Bolsonaro convida Mario Frias para concorrer a deputado pelo RJ
Foto: Reprodução / Redes sociais

O senador Flávio Bolsonaro convidou o secretário especial de Cultura, Mario Frias, para concorrer a deputado federal pelo Rio de Janeiro, filiando-se ao PL, seu partido e de Jair Bolsonaro.

 

Segundo publicação do Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, a expectativa de Flávio é que Frias seja um "puxador de votos" para a bancada do PL no estado.

Siga e acompanhe as principais informações da Bahia no Google Notícias
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Plataforma do Google que reúne os principais veículos de imprensa do mundo, o Google Notícias conta com informações do Bahia Notícias. Herdeiro dos antigos agregadores de informações, o serviço do gigante da internet facilita o acesso ao jornalismo profissional com a comodidade de ser utilizado tanto em computadores pessoais quanto em plataformas mobile, como celulares e tablets.

 

O Google Notícias é um aplicativo, disponível nas lojas do Android e da Apple Store, e também pode ser acessado nos navegadores sem a necessidade de download. Além de seguir sites de acordo com seus interesses, o serviço ainda dispõe de geolocalização, o que facilita o acesso a notícias locais.

 

Referência no jornalismo digital local, o Bahia Notícias está disponível na plataforma e pode ser seguido pelos leitores clicando aqui. Lá, o internauta acompanha as notícias das editorias do portal e tem acesso rápido a todo o conteúdo publicado pelo BN. Para receber as informações em primeira mão, é necessário apenas acessar a página do portal no Google Notícias e clicar em seguir no desktop ou na estrela no mobile!

Decreto de redução de público na Bahia começa a valer a partir da próxima segunda-feira
Foto: Erem Carla / Bahia Notícias

Diferente do que informou o próprio governador Rui Costa durante entrevista coletiva na manhã de quinta-feira (20), o decreto que determinou a redução de público em eventos de 3 mil para 1.500 pessoas só começa a valer a partir de 0h da próxima segunda-feira (24). A medida foi publicada na edição desta sexta (21) do Diário Oficial do Estado (DOE).

 

Conforme o decreto, a medida vale para cerimônias de casamento, eventos urbanos e rurais em logradouros públicos ou privados, eventos exclusivamente científicos e profissionais, circos, parques de exposições, solenidades de formatura, feiras, passeatas, parques de diversões, teatros, cinemas, museus e afins. A determinação também engloba o público em estádios de futebol (veja aqui). A regra de lotação máxima de até 50% da capacidade do espaço está mantida.

 

No início da semana, o governador já havia declarado que cogitava a redução devido ao aumento de casos de Covid-19 no estado e ao descumprimento das regras em alguns eventos que foram promovidos em Salvador  (veja aqui)..

 

CANCELAMENTO

Logo após o anúncio feito pelo governador ontem, a Salvador Produções, empresa responsável pela realização do evento Ensaio de Verão de Léo Santana, comunicou o cancelamento do evento que acontecereria nesta sexta-feira (21), no WET, em Salvador (veja aqui).

Sábado, 15 de Janeiro de 2022 - 17:00

Irmão de Marilia Mendonça critica Naiara Azevedo: 'Nunca enganou ninguém'

por Erem Carla

Irmão de Marilia Mendonça critica Naiara Azevedo: 'Nunca enganou ninguém'
Foto: Reprodução

Parece que a equipe de Naiara Azevedo terá trabalho em fazer a moça recuperar mais que os seus ‘50 Reais’ no BBB 22. Isso porque o cantor João Gustavo, irmão de Marília Mendonça, não gostou do anúncio de que a sertaneja irá lançar um single gravado com a cantora, enquanto está confinada na casa mais vigiada do Brasil. 

 

Através do seu perfil no Twitter neste sábado (15), João Gustavo criticou Naiara e disse que fará de tudo para a cantora ser eliminada do Big Brother Brasil deste ano.

 

"Parabéns Naiara, isso eu já sabia, você nunca enganou ninguém. Todo mundo já sabia que você entraria no BBB para se promover, e eu sei que você não vai tirar o nome da minha irmã da boca, então eu vou fazer de tudo para que você não fique dentro dessa casa", escreveu.

 

 

 

 

 

Marília Mendonça morreu no início de novembro, vítima de um acidente aéreo. 

Sábado, 15 de Janeiro de 2022 - 14:40

Ana Furtado faz apelo ao vivo para ter Silvio Santos na Globo

Ana Furtado faz apelo ao vivo para ter Silvio Santos na Globo
Foto: Reprodução l Globo

A ida de Tiago Abravanel para o Big Brother Brasil 22 está gerando muitas expectativas no público e também entre os próprios globais. A apresentadora Ana Furtado, por exemplo, quebrou o protocolo da emissora e convidou Silvio Santos, avô do artista, para aparecer na tela da Globo em apoio ao neto.

 

A proposta surgiu durante apresentação do É de Casa deste sábado (15), enquanto Ana, Patrícia Poeta e a repórter Luiza Zveiter discutiam os participantes da nova temporada do reality e as homenagens das famílias do participantes que ganharem a prova do Anjo. 

 

"Sabe o que eu lembrei? Quando você falou desse momento, eu lembrei. Será que Silvio Santos vai mandar um vídeo para Tiago Abravanel se ele ganhar a prova do anjo?", questionou a repórter. "Ah, que máximo seria", concordou Patrícia.

 

 

"Ai, é verdade, porque tem o vídeo da família! O avô! Para quem não ligou... Porque, né, tem gente que não sabe que o Tiago Abravanel é neto do Silvio Santos!", explicou Ana.

 

 

"Será que o Silvio vai mandar o vídeo?", insistiu Luiza. "Ah, vai", assentiu a mulher de Boninho. "Já pensou? Seria muito legal!", interveio Patrícia. Ana Furtado, então, olhou diretamente para a câmera e pediu: "Silvio, manda! Manda um vídeo pro Tiago, pro netinho... Seria incrível!".

RBN Digital é opção de música e informação de qualidade pelo celular e pelo computador

A RBN Digital atinge mais de 1,2 milhão de ouvintes a cada 12 meses, e esse número não para de crescer. São mais de 100 mil espectadores por mês acompanhando a emissora digital por meio do aplicativo para iOS (baixe aqui) ou para Android (baixe aqui), ou também pelo próprio site da BRN Digital.

 

A rádio é uma iniciativa do Bahia Notícias que une música de qualidade com a credibilidade da informação do site. A programação da RBN Digital inclui boletins de hora em hora com as principais notícias do Brasil e do mundo e programas curtos sobre esportes, cultura, viagem, etc.

 

O final de semana também é repleto de informação e programação de alta qualidade, a exemplo do Time Machine, sob o comando de DJ Wilson, que faz um flash-back por grandes sucessos da cena musical. Conheça a RBN Digital, acesse pelo celular ou pelo site www.rbndigital.com!

Bahia Notícias teve mais de 51 milhões de visualizações em 2021
Foto: Google Analytics

A pandemia do coronavírus seguiu dominando o noticiário de 2021 e a busca por informações sobre o tema foi a principal origem de tráfego para o Bahia Notícias no período. Foram mais de 10,5 milhões de visitantes únicos ao longo do ano, com mais de 51 milhões de páginas visualizadas.

 

A nota mais lida durante todo o ano foi o início da fase mais dura de enfrentamento da pandemia na Bahia, ainda em fevereiro. Foram mais de 100 mil visitantes, a maioria deles no período imediatamente após a divulgação da informação pelo governador Rui Costa, quando ele tornou pública a decisão do “lockdown” à baiana, com o fechamento de todas as atividades aos finais de semana a partir das 17h de uma sexta-feira até as 5h da segunda seguinte. O padrão do toque de recolher, lançado naquele distante 25 de fevereiro, ainda perdurou por muitas semanas antes da reabertura gradual.

 

Durante o ano, mulheres foram maioria dos leitores que passaram pelo site. Elas correspondem a 51,4% do público que percorreu as páginas do site. A faixa etária entre 25 e 34 anos formou o maior percentual entre os leitores, cerca de 25% dos visitantes que acompanharam as editorias de Esportes, Holofote, Justiça, Saúde e Municípios.

 

Em localizações geográficas, o Brasil representou a maior parte dos visitantes, porém quase 300 mil usuários dos Estados Unidos estiveram no Bahia Notícias. Em termos nacionais, Salvador figurou como a principal origem de tráfego, porém São Paulo e Rio de Janeiro também ganharam destaque entre as cidades dos visitantes.

 

O ano também foi marcado por lançamentos. Em agosto, o portal avançou com uma página de classificados de veículos com a cara da Bahia. O BN Autos é voltado para concessionárias e também pessoas físicas que querem vender ou comprar veículos com segurança. Dois meses depois, o Bahia Notícias apresentou o BN Hall, uma nova coluna social com as principais informações sobre entretenimento, gastronomia, turismo e negócios.

Domingo, 02 de Janeiro de 2022 - 11:00

'A morte não lhe roubou a alma nem a importância', diz Nélida Piñon sobre Lya Luft

por Mariana Consiglio e João Gabriel Telles | Folhapress

'A morte não lhe roubou a alma nem a importância', diz Nélida Piñon sobre Lya Luft
Foto: Reprodução / Agência Brasil

A escritora carioca Nélida Piñon, 84, lamentou a morte de Lya Luft, de quem foi amiga. Luft morreu na madrugada desta quinta (30), aos 83 anos, em decorrência de um câncer de pele.
 

Em conversa com a Folha, Piñon disse que "as amizades são sempre misteriosas". "Não têm começo, mas têm fim. No caso da nossa amizade, teve um desfecho trágico com a morte dolorida e sofrida de Lya Luft".
 

Piñon, que é imortal da Academia Brasileira de Letras, conta que elas se encontravam sempre em Porto Alegre, mas também no Rio de Janeiro e, às vezes, em São Paulo. "Muito mesmo. Escrevíamos, falávamos ao telefone e nesses encontros descontávamos o tempo que não tivemos uma ao lado da outra. Mútua confiança, mútuo respeito e, diria, mútua admiração."
 

Ela lembra que era chamada de madrinha por Luft e Hélio Pellegrino, que foram casados, por tê-los apresentado. "Quando estávamos em São Paulo no famoso congresso que foi marcado pela tristeza da possibilidade da morte do presidente Tancredo Neves, que estava hospitalizado em São Paulo, ela quis conhecer Hélio Pellegrino, por quem tinha muita admiração intelectual. Eu apresentei os dois e fui surpreendida depois com o enamoramento deles. Sempre que eles se encontravam no Rio de Janeiro, eu era convidada, porque era a única que acompanhava de perto aquele romance fulgurante de dois seres brilhantes e inteligentes que se descobriram", diz.
 

Piñon esteve ao lado de Luft também na morte de Pellegrino, em 1992. "Eu fui correndo para a casa dela e ficamos juntas o tempo todo para organizar os papéis."
 

"E assim os tempos foram passando. Ela foi tendo suas vidas alteradas e se tornou uma escritora famosa, uma cronista reputada, tornou-se uma escritora 'best-sellerista', cujos livros vendiam muitíssimo. Enfim, uma mulher de sucesso e de grande respeitabilidade. Pensou-se até que um dia pleitearia à Academia Brasileira de Letras, mas ela dizia que não tinha temperamento gregário para viver em comunidade e ter que vir ao Rio de Janeiro sempre."
 

Para Piñon, Luft manifestava felicidade com o casamento com o também escritor Vicente de Britto Pereira, com quem estava há 18 anos. Segundo a escritora, Luft amava suas duas cachorrinhas, que a ajudaram a enfrentar a grande tragédia de sua vida, a morte do filho André, que em 2017 sofreu uma parada cardíaca enquanto surfava.
 

Sobre os livros de Luft, Piñon reforça que "é uma obra importante desde a sua estreia". "Tinha um toque taciturno, pessimista, triste, sem traço de alegria. Eu digo que o mundo romanesco dela era um mundo quase de uns anjos petrificados, de anjos que perderam as asas, seres sofridos, que talvez tivessem perdido o paraíso para sempre. Esse era o texto de Lya, um texto que padecia das agonias da escritora, mas ela escrevia com grande elegância, com um poder de síntese muito grande."
 

"Quero destacar a importância que ela teve como cronista de grandes revistas nacionais, da revista Veja, e depois de outros jornais. Ela nunca deixou de participar do horizonte brasileiro. Fez parte da reflexão brasileira num determinado período e saiu-se muito bem. Além do mais, também é preciso realçar que ela também é autora de brilhantes textos poéticos e, portanto, deixa uma marca sólida nessa literatura brasileira, que vai dar-lhe um lugar especial quando for julgada a partir da sua finitude", diz.
 

A amizade das duas durou até os últimos momentos da vida de Luft, afirma Piñon. "Posso dizer que fomos amigas até o final. Só deixei de receber mensagens suas nos últimos dias, o que me fez crer que ela estava já próxima do desfecho final. Eu não podia acreditar quando soube que essa morte veio se apossar dela, roubar-lhe a vida --mas não lhe roubou a alma, o talento e importância de sua obra."

Procissão do Senhor Bom Jesus dos Navegantes volta a fazer percurso pelo mar
Foto: Muller Nunes / TV Bahia

A procissão do Senhor Bom Jesus dos Navegantes voltou a fazer a travessia marítima neste sábado (1°) na Cidade Baixa, em Salvador. No ano passado, a procissão foi feita em terra devido às restrições da pandemia da Covid-19. A festa, que integra o calendário de eventos populares do estado, começa um dia antes.

 

Nesta sexta-feira (31), a imagem de Bom Jesus deixou a igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem e seguiu até a basílica de Nossa Senhora da Conceição. Conforme o G1, já neste sábado, o andor com Bom Jesus seguiu alguns metros pelas ruas do Comércio, antes de embarcar na galeota "Gratidão do Povo" para a tradicional procissão marítima.

 

O embarque do andor ocorreu no Distrito Naval da Marinha. Depois de um percurso pela Baía de Todos-os-Santos, a imagem do Bom Jesus retorna para a Boa Viagem, na Ribeira. Ainda por conta das precauções diante da pandemia, nenhuma outra embarcação foi autorizada a fazer a travessia.

Assintomático, Caetano Veloso testa positivo para Covid-19 em Salvador
Foto: Fernando Young / Divulgação

O cantor e compositor Caetano Veloso, de 79 anos de idade, testou positivo para Covid-19. A informação foi confirmada pela esposa do artista baiano, a empresária carioca Paula Lavigne, à CNN Brasil.

 

Caetano, que já tomou três doses da vacina contra a Covid-19, está assintomático e cumpre isolamento domiciliar junto à família em sua casa em Salvador, no bairro do Rio Vermelho, onde está desde a última quarta-feira (22).

 

Paula Lavigne também está contaminada pelo novo coronavírus e afirma sentir apenas um cansaço maior.

 

“Caetano não está sentindo nada. Zero. Eu só estou muito cansada. Só. Realmente, a gente tem que incentivar as pessoas a tomarem a vacina, porque ela funciona”, relatou Paula.

Sábado, 18 de Dezembro de 2021 - 16:20

Festa de Taylor Swift resulta em quase 100 casos de Covid-19

por Folhapress

Festa de Taylor Swift resulta em quase 100 casos de Covid-19
Foto: Reprodução/Instagram

A festa de lançamento do disco "Red", da cantora Taylor Swift, não acabou muito bem. Após o evento, que aconteceu na semana passada em Sidney, na Austrália, autoridades de saúde do país confirmaram que 97 pessoas que estiveram no local foram diagnosticadas com covid-19.
 

Taylor, que não estava na festa chamada "On Repeat: Taylor Swift Red Party", já que o evento foi apenas com fãs, havia afirmado que todos os protocolos de segurança para evitar o contágio pelo vírus estavam sendo seguidos.
 

As autoridades de saúde do estado de Nova Gales do Sul também afirmaram que provavelmente entre essas pessoas há infectados com a nova variante ômicron. Para evitar maior proliferação, a recomendação é para que as cerca de 600 pessoas que estiveram presentes no evento se isolem imediatamente. Isso também vale para todos que tiveram contato próximo com essas pessoas.
 

O órgão de saúde está fazendo uma busca ativa por essas pessoas, e algumas que registraram presença por meio de QR Code estão sendo facilmente encontradas. O valor da multa para as pessoas que estiveram presentes no evento e não cumprirem as medidas de isolamento é de 5 mil dólares australianos.

Quinta, 16 de Dezembro de 2021 - 09:20

Baseado em música de Renato Russo, filme 'Eduardo e Mônica' chega aos cinemas

por Alexandre Brochado

Baseado em música de Renato Russo, filme 'Eduardo e Mônica' chega aos cinemas
Fotos: Divulgação | Globo Filmes

Após o lançamento de “Faroeste Caboclo” em 2013, foi a vez da música “Eduardo e Mônica”, da banda Legião Urbana, ganhar os cinemas brasileiros. O filme será lançado nesta quinta-feira (16). 

 

É difícil não saber alguns dos spoilers de “Eduardo e Mônica” se você já escutou a música interpretada por Renato Russo, que atravessou gerações e traz uma certa nostalgia a parte da população. E é contando com esse clima que o filme retrata as vivências de dois jovens dos anos 1980 que se conhecem através de uma série de coincidências. 

 

Eduardo (Gabriel Leone) e Mônica (Alice Braga) têm como cenário do seu primeiro encontro uma festa estranha com gente esquisita, na cidade de Brasília. No primeiro diálogo entre os personagens surge uma paixão que os leva a embarcarem numa jornada que ressalta as diferenças entre ambos, afinal Eduardo tem apenas 16 anos e Mônica é uma mulher adulta prestes a se formar em Medicina. 

 

A diferença de idade entre eles hoje é um assunto que, se colocado em pauta, poderia levar a discussões sobre envolver um relacionamento com um jovem menor de idade. Porém, o filme prefere abordar a questão de forma menos "problematizada". A diferença de idade surge na trama a partir de uma discussão sobre maturidade, que muitas vezes está mais presente exatamente naquele que nem atingiu a maioridade. 

 

Além dessa questão etária, existe ainda a contrariedade de pensamentos. Mônica é antenada em política, gosta de Manuel Bandeira, Bauhaus, Van Gogh, dos Mutantes, de Caetano e de Rimbaud, além de assuntos esotéricos. Já Eduardo curte novela, cinema, clube e jogar futebol de botão com seu avô. 

 

E apesar de todas as diferenças entre o casal existia a vontade de se ver, mas o final da história vocês só vão poder saber assistindo o filme, que traz alguns detalhes em sua adaptação que ilustram o imaginário de quem um dia já foi apenas ouvinte da música. 

 

A trilha sonora conta com músicas brasileiras e internacionais dos anos 1980, além de referências musicais da canção “Eduardo e Mônica”. Dirigido por René Sampaio, o filme tem como parte do elenco Victor Lamoglia, Otávio Augusto, Juliana Carneiro da Cunha e Fabrício Boliveira.

Euclides da Cunha: Gêmeas lançam livro que pretende 'desconstruir' o amor
Foto: Divulgação

Duas gêmeas, com 22 anos, moradoras de Euclides da Cunha, no Nordeste baiano, publicaram um livro sobre amor. Este é o segundo trabalho de Larissa Telles e Laís Teles. Com o titulo “O amor é uma utopia: dos sabores aos dissabores”, o livro reúne uma coletânea de poesias e outros textos sobre o amor. Segundo as gêmeas, a ideia principal do livro é desconstruir a visão do amor utópico.

 

“A gente está mostrando a realidade. Que tem dor, que nem tudo são flores. Só quando você passa por cima de tudo isso é que, de fato, existe o amor. A ideia do livro é passear dos sabores aos dissabores, para que o leitor seja levado a refletir nessa desconstrução sobre o que ele entende que seja o amor”, explica Larissa, que assina a maior parte dos textos na coletânea.

 

O livro foi selecionado e premiado em Sergipe onde Larissa e Laís estudam pela Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), por meio da Lei Aldir Blanc. Ele será lançado oficialmente em Aracaju. Para adquirir os livros clique aqui

Quarta, 15 de Dezembro de 2021 - 07:20

PM baiano que chefia Rouanet diz na OEA que cultura é sagrada e mística e foge de perguntas

por Eduardo Moura | Folhapress

PM baiano que chefia Rouanet diz na OEA que cultura é sagrada e mística e foge de perguntas
Foto: Reprodução / Instagram

Em meio a acusações de censura a artistas brasileiros, a gestão Mario Frias, que chefia a Cultura no governo Bolsonaro, foi convocada para uma audiência da CIDH (Comissão Interamericana de Direitos Humanos), órgão independente da OEA (Organização dos Estados Americanos), na tentativa buscar identificar se há cerceamento de liberdade artística e cultural no Brasil.
 

Durante a reunião, o governo Bolsonaro tergiversou e não esclareceu uma série de pontos polêmicos que motivaram a audiência --tais como o cancelamento de um edital com séries de temática LGBTQIA+ em 2019, a proibição de linguagem neutra em projetos da Lei Rouanet, a censura biografias de lideranças negras históricas no site da Fundação Palmares, entre outros.
 

A audiência foi pedida pelo Mobile (Movimento Brasileiro Integrado pela Liberdade de Expressão Artística), que é formado pelas organizações Artigo 19, 342 Artes, LAUT, Rede Liberdade, Mídia Ninja, Movimento Artigo Quinto e Samambaia Filantropias.
 

O Mobile pede que a CIDH faça monitoramento constante da situação atual da liberdade de expressão artística no Brasil, realize uma visita oficial ao país e faça relatórios sobre liberdade cultural, questione formalmente o Estado brasileiro acerca de denúncias de violações de direitos e liberdades e adote medidas cabíveis para proteger artistas e agentes cultuais ameaçados.
 

No tempo destinado à sua exposição inicial, membros do governo federal evitaram falar de casos específicos e optaram por frases como "o Brasil é um país onde reina o império da liberdade" e citar trechos da Constituição e acordos internacionais que, no papel, garantem a liberdade de expressão artística.
 

Na reunião, representantes da sociedade civil optaram por trazer acusações de censura --como Wagner Moura, diretor de "Marighella", e Thiago Tao, organizador do festival de jazz que foi reprovado por parecer técnico que citou Deus.
 

Já o secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, André Porciuncula, iniciou sua exposição dizendo que a cultura "é a pedra angular onde o exercício da civilização é brotado e germinado", além de soltar frases como "a cultura é como uma heráldica mística sagrada tremulando" e que a cultura, "esse algo místico, esse algo indescritível, que pertence tão peculiarmente ao nosso povo, consegue se expor e se maravilhar nessa coisa fantástica que chamamos de comunidade".
 

Porciuncula então afirmou que, quando a gestão Mario Frias chegou ao governo, havia "uma superconcentração de verbas, em que 10% das grandes empresas do Brasil abocanhavam 80% dos recursos públicos" e que a equipe empreendeu medidas de descentralização e "retirada de mecanismos de fomento dessa pequena elite".
 

Entre as ações do governo, o secretário disse que Lei Rouanet, de renúncia fiscal, bateu recordes em termos de investimentos, e também citou a Lei Aldir Blanc, de auxílio emergencial ao setor cultural em meio à pandemia, um projeto de lei que veio da oposição.
 

Na réplica dos representantes da sociedade civil, o professor de direito Conrado Hübner disse: "eu pessoalmente, e tantos outros, não estou vivendo o 'império da liberdade'".
 

"Infelizmente o Estado não enfrentou os argumentos aqui tratados, não deu explicações sobre violações e, assim, desrespeitou esta comissão, a comunidade artística e o público. O Estado adotou uma trajetória retórica diversionista. Lembra muito, com todo respeito, a postura do governo brasileiro nos anos 1970, no ápice da ditadura militar."
 

Hübner também acusou os representantes do governo presentes na audiência de distorção de fatos e números e negacionismo. O professor, então, pediu que o governo usasse sua tréplica para explicar episódios como os do edital para obras audiovisuais LGBTQIA+ que foi cancelado, a censura de biografias de personalidade negras na Palmares, o pedido de investigação do cartunista Renato Aroeira e o jornalista Ricardo Noblat por divulgação de charge que associava Bolsonaro a uma suástica nazista, além da proibição de linguagem neutra em projetos da Lei Rouanet.
 

O gestor cultural Guilherme Varella, também representante da sociedade civil afirmou que "hoje, a censura está travestida de expedientes administrativos, não é uma censura escancarada". "Mas é uma censura que encontra formas de fazer com que os artistas não possam expor livremente a sua arte e que as instituições não possam amparar e dar apoio público aos artistas", continuou.
 

Porciuncula não respondeu diretamente aos questionamentos de Hübner e disse que o que os críticos tentam chamar de censura são na verdade "meras regras burocráticas".
 

O policial militar que comanda as decisões sobre a Rouanet se defendeu de críticas à Fundação Palmares destacando que o presidente, Sérgio Camargo, é negro. Disse ainda que a população brasileira é "muito miscigenada e que não há na sua carga cultural esses valores racistas institucionais". "Nunca presenciamos no Brasil apartheid, nunca presenciamos nenhum tipo de segregação relacionada a nossa cor de pele."
 

Sobre o festival de jazz na Bahia recebeu sinal vermelho para captar recursos via Lei Rouanet, em parecer carregado de referências religiosas, Porciuncula afirmou que citação de Johann Sebastian Bach --"o objetivo e finalidade maior de toda música não deveria ser nenhum outro além da glória de Deus e a renovação da alma"--era um argumento periférico, secundário.
 

Segundo ele, o festival de jazz é um evento político, e não cultural, por ter afirmado ser antifascista em suas redes sociais --e que por isso não poderia ser enquadrado na Lei Rouanet.
 

Porciuncula relacionou o fato de o governo Bolsonaro ter acabado com o Ministério da Cultura ----e tê-lo transformado em uma secretaria subordinada ao Ministério do Turismo-- a um compromisso do governo Bolsonaro com austeridade econômica. "Isso não é um rebaixamento do status da cultura, é apenas uma facilitação do processo de gestão burocrática", afirmou.

Trailer de 'Animais Fantásticos' é divulgado; Maria Fernanda Cândido estará na franquia
Foto: Reprodução /

O terceiro filme da saga derivada de Harry Potter ganhou seu primeiro trailer com uma aparição discreta da brasileira Maria Fernanda Cândido. 

 

A brasileira confirmou sua participação no projeto logo após a divulgação do trailer. Cândido viverá Vicência Santos, candidata ao cargo de Chefe Suprema da Confederação Internacional dos Bruxos. 

 

"Estou muito contente em anunciar que representarei o Brasil em 'Animais Fantásticos: Os segredos de Dumbledore'. No filme, interpreto Vicência Santos. Não vejo a hora de vocês descobrirem mais sobre ela", contou.

 

 

 

Previsto para chegar nas telonas no dia 14 de abril de 2022, "Animais Fantásticos: Os segredos de Dumbledore" teve a primeira prévia divulgada na última segunda (13) e levou os fãs do universo da magia a loucura.

 

O longa, que precede a história de Harry, precisou passar por mudanças, como a inserção de Mads Mikkelsen no projeto como o vilão Gellert Grindelwald, papel que era de Johnny Depp até o segundo filme, antes das acusações de agressão do astro hollywoodiano vir a julgamento. 

 

Estão de volta a produção o diretor David Yates, assim como Eddie Redmayne, Jude Law, Ezra Miller e Katherine Waterston.

 

 

Segunda, 13 de Dezembro de 2021 - 19:00

Câmara transfere votação do planos de Cultura e Infância para próxima quarta-feira

por Bruno Leite

Câmara transfere votação do planos de Cultura e Infância para próxima quarta-feira
Foto: Valdemiro Lopes / CMS

A Câmara Municipal remarcou a apreciação dos projetos de lei que estavam previstos para a sessão ordinária desta segunda-feira (13) para a próxima quarta-feira (15). As propostas serão analisadas extraordinariamente, em expediente de "turnão", a partir das 9h30.

 

A decisão, tomada pelo presidente da Casa, Geraldo Júnior (MDB), atende a um pedido do vereador Edvaldo Brito (PSD), procurador jurídico do Legislativo. 

 

O Plano Municipal de Cultura, o Plano Municipal de Infância e Adolescência e duas operações de crédito constavam na ordem do dia. Vetos no projeto de autoria do Executivo, um que desafeta imóveis e que autoriza a alienação, e outro, que retifica poligonais dentro do território do município, sobrestavam a pauta - ambos condicionam a votação na próxima quarta.

 

"Eu queria requerer a vossa excelência que não colocasse na pauta de hoje, que já está uma pauta extremamente complexa, inclusive com os vetos, e na hora que nós apreciarmos eu queria também dar a palavra. Meu requerimento é no sentido de não colocarmos os projetos que examinamos hoje nas comissões conjuntas", pleiteou Edvaldo ao presidente da Câmara. As matérias citadas por Brito foram examinadas pelos vereadores conjuntamente na Comissão de Constituição e Justiça e Redação Final (CCJ).

 

Geraldo Júnior falou sobre o pedido e disse ter o acatado prontamente. "Já acatei o requerimento de vossa excelência e nós teremos na próxima quarta-feira a convocação da sessão extraordinária".

 

Marta Rodrigues (PT), líder da bancada de oposição, questionou o adiamento, já que a votação desta segunda seria possível por conta de um acordo entre os líderes. "Temos uma situação na tarde de hoje, porque nós fizemos a reunião do colégio de líderes e pactuamos os projetos que estão na ordem do dia", indagou a vereadora, chamando a atenção para os projetos de lei que estão bloqueando a pauta. 

 

O relator do Plano de Cultura, Sílvio Humberto (PSB), disse estar desapontado com a nova data, já que o planejamento das políticas culturais de Salvador estão sendo protelados por sucessivas sessões. 

 

"Já chegamos ao limite com o Plano Municipal de Cultura. Considero que estava pronto e continuo pronto para votar", reclamou o edil ao ser informado do adiamento. O posicinameto foi acolhido por Marta Rodrigues como a postura oficial da bancada. 

Paulo Afonso: Secretário de Cultura morre aos 62 anos após infarto
Foto: Reprodução / Facebook da prefeitura de Paulo Afonso

Morreu nesta segunda-feira (13) o secretário municipal de Cultura e Esporte de Paulo Afonso, na divisa da Bahia com Sergipe e Alagoas, Jânio Soares. Segundo a prefeitura, Janinho, como era conhecido, sofreu um infarto durante a madrugada. Ele chegou a ser levado a uma unidade de saúde da cidade, o Hospital Nair Alves de Souza, mas não resistiu.

 

Soares foi secretário em várias administrações municipais. A primeira ocorreu na gestão de José Ivaldo. Depois, participou dos governos de Paulo de Deus, Anilton Bastos e Luiz de Deus, em mandatos distintos. Também foi secretário da prefeitura de Glória, na mesma região, onde deve acontecer o sepultamento.

Segunda, 13 de Dezembro de 2021 - 13:10

Mota reconhece perdas sem realização do Réveillon mas mantém otimismo para 2022

por Gabriel Lopes / Vitor Castro

Mota reconhece perdas sem realização do Réveillon mas mantém otimismo para 2022
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

À frente da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Salvador, Fábio Mota reconhece as perdas econômicas que o município viverá após o cancelamento do Festival Virada Salvador, mas reforça a necessidade de se pensar na saúde e em outras alternativas para driblar a situação que ainda é pandêmica. Em entrevista ao Bahia Notícias, Mota comemorou a retomada dos diversos setores da cidade e da economia local. 

 

O secretário ainda adiantou as expectativas da pasta para a inauguração e novos equipamentos de cultura em 2022, como a Casa da História e o prédio do Arquivo Público. Atuando na administração pública desde 2006, Fábio Mota diz gostar da experiência na pasta da cultura, mas não revela se planeja concorrer a um cargo no próximo ano ou se atuará na coordenação da campanha de ACM Neto - parceiro de longa data -,  ao governo do estado. Confira a entrevista na íntegra aqui.

Sábado, 11 de Dezembro de 2021 - 18:50

Morre cantor e compositor Monarco, símbolo da Portela

Morre cantor e compositor Monarco, símbolo da Portela
Foto: Rerpodução / Samba Carioca

Um dos nomes mais famosos da Portela, o cantor e compositor Monarco morreu neste sábado (11) aos 88 anos. O fato foi confirmado por integrantes da escola de samba carioca. Segundo o Globo, o sambista estava internado no Hospital Federal Cardoso Fontes, onde passou por uma cirurgia no intestino.

 

Monarco está nas principais referências da escola de samba. Figura ao lado de nomes, como Paulinho da Viola e Clara Nunes. Com o nome de batismo Hildemar Diniz, o apelido de Monarco veio da infância quando morava em Nova Iguaçu (RJ).

 

O sambista ingressou na Ala de Compositores da escola nos anos 50. Monarco também foi cavaquinista e percussionista e diretor de harmonia da escola de samba.

Quarta, 08 de Dezembro de 2021 - 00:00

Plano de Cultura poderá ser prejudicado caso não seja votado na próxima semana

por Bruno Leite

Plano de Cultura poderá ser prejudicado caso não seja votado na próxima semana
Foto: Antônio Queirós / CMS

O Plano Municipal de Cultura poderá ter sua execução prejudicada se não for apreciado pela Câmara de Vereadores na próxima semana, antes do recesso de final de ano do Legislativo. Objeto de discussão entre parlamentares, a matéria começou a tramitar na Casa em junho e já teve sua votação adiada por sucessivas sessões.

 

No bojo da proposta estão dentre outras políticas culturais, a estipulação de dez diretrizes, treze objetivos, dez estratégias e 29 metas a serem cumpridas ao longo da próxima década. A implicação está justamente no cumprimento de algumas delas a curto prazo, já que algumas devem ser colocadas em prática nos primeiros meses de 2022.

 

Uma reunião realizada nesta segunda-feira (6) trouxe novidades sobre um possível desfecho positivo para a proposição. Membros da bancada cristã bloqueiam o andamento do projeto de lei (PL) por rejeitarem a presença de trechos que citam explicitamente a denominação "LGBTQIA+" ou qualquer outra referência direta ao assunto (veja aqui). 

 

De acordo com o relator, o vereador Sílvio Humberto (PSB), os vereadores estarão debruçados no projeto antes da pausa nas atividades da Câmara. "Ocorreu uma reunião do colegiado de líderes, onde foi concentrado esforços para alguns entendimentos, e de lá foi decidido que o projeto será votado na próxima semana, impreterivelmente", afirmou. 

 

O edil usou a tribuna do plenário Cosme de Farias na sessão desta terça-feira (7) para reclamar do atraso na avaliação. Nas palavras de Humberto, "as barreiras precisam ser ultrapassadas". "O fundamentalismo precisa sair para o diálogo entrar", defendeu.

 

O plano foi elaborado ao longo dos últimos três anos. Ele é o primeiro do município, que é conhecido, basicamente, pela influência direta que a cultura tem na economia. 

 

Em entrevista ao Bahia Notícias, o presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM) disse acreditar na legitimidade da contestação dos edis cristãos (confira aqui), que em um primeiro momento haviam consentido com a existência da diversidade no plano, mas que, momentos antes da votação, voltaram atrás no acordo. Contudo, segundo o presidente da FGM, o debate feito pela bancada não segue o entendimento de "cultura LGBTQIA+", mas do termo apenas como uma orientação sexual. 

 

"A gente não está discutindo orientação sexual. Estamos discutindo uma cultura, como existe a evangélica, a hip-hop, a cultura afro, a cultura rock. Ou seja, essa é a grande confusão: o não reconhecimento desta cultura, que, inclusive, é uma discussão delicada porque isso é recente", explanou o presidente da FGM.

 

Para o presidente da Fundação Gregório de Mattos, o poder de decisão agora é dos representantes da sociedade civil, os vereadores. "Esse plano é muito importante para a cidade de Salvador. Ele envolve o esforço de muita gente, é um trabalho cansativo, é exaustivo. Precisamos aprovar este plano e a decisão está agora na Câmara de Vereadores". 

 

Uma das vereadoras da bancada cristã e que fazem oposição aos termos no PL, Débora Santana (Avante), disse, durante sua participação na sessão em que o seu grupo tornou pública a posição, que postura avessa aos dispositivos voltados para a população LGBTQIA+ é justificada pela sua coerência religiosa. "Em minha posição cristã, eu, hoje, não entendo o LGBT como cultura e sim como orientação sexual", julgou a vereadora, que ressaltou não estar sendo preconceituosa em sua fala. 

 

Na mesma oportunidade, a única parlamentar assumidamente LGBT do Legislativo de Salvador, Laina Crisóstomo (PSOL), rebateu a rejeição da matéria pelos evangélicos da Casa. "Para mim sempre é muito difícil tentar entender qual é o dilema e o problema com a sigla LGBT se não LGBTfobia, invisibilidade e apagamento das nossas histórias", enfatizou. 

 

"Existe sim cultura LGBT, existe direito LGBT, saúde LGBT. Não somos uma sigla apenas, mas existimos e há 31 anos lutamos para não ser mais entendidos como doentes", adicionou a vereadora Laina, que se emocionou ao falar sobre o tema. 

Empresários tentam emplacar Carnaval em circuito fechado no Comércio; entenda
Foto: Igor Santos/ Secom

Um grupo de empresários tem tentado convencer a prefeitura de Salvador a autorizar a realização de festejos de Carnaval em um circuito fechado na região do Comércio. Segundo informações obtidas pelo Bahia Notícias, esse grupo prevê sete portais de controle de pessoas que exigiriam comprovação vacinal e manteriam o acesso restrito, dentro de protocolos de segurança.

 

A proposta é similar à estrutura proposta para o Afódromo e já descartada no passado e enfrenta resistência por parte da gestão soteropolitana. A expectativa, conforme informações de bastidores, é limitar o número de participantes em 50 mil pessoas - número 10 vezes superior ao atualmente autorizado pelos protocolos sanitários pelo governo da Bahia.

 

Além da possibilidade de um circuito fechado no Comércio, esse grupo ainda sugeriu algo semelhante na região final do circuito Barra-Ondina, também em uma modalidade com acesso restrito. A hipótese, contudo, já teria sido descartada antes mesmo de uma procura informal pelo aval da prefeitura da capital baiana.

Terça, 07 de Dezembro de 2021 - 00:00

Fernando Guerreiro acredita em uma conciliação para votação do Plano de Cultura

por Bruno Leite

Fernando Guerreiro acredita em uma conciliação para votação do Plano de Cultura
Foto: Bahia Notícias

Presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), o diretor teatral Fernando Guerreiro ainda considera um entendimento conciliatório para que o Plano Municipal de Cultura de Salvador seja votado na Câmara de Vereadores nos termos que foi submetido ao Legislativo.

 

Empacada por falta de acordo entre parlamentares de oposição e membros da bancada cristã que contestam a presença do termo LGBTQIA+, a proposição versa sobre o planejamento das políticas culturais da capital baiana pelos próximos dez anos.

 

Ao Bahia Notícias, Guerreiro disse acreditar na legitimidade da contestação dos edis cristãos, que em um primeiro momento haviam consentido com a existência da diversidade no plano, mas que, momentos antes da votação, voltaram atrás no acordo (relembre aqui). Contudo, segundo o presidente da FGM, o debate feito pela bancada não segue o entendimento de "cultura LGBTQIA+", mas do termo apenas como uma orientação sexual. 

 

"A gente não está discutindo orientação sexual. Estamos discutindo uma cultura, como existe a evangélica, a hip-hop, a cultura afro, a cultura rock. Ou seja, essa é a grande confusão: o não reconhecimento desta cultura, que, inclusive, é uma discussão delicada porque isso é recente", explanou o presidente da FGM.

 

Guerreiro foi um dos agentes culturais envolvidos no plano e que estiveram presentes na reunião que antecedeu a sessão em que vereadores foram até a tribuna da Casa e falaram publicamente sobre suas objeções à proposição (veja aqui). O encontro durou mais de quatro horas.

 

De acordo com ele, um diálogo em busca de um "meio termo" foi a alternativa pautada na oportunidade. O caminho traçado pelo acordo, na sua avaliação, foi definido pensando na inclusão e nas ações de reparação já tocadas pela prefeitura e por outras gestões. "Juntando as duas coisas, eu acredito que é um movimento irreversível. A sociedade não tem mais como voltar atrás nessas questões de reparação e nas novidades culturais", acrescentou Guerreiro.

 

"É importante destacar que essa é a posição de alguns vereadores. A gente não tem isso como um consenso. Vários vereadores estão dispostos ao diálogo, o próprio presidente Geraldo Júnior tem sido muito importante nesse processo, tem ajudado nessa costura, como Silvio Humberto [relator do plano], como Ricardo Almeida, que é da bancada cristã e tem sido muito flexível", destacou Guerreiro.

 

Quatro audiências públicas, 600 sugestões da sociedade civil, três anos de tramitação em instâncias consultivas e deliberativas, como o gabinete do prefeito, a Procuradoria Geral do Município e por comissões da Câmara, compõem o arcabouço de discussões do Plano Municipal de Cultura. Se aprovada, a proposição deve ser a primeira a nortear as ações do Poder Público no âmbito municipal.

 

Para o presidente da Fundação Gregório de Mattos, o poder de decisão agora é dos representantes da sociedade civil, os vereadores. "Esse plano é muito importante para a cidade de Salvador. Ele envolve o esforço de muita gente, é um trabalho cansativo, é exaustivo. Precisamos aprovar este plano e a decisão está agora na Câmara de Vereadores". 

Arquidiocese aguarda posição da prefeitura sobre realização da tradicional festa do Bonfim
Foto: Divulgação / Saltur

Assim como outras festas populares da capital baiana, a tradicional Lavagem do Bonfim segue sem definição sobre sua realização em 2022. No início deste ano a manifestação popular foi suspensa por conta da pandemia da Covid-19. Diante daquele cenário, a Arquidiocese de Salvador optou por um desfile da imagem peregrina sem a presença de público. 

 

Em contato com o padre Edson Menezes, reitor da tradicional Basílica do Senhor do Bonfim, o Bahia Notícias apurou que a arquidiocese aguarda uma posição da prefeitura sobre a realização ou não do evento. 

 

Por meio de nota, o município informou que "ainda segue em discussão sobre a realização ou não das festas populares e do Carnaval, atenta ao atual cenário da Covid-19".

Frias contrata sem licitação por R$ 3,6 mi empresa sem funcionários
Foto: Pércio Campos

O secretário especial da Cultura Mario Frias contratou uma empresa sem funcionários, sem licitação, por R$ 3,6 milhões. Segundo apurou o jornal O Globo, a contratada, Construtora Imperial Eireli, está sediada em um escritório virtual. 

 

De acordo com a publicação, a empresa, aberta em maio de 2019, deverá prestar serviços de conservação e manutenção do Centro Técnico Audiovisual (CTAv), no Rio. A empreiteira virtual pertence a Danielle Nunes de Araújo, beneficiária do auxílio emergencial por oito meses. 

 

Em novembro, Mario Frias assinou a contratação da Construtora Imperial, por meio de uma portaria de dispensa de licitação, para resolver o problema. A empresa está no endereço de um escritório virtual especializado em fazer "gestão de correspondências" para dezenas de firmas. 

 

Danielle, apontada como dona, confirmou que costuma realizar reuniões para tratar de contratos no local. A dona do escritório negou. 

 

A Imperial não registrou nenhum funcionário em sua última declaração da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), apontam dados do Ministério da Economia. 

 

Procurada por e-mail e por telefone ao longo dos últimos dias, a secretaria de Cultura não respondeu aos questionamentos da reportagem. O órgão também não respondeu quais os critérios foram adotados para a escolha da construtora e não esclareceu se fez vistoria prévia na empresa.

Quarta, 01 de Dezembro de 2021 - 17:20

Cristãos declinam de acordo e se opõem a temática LGBTQIA+ no Plano de Cultura

por Bruno Leite

Cristãos declinam de acordo e se opõem a temática LGBTQIA+ no Plano de Cultura
Foto: Antonio Queirós / CMS

Os vereadores da bancada cristã na Câmara Municipal mantiveram a oposição à presença de trechos que pautam políticas públicas voltadas para a comunidade LGBTQIA+ no Plano Municipal de Cultura de Salvador. A postura dos parlamentares, colocada em pronunciamentos durante a sessão desta quarta-feira (1), vai de encontro o ajuste que garantiria a votação do projeto de lei nesta semana (relembre aqui).

 

O vereador Ricardo Almeida (PSC) rejeitou os dispositivos constantes na proposição. Em seu pronunciamento, o edil citou situações que, na sua avaliação, representariam uma falta de respeito para com os valores cristãos. "O respeito as pessoas é fundamental, o respeito às pessoas é fundamental, o respeito às escolhas é fundamental, mas é uma via de mão dupla", disparou Almeida.

 

Uma das vereadoras da bancada cristã, Débora Santana (Avante), disse que sua posição avessa aos dispositivos voltados para a população LGBTQIA+ é justificada pela sua coerência religiosa. "Em minha posição cristã, eu, hoje, não entendo o LGBT como cultura e sim como orientação sexual", julgou a vereadora, que ressaltou não estar sendo preconceituosa em sua fala. 

 

Única parlamentar assumidamente LGBT do Legislativo de Salvador, Laina Crisóstomo (PSOL), rebateu a rejeição da matéria pelos evangélicos da Casa. "Para mim sempre é muito difícil tentar entender qual é o dilema e o problema com a sigla LGBT se não LGBTfobia, invisibilidade e apagamento das nossas histórias", enfatizou. 

 

"Existe sim cultura LGBT, existe direito LGBT, saúde LGBT. Não somos uma sigla apenas, mas existimos e há 31 anos lutamos para não ser mais entendidos como doentes", adicionou a vereadora Laina, que se emocionou ao falar sobre o tema. 

 

O relator do Plano Municipal de Cultura, Sílvio Humberto (PSB), usou seu tempo na tribuna para comentar sobre a formatação encontrada pelos vereadores a fim de superar a barreira imposta pelos cristãos da Câmara e demonstrou sua insatisfação quanto ao adiamento.

 

Nesse nosso Plano de Cultura - que está aqui há mais de cinco meses, empurrando, vai e volta, com uma série de lances, idas e vindas - eu acho que nós encontramos um 'caminho do meio', que não é o que gostaríamos, não é o ideal, mas é o que a correlação de forças permite". 

 

"Dentro desse debate que se envolveu aqui [tem] a discussão do termo LGBTQIA+, que, para alguns, é só a prova cabal que não é só um conjunto de letrinhas, tem um significado enorme porque incomoda tanto", ressaltou Sílvio. Para ele a promoção de políticas públicas para a comunidade, por si só se justificaria, uma vez que esta parcela da população também arca com impostos. 

Terça, 30 de Novembro de 2021 - 15:00

GastrôBahia: Emanuele Nascimento assina ceia de Natal para encomenda

por Cris Montenegro

GastrôBahia: Emanuele Nascimento assina ceia de Natal para encomenda
Fotos: Felipe Pimentel

Imagine fugir da cozinha e ganhar mais tempo na confraternização natalina com a família e amigos?  Quem gostou da sugestão pode já encomendar a Ceia de Natal, assinada pela chef Emanuele Nascimento, com muitas opções para se montar um cardápio. São pratos tradicionais, preparados com releituras deliciosas da chef assadora do restaurante Benedita, que chegará diretamente para sua mesa. É só caprichar na decoração, para uma confraternização cheia de sabores na noite de Natal. 

 

 

O cardápio reúne os seguintes pratos: Peru Natalino – marinado em vinha d'alhos, acompanhado de frutas da estação caramelizadas e farofa de cuscuz (R$450); Ave Recheada – recheio com queijo minas, batata e ervas, acompanha farofa rica com frutos secos (R$ 150); Arroz Especial de Natal – arroz com nozes, damasco e vinho branco espumante 1kg (R$ 80); Salpicão de Salmão - Salmão grelhado, maçã verde, salsão, cenoura, cebola, maionese de ervas 1kg (R$120). 


Filé Mignon da Rainha – Filé mignon inteiro, decorado, recheado com queijo de cabra e castanha, coberto por presunto de parma (420); e Tender Tropical – tender de bolinha artesanal com 1 quilo, marinado em vinho branco e caramelizado com pêssego. Entregue já fatiado e decorado com frutos da estação (R$210). 

 


Porcheta à la romana 1 quilo - pururucada, com salsa verde e já fatiada (R$180); Terrine de Bacalhau - coberta com tapenade de azeitonas pretas 900gr (R$180); e Vinagrete de Frutos do Mar 1 Quilo – camarão, mexilhão, polvo, lula e vieiras (R$ 320).

 

As encomendas deverão ser feitas até no máximo dia 20 de dezembro, através do whatsapp (71) 99966 7463. A retirada será no dia 24/12 das 12 às 16hs, no restaurante Benedita – Rua Minas Gerais, 508.

Terça, 30 de Novembro de 2021 - 00:00

Temática LGBTQIA+ deve permanecer no Plano Municipal de Cultura após acordo

por Bruno Leite

Temática LGBTQIA+ deve permanecer no Plano Municipal de Cultura após acordo
Foto: Valdemiro Lopes / CMS

Após sucessivos adiamentos, o Plano Municipal de Cultura deverá, finalmente, ser apreciado pelo plenário da Câmara de Salvador nesta semana. Construída pelo poder público ao longo dos últimos três anos (saiba mais aqui e aqui), a matéria enfrentou uma considerável barreira por parte da bancada cristã, que discorda de trechos que versam explicitamente sobre a promoção da diversidade nas políticas culturais.

 

Um acordo, firmado entre as bancadas de oposição e governista, composta por membros do espectro evangélico-cristão, deve possibilitar a superação da questão. Nas palavras do relator, o vereador Sílvio Humberto (PSB), o esforço entre as partes foi "o caminho do meio", encontrado no afã da sessão da última terça (23), cuja ordem do dia previa a votação e que foi suspensa pelo presidente da Casa, Geraldo Júnior (relembre aqui).

 

Ao Bahia Notícias, o relator do projeto no Legislativo comentou sobre a ressalva dos religiosos, que foi apresentada primariamente como uma emenda e pedia a substituição dos dispositivos que tinham a expressão "LGBTQIA+" no texto. "A proposta [da bancada cristã] era retirar o termo, [e com a substituição] o plano estava inconsistente. Mesmo substituído pelo nome que eles sugeriram, que se não me engano era 'cultura de gênero', [e isso] gerou alguns impasses", disse Sílvio Humberto, citando o pleito, um dos outros dez que foram acolhidos pela relatoria no contexto das modificações.

 

O parlementar explica que a posição da bancada foi aguardada pela relatoria e que, com isso, a votação foi postergada, sessão após sessão. "Desta conversa na terça-feira havíamos acordado que seria votado, mas não chegamos a consenso. Aí foi puxado uma reunião entre nós e os envolvidos para tentarmos eliminar esse impasse", revela. 

 

Ele conta que, quando da interrupção da sessão, houve uma discussão para que pudessem encontrar uma solução em busca deste "caminho do meio", "ouvindo as técnicas, o próprio presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro, vereadores da oposição e da bancada governista e, dentro dela, a intitulada bancada cristã".

 

O entendimento dos grupos envolvidos foi o de que o termo não seria substituído, mas, como descreve o relator, fosse "codificado". A proposta que deverá ser votada é a aventada pela FGM. "De lá [da discussão] saiu uma proposta de construção, que a fundação ficou encarregada de fazer a partir de informações colhidas, de trabalhar com grupos vulneráveis, entre eles a comunidade LGBTQIA+, população negra e quilombola e grupos que estão subrepresentados na cultura de Salvador. A ideia é que a fundação, a partir daía, construa essa proposta e ela será a que vai ao plenário".

 

Para Humberto, a alternativa que encontraram é a mais condizente, uma vez que a prefeitura, no âmbito da diversidade, já executa diversas ações, como a manutenção do Centro de Referência LGBTQIA+, com especificações previstas na Lei Orçamentária Anual. "Diria que houve um certo ajuste que, até então, está mantido", categoriza. O relator prevê que o Plano Municipal deve ser votado nesta terça (30) ou, no mais tardar, quarta-feira (1).

Exposição 'Identidad Gaucha' segue aberta à visitação até segunda
Foto: Otávio Santos / SECOM PMS

Os amantes da fotografia que moram ou estão conhecendo Salvador podem visitar a exposição de fotografias “Identidad Gaucha”, do fotógrafo argentino Pedro Luis Raota. A mostra pode ser visitada no Instituto Cervantes de Salvador, na Ladeira da Barra, até segunda-feira (29), das 9h às 19h de segunda a sexta.

 

A exposição faz parte das comemorações da Semana da Cultura Argentina em Salvador, promovida pelo Consulado da Argentina em Salvador, com a parceria da Associação Cultural Argentina Brasileira da Bahia (Casa Martin Fierro) e apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

 

Através de 11 fotos, o visitante vai poder conhecer a identidade cultural que une o povo gaúcho e que se manifesta por meio de tradição e costumes. Além disso, é uma oportunidade para conhecer a arte de Raota que, mesmo após o falecimento, em 1986, segue encantando o público com sua profunda e ilimitada humanidade, que resgata as vivências comuns através de sua lente e de sua alma.

 

“É muito importante para os soteropolitanos conhecer de perto a cultura e tradições do país da América Latina que mais encaminha visitante para nossa cidade. Esses laços precisam ser sempre reforçados”, destacou o secretário da Secult, Fábio Mota.

 

Segundo o cônsul-geral da Argentina em Salvador, Pablo Virasoro, a Semana da Cultura Argentina em Salvador surpreendeu pela expressiva afluência de público. “Esse encontro foi prova da proximidade entre a Argentina e a Bahia e o gosto dos soteropolitanos pela cultura do nosso país”, afirmou.

 

Realizada durante este mês de novembro, a Semana da Cultura Argentina em Salvador reuniu atividades como a Mostra de Cinema Argentino, na Sala de Srte do CineMAM, na Avenida Contorno, e o Dia da Tradição Argentina, com música, dança e apresentações artísticas no Forte de São Diogo, na Barra. A data celebra o nascimento do escritor argentino José Hernández, autor de “O Gaucho Martin Fierro”.

Sábado, 27 de Novembro de 2021 - 14:40

Morre o arquiteto Ruy Ohtake, criador do Unique e do Renaissance, aos 83 anos

por Folhapress

Morre o arquiteto Ruy Ohtake, criador do Unique e do Renaissance, aos 83 anos
Foto: Silva Costanti

Morreu na manhã deste sábado (27), aos 83 anos, o arquiteto paulistano Ruy Ohtake, que assinou obras como os hotéis Unique e Renaissance, além da sede do Instituto Tomie Ohtake, todos na capital paulista. Filho primogênito da artista nipo-brasileira Tomie Ohtake, ele tinha um câncer de medula.
 

A morte foi confirmada por seu irmão, Ricardo. "Para Ruy, arquitetura era uma obra construída. E ele deixou uma quantidade muito grande de obras como legado", diz.
 

A empresária Marcy Junqueira, casada com Ricardo, lembra a dedicação de Ruy pela profissão. "Depois que a família almoçava junto aos domingos, deixávamos ele no escritório. Eu acho que ele tinha um amor pela arquitetura e foi o exemplo mais incrível que eu vi na minha vida" afirma.
 

Ohtake assina mais de 300 projetos no país que vão desde casas a parques, passando por prédios comerciais cheios de cores e espelhos que se destacam no horizonte —caso do hotel Renaissance, do hotel Unique e do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.
 

É dele também o Parque Ecológico do Tietê, também na capital paulista, e o prédio da embaixada brasileira em Tóquio, no Japão.
 

Formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (Universidade de São Paulo) em 1960, ele desenvolveu sua obra a partir a escola paulista de Vilanova Artigas e Paulo Mendes da Rocha. E foi inspirado por Nyemeyer e Aleijadinho que Ohtake começou a usar de forma mais ousada curvas e cores ---algo que a arquitetura paulista até então não usava muito.
 

Em 2019, em depoimento à Folha, Ruy desabafou ao dizer que achava que a população gostava muito dos seus trabalhos, mas os arquitetos, não.
 

"No começo, eu ficava preocupado porque a inteligência da arquitetura levantava polêmica. Há um establishment aqui, e eu dei um passo à frente. Todo rompimento no que está instalado gera polêmica com quem está na vanguarda, mas a arte e a arquitetura avançam em saltos", afirmou o paulista.
 

"Hoje, acho que estou no caminho de contribuir com a arquitetura contemporânea brasileira. Em todas as minhas obras, me preocupo com a liberdade criativa, a surpresa e a inovação. Acho que meu desafio é dar continuidade à arquitetura do país, e não ficar estancado como ficamos em São Paulo."
 

Considerado um dos principais arquitetos contemporâneos do país, ele recebeu vários prêmios durante sua carreira. Em 1971, ele ganhou o Prêmio Carlos Millan, do IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), pelo conjunto da obra.
 

Em 2006, a IAB também concedeu o prêmio Comenda Colar de Ouro pela sua contrubuição ao desenvolvimento da arquitetura no Brasil. Ohtake ainda presidiu o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico, entre 1979 e 1982, e foi eleito integrante da Academia Paulista de Letras em 2019.
 

O velório será realizado neste sábado, em cerimônia aberta apenas para a família, e ele será cremado no Horto da Paz, também na capital paulista.

Histórico de Conteúdo