Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Jornalista lança livro-reportagem sobre caso de crime sexual envolvendo João de Deus
Foto: Divulgação

A jornalista paulista Cristina Fibe lançou, na última semana, o livro “João de Deus - O abuso da fé”, que narra o caso do autoproclamado médium e curandeiro preso por estupro de vulneráveis. A obra tem prefácio assinado por Maria Ribeiro.

 

Em setembro de 2018 a jornalista iniciou uma apuração que revelaria, três meses depois, um dos maiores casos de crime sexual do Brasil. Neste, que é o primeiro livro de Cristina Fibe, a autora desconstrói o mito em torno do garimpeiro goiano, desde a fundação de seu centro espiritual, na década de 1970, até a rede de crimes que o protegeu por quase cinquenta anos. 

 

A publicação é um livro-reportagem investigativo, com informações apuradas e checadas em viagens a Abadiânia, visitas a IMLs, delegacias e tribunais, além de um mergulho em mais de mil páginas de processos criminais.

 

Dentre as centenas de entrevistas realizadas pela jornalista, há depoimentos exclusivos de figuras públicas próximas de João, a exemplo do ex-governador de Goiás Marconi Perillo e o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso.

 

Especializada na cobertura dos direitos das mulheres, em seu livro Fibe também dá voz a algumas das mais de 300 sobreviventes dos abusos de João de Deus, que fazem relatos chocantes, ajudando a interromper o silêncio e a impunidade.

Histórico de Conteúdo