Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Circuito Cine Éden divulga lista de curtas selecionados para mostra competitiva
Abertura do evento em 2017 | Foto: Reprodução / Facebook

O 3º Circuito Cine Éden divulgou em seu site os curtas-metragens baianos que foram selecionados para a Mostra Competitiva Cinema de Casa. Os filmes selecionados foram produzidos durante a pandemia da Covid-19. Além de serem exibidos no site e no canal do festival no YouTube, os contemplados receberão um valor de R$ 400 pela seleção.

 

A lista completa de obras selecionadas está disponível no site do evento (clique aqui). Ao todo, a mostra recebeu 69 inscrições vindas de realizadores baianos das cidades de Salvador, Vitória da Conquista, Feira de Santana, Juazeiro, Porto Seguro, Ilhéus, Cachoeira, Simões Filho, Santo Amaro, Poções, Morro do Chapéu, Lençóis, Lauro de Freitas, Jaguaribe, Itacaré, Ipiaú, Coração de Maria, Condeúba, Conceição do Coité, Caeté-Açú. Também houve inscrições de baianos que moram em outros estados e países: Rio de Janeiro, Fortaleza, Ribeirão Preto, São Luiz, Curitiba, Assentamento Normândia - Caruaru, França e Itália.

 

Edson Bastos, idealizador do evento e curador desta Mostra, comenta que as escolhas foram pensadas para conferir diversidade: “São olhares que vêm de diferentes cidades da Bahia, representando formas variadas de enxergar a quarentena, e de pensar além dela". 

 

Para a curadora Camila Cordeiro, a mostra tem sido uma janela para entrar um pouco na experiência individual e coletiva para fora de nossas quatro paredes. “É muito rica a diversidade de produções que trazem a delicadeza como motor criativo de transmutação do espaço físico limitado", avalia.

 

Após duas semanas de seleção dos curtas-metragens inscritos, a curadora Solange Moraes conta que a cada participação em uma comissão de seleção, seja de projetos ou de filmes, seu olhar se expande como se usasse uma lente de aumento. “Novas formas de fazer cinema, novos voos audiovisuais se apresentam diante da minha retina”. 

 

Outra percepção foi da curadora Inajara Diz, que explica: "Me norteei por uma pergunta recorrente, quais são os arquivos de quarentena que deixaremos para contar essas histórias?".

Histórico de Conteúdo