Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Secult faz reunião virtual com dirigentes municipais para discutir Lei Aldir Blanc na Bahia
Foto: Divulgação

A Secretaria de Cultura da Bahia (Secult) realizou, na tarde desta terça-feira (6), uma reunião virtual com dirigentes municipais de cultura, com o objetivo de auxiliar na consolidação de políticas públicas e conhecer as demandas das gestões e da comunidade local sobre a Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc no estado. 

 

Ao abrir o encontro, a secretária de Cultura Arany Santana lançou uma reflexão: “Quais serão os legados, as lições e os ensinamentos que a Lei Aldir Blanc deixará para cada um de nós?”. Em sua fala, ela destacou a participação da Bahia enquanto terceiro estado em volume de recursos recebidos do governo federal para a Lei de Emergência Cultural. Arany lembrou que  foram executados mais de 90% do recurso, alcançando 27 territórios de identidade e cerca de 5 mil beneficiários. 

 

“O objetivo desta reunião e de muitas que ocorrerão é promover um diálogo constante e direto entre a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia com os gestores municipais de cultura, vacina sim, para todos e todas”, declarou Arany. Na oportunidade, ela informou ainda que as próximas reuniões terão o comando da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura  (Sudecult), com a nova superintendente Ana Teixeira, como ponte de ligação entre os gestores e a Secult.

 

Presente na reunião, o senador Jaques Wagner, relator da Lei Aldir Blanc no Senado, ressaltou a importância do empenho para a consolidação desta política pública. “A Bahia é milionária em cultura e inspira o Brasil inteiro e outros lugares. A cultura ganha um papel importante neste momento da pandemia, de gente que foi pra janela tocar violino, trompete e ter criatividade nessa hora. Reconhecemos que o mundo da cultura foi o que teve impacto imediato”, comentou.

 

Transmitido ao vivo, o evento foi uma realização da Secult, com apoio da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) da União dos Prefeitos da Bahia (UPB) e da Associação dos Dirigentes Municipais de Cultura do Estado da Bahia (ADIMCBA). 

 

Confira o calendário das próximas reuniões:

· Reunião 1 – 13/04 – 14h-17h – Bacia do Rio Grande, Bacia do Rio Corrente, Velho Chico e Bacia do Paramirim = 4 territórios, 49 municípios.

·  Reunião 2 – 14/04 – 14h-17h – Sudoeste Baiano, Médio Sudoeste e Sertão Produtivo = 3 territórios, 57 municípios.

·  Reunião 3 – 15/04 – 14h-17h – Vale do Jiquiriçá, Médio Rio de Contas e Baixo Sul = 3 territórios, 51 municípios.

·  Reunião 4 – 16/04 – 14h-17h – Litoral Sul, Costa do Descobrimento e Extremo Sul = 3 territórios, 47 municípios.

·  Reunião 5 – 19/04 – 14h-17h – Chapada Diamantina, Irecê e Piemonte do Paraguaçu = 3 territórios, 57 municípios.

·  Reunião 6 – 20/04 – 14h17h – Portal do Sertão, Sisal e Bacia do Jacuípe = 3 territórios, 52 municípios.

·  Reunião 7 – 21/04 – 14h-17h – Piemonte da Diamantina, Piemonte Norte do Itapicuru, Sertão de São Francisco, Itaparica e Semiárido NE II = 5 territórios, 52 municípios.

·  Reunião 8 – 22/04 – 14h-17h – Metropolitano de Salvador, Recôncavo e Litoral Norte e Agreste Baiano = 3 territórios, 52 município

Histórico de Conteúdo