Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Filha de Paulinho do Roupa Nova rebate críticas por show em homenagem póstuma ao pai 
Foto: Reprodução / Instagram

Filha de Paulinho, músico do Roupa Nova que morreu em dezembro de 2020 por complicações da Covid-19 (clique aqui e saiba mais), a cantora Twigg rebateu críticas recebidas após o anúncio de que fará um show em homenagem ao pai nesta quinta-feira (14), dia em que completa um mês do falecimento.

 

“Eu jamais imaginei a repercussão que isso ia tomar. Não vai ser um mega show, vai ser apenas uma homenagem, voz e violão, bem intimista, para cantar pra ele. Essa é minha homenagem pra ele”, disse a artista, sobre a apresentação agendada para o fim da tarde, no quiosque Bell, localizado na praia do Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro. “Tomou uma proporção gigantesca, que eu jamais imaginei. Eu jamais pensei em aglomerar, em fazer um grande evento, essa nunca foi a minha intenção”, acrescentou.

 

Além das críticas à respeito de aglomeração durante a pandemia, Twigg rebateu também comentários nos quais era acusada de se aproveitar da morte de Paulinho. “Eu ouvi dizer sobre oportunismo e eu querer me promover às custas de meu pai falecido. Gente, isso é muita loucura, eu trabalho com música, profissionalmente, há 22 anos, eu trabalho com teatro musical há quase 10 anos. Isso é a minha vida, isso é o que eu faço. Não existe tentar me promover e oportunismo, até porque, se eu quisesse fazer isso eu faria isso enquanto ele estava aqui”, argumentou. 

 

“A única coisa que eu quero é manter o meu pai um pouco vivo pra mim, um pouco vivo para as pessoas. E o sangue e o legado musical que ele deixou é a minha herança, é o que eu tenho de mais forte e mais sólido na minha vida. Isso ninguém pode tirar de mim”, concluiu a cantora.

 

Histórico de Conteúdo