Sexta, 14 de Outubro de 2016 - 21:50

Homenageada da Flica, Ana Maria Machado afirma que professores têm lido menos

por Ailma Teixeira, de Cachoeira

Homenageada da Flica, Ana Maria Machado afirma que professores têm lido menos
Foto: Ailma Teixeira / Bahia Notícias
Homenageada da sexta edição da Festa Literária de Cachoeira (Flica), Ana Maria Machado participou do evento pela segunda vez. A primeira foi em 2014, convidada para prestar uma homenagem póstuma ao escritor e seu amigo pessoal João Ubaldo Ribeiro, que havia acabado de falecer.  Nesse retorno, ela apresentou a mesa "O mar, o mapa e a audácia", em referência a três de suas obras, na principal mesa desta sexta-feira (14). "Eu adorei Cachoeira, as pessoas foram fantásticas aqui. Eu passeei, saí de barco, conversei com as mulheres que fazem colares, aí dois anos depois, eles me ligam dizendo que queriam me homenagear, eu fiquei meio sem fala, só posso agradecer muito", conta a autora. Com uma vasta literatura dedicada a um público infantil, Ana Maria defende que as crianças estão lendo mais e lendo bons conteúdos. Ela explica que isso se deve a "políticas de estado e não de governo", que surgiram no governo Fernando Henrique Cardoso e perduram até os dias atuais – políticas que aumentaram e melhoraram, ela ressalta, a distribuição de livros na escola. "Então, a questão do acesso ao livro infantil ficou praticamente resolvida, toda escola hoje tem livro e livro de qualidade, livro bonito, então as crianças leem muito", avalia a autora, que foi presidente da Academia Brasileira de Letras. Para a autora, o problema surge na educação de adolescentes, que não teve o mesmo progresso. Isso acontece tanto porque com a mudança de cenário, os jovens perdem o interesse no aprendizado e não desenvolvem boas relações com os professores, quanto pelos mestres que não recomendam leituras ou apresentam desafios, dentre outras questões. "Eles [os estudantes] vão tendo uma relação com os professores que nem sempre é uma relação muito bem resolvida, o abandono, a evasão escolar é muito grande e em grande parte das vezes, esses professores não leem, então não conversam com eles sobre livros", resume, acrescentando ainda que isso afasta o aluno da leitura.

Histórico de Conteúdo