Mais de 10 mil assinam carta que de ‘socorro’ pela Cinemateca Brasileira
Foto: Divulgação

Instituição oferecida pelo presidente Jair Bolsonaro como prêmio de consolo pela queda de Regina Duarte da Secretaria Especial da Cultura, a Cinemateca Brasileira está em péssimas condições, asfixiada pelo governo federal, que até hoje não fez qualquer parcela do repasse anual de R$ 12 milhões para a gestão do espaço (clique aqui e saiba mais).


Diante desta situação, uma carta assinada pelo ex-diretor-executivo da instituição Carlos Augusto Calil reivindica ajuda. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, a carta intitulada  “Cinemateca Brasileira pede socorro” já conta com 10.722 assinaturas até a última quinta-feira (21).

Histórico de Conteúdo