Quinta, 04 de Junho de 2020 - 10:50

Em forma de cordel, baiano elogia união de Neto e Rui contra Covid-19 e critica Bolsonaro

por Jamile Amine / Francis Juliano

Em forma de cordel, baiano elogia união de Neto e Rui contra Covid-19 e critica Bolsonaro
Foto: Reprodução / Facebook

Natural de Irará, cidade próxima a Feira de Santana, o cordelista Kitute Coelho resolveu parabenizar os esforços do governador da Bahia, Rui Costa, e do prefeito de Salvador, ACM Neto, pela gestão da crise durante a pandemia do novo coronavírus. 

 

Como artista que é, ele usou linguagem do cordel para reforçar a importância da união dos rivais políticos contra a Covid-19, além de enaltecer a luta dos baianos e criticar a postura do presidente diante do problema, classificando Jair Bolsonaro como “parte da escória”. 

 

"Não vou falar de política/ Vim falar de união/ Sempre faço minha crítica/ Mesmo sendo obrigação/ Na Bahia, nosso templo/ Neto e Rui deram exemplo/ Para o resto da nação/ Juntos fazem diferença/ Lutando na pandemia/ Misturando força e crença/ Que é a cara da Bahia/ Essa terra tão amada/ E desde sempre marcada/ Por sua dicotomia”, dizem alguns versos. 

 

“Podem voltar a brigar/ Lá na frente não duvide/ Mas agora vão lutar/ Um ao outro não agride/ De direita ou de esquerda/ O que importa é não ter perda/ Pro demônio da Covid/ Da cidade alta ou baixa/ Aqui não tem essa história/ Só o presidente se encaixa/ Como parte da escória”, diz outra parte, ressaltando a parceria momentânea de Rui e Neto e criticando Bolsonaro, que é lembrado em outros versos, por “receitar” cloroquina e tubaína contra o novo coronavírus.

 

Confira o cordel completo:

Histórico de Conteúdo