Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Romance resgata a história da ferrovia entre a Bahia e Minas Gerais
Foto: Divulgação

O jornalista e escritor João Roberto Laque está lançando o livro "Marina, as Marias e o Mar". A obra usa das peripécias amorosas da adolescente Marina para contar a história da Ferrovia Bahia&Minas e traçar um panorama do cotidiano nas cidades do extremos-sul da Bahia e nordeste de Minas Gerais nos anos 1950 e 1960.

 

Inspirado na música "Ponta de Areia", de Milton Nascimento e Fernando Brant, o livro oferece fascinantes viagens pelo trajeto do trem que por 85 anos ligou Minas Gerais ao mar da Bahia.

 

Laque, que também é autor de "Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro Urbano" ? livro-reportagem finalista do prêmio Jabuti 2010 ? fala da importância de se resgatar a história da famosa Ferrovia:

 

“Existe hoje um movimento pela volta dos trens de passageiros no Brasil e, mais especificamente, pela ressureição da Bahia&Minas. Afinal, quando esta estrada de ferro foi extinta pelo governo militar em 1966, muitas cidades ao longo de seus 578 quilômetros ficaram estagnadas e permanecem assim até hoje.

 

Além de abordar a ferrovia, o romance traz alguns temas pouco abordado pela historiografia baiana. “Na minha narrativa estão também a batalha entre os Pataxós e os pescadores da Ponta de Corumbau ocorrida em julho de 1951 e o naufrágio do luxuoso paquete italiano Principessa Mafalda nas águas do arquipélago de Abrolhos, em 1937, onde morreram quase trezentas pessoas num dos maiores acidentes náuticos do mundo na época.

Histórico de Conteúdo