Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

'Desmonte': Webseminário levanta discussões sobre 'transfake' nas artes cênicas
Foto: Reprodução / Instagram @desmonteseminario

A Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA) vai promover, nos dias 29 e 30 de outubro, o a segunda edição do Webseminário Corpo, Gênero e Interseccionalidades (Desmonte). O evento propõe tratar sobre as diversidades de corpos e de identidades de gênero nas artes e vai ser transmitido no YouTube e no Instagram.

 

A principal discussão sobre representatividade trans nas artes se dará no II Desmonte, através de debates sobre as controvérsias relacionadas ao "transfake", processo em que o qual ator, atriz ou performer cisgênero interpreta uma personagem ou vivência transgênera nas artes cênicas.

 

O Desmonte é uma parceria do Grupo Porra/UFBA e do Nucus/UFBA. Surgido em 2019, depois de denúncias de violências sofridas por pessoas transgêneras, protocoladas na Ouvidoria da UFBA, segundo a organização, o seminário visa "promover debates sobre gênero e suas interseccionalidades nos ambientes institucionais, ampliar o público do evento para um escopo federal e incentivar a produção de dados que tratam das violências cotidianas e institucionais às vivências corpo e gênero diversas, pretendendo sugerir caminhos artísticos, políticos e sociais alternativos".

 

A programação conta com plano de acessibilidade para pessoas com deficiências visuais e auditivas, e com a participação de pesquisadoras, ativistas e artistas transgêneras, fomentando diálogos, apresentações, cursos e debates sobre o tema.

 

O pesquisador, artista, ativista e um dos criadores do evento, Ian Habib, defende que o evento é também uma política de ação afirmativa e permanência para a população trans discente, por "promover visibilidade e representatividade como política coletiva, por apagar fronteiras sujeito/objeto e por tentar eliminar desigualdades históricas, (re)escrever histórias e reparar perdas causadas pela marginalização".

 

O Desmonte" contará, ainda, com mesas de discussão sobre Feminismos, Tradições de matrizes africanas, Anti-colonialidades e Artivismos. No fechamento acontecerá o “II Desmonte: Ballroom”, que remonta essa manifestação cultural nascida em Nova Iórque entre pessoas LGBTQIA+ e negras como um espaço de celebração desses corpos dissidentes. A programação completa do seminário está disponível no perfil do evento no Instagram (@desmonteseminario).

Histórico de Conteúdo