Fundação FHC pode captar até R$ 1,29 milhão via Rouanet para mostra sobre plano real
Foto: Divulgação

Como objetivo de atualizar a exposição “Um plano real: a história da estabilização do Brasil”, a Fundação Fernando Henrique Cardoso poderá captar até R$ 1.291.364,97, por meio da Lei Rouanet. A informação é da coluna de Ancelmo Gois, no O Globo. Ainda segundo a coluna, a mostra permanente “recria a experiência da crise de hiperinflação das décadas de 1980 e 1990 e mostra a retomada da estabilidade econômica com a implantação do Plano Real”. Esta não é a primeira vez que a fundação utiliza tal política de incentivo cultural para a manutenção de suas obras. “As atividades ligadas ao tratamento técnico do Acervo Presidente Fernando Henrique Cardoso e às suas atividades têm recebido recursos captados ao amparo da Lei Rouanet”, diz o site oficial. Em 2016, a oposição queria que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fosse chamado para depor à CPI da Lei Rouanet, para explicar o recebimento de mais de R$ 14 milhões por meio da lei de incentivo. 

Histórico de Conteúdo