Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Lázaro Ramos vacina contra Covid, agradece ao SUS e lamenta 'descaso absurdo' do governo 
Foto: Reprodução / Instagram

Como muitos artistas brasileiros, o ator baiano Lázaro Ramos, aos 42 anos, registrou nas redes sociais o momento em que foi vacinado contra a Covid-19, no Rio de Janeiro. “Enfim, chegou o dia. Me vacinei. Este tem sido um momento simbólico e merece uma postagem especial. Tanto que pensei neste dia. Preciso agradecer aos profissionais da saúde. E também dizer como muitos ‘Viva o SUS’ e tantas outras coisas que vêm sendo ditas ininterruptamente sobre máscara sobre a importância da vacinação, contar que tomei a coronavac, dizer mais uma vez ‘viva a ciência' e fora ignorância”, escreveu o artista, em sua conta no Instagram, neste fim de semana.

 

Além de prestar homenagem aos trabalhadores que atuam na linha de frente no combate à pandemia e deixar sua mensagem de conscientização sobre os protocolos de saúde, Lázaro fez um desabafo pessoal e lamentou a perda de um ente querido para a Covid-19. “Tenho aparecido um pouco menos aqui nas redes, ainda entristecido pela morte por covid de mais uma pessoa, um dos caras mais gentis e corretos que conheci. Ele se foi com 45 anos de idade. Se foi poucos dias antes da data que seria a sua data de vacinação. Não há como não pensar que se a vacina tivesse chegado antes ele poderia estar aqui conosco. É muito duro pensar isso. Muito injusto”, escreveu.

 

Após citar sua perda, ele se compadeceu também pelas vítimas da Covid no país, classificando a postura do governo como “um descaso absurdo e revoltante”. “Hoje me sinto abençoado por ter mais uma chance, a chance que milhares não tiveram, a chance que todos nós temos de ter. A vacina veio como alegria, alívio e esperança. Que sejamos todos nós abençoados o quanto antes, que possamos enviar amor a quem sofreu perda e que saibamos honrar os que foram”, concluiu.

 

Histórico de Conteúdo