Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 08 de Maio de 2015 - 12:00

Jam no Mam volta neste sábado, após fechar acordo com Bahiatursa

por Virgínia Andrade

Jam no Mam volta neste sábado, após fechar acordo com Bahiatursa
Desde 2007, o projeto se manteve sem interrupções. Foto: Lígia Rizério
Após anunciar a suspensão das atividades por falta de patrocínio, o projeto Jam no Mam fechou um acordo de apoio com a Bahiatursa e voltará neste sábado (9) à sua programação normal. Segundo Ivan Huol, diretor artístico do projeto e músico da banda de base da Jam, conseguir apoio era uma das condições de continuar devido ao alto valor de manutenção da iniciativa. “O projeto é muito caro para ser mantido e a Bahiatursa entendeu que é preciso manter o projeto sempre funcionando. A gente não parou para fazer alarde, mas por pura necessidade”, disse ao Bahia Notícias. Huol destacou a importância do projeto para Salvador e informou que os valores dos ingressos, que custam R$ 7 e R$ 3,50, serão mantidos. “A Jam no Mam é um projeto muito benquisto e já virou um ponto turístico a cidade. Para a gente é um prazer muito grande ter a presença de todas as classes sociais. Por isso, o preço popular é uma coisa que a gente não abre mão, senão muda todo o conceito do projeto. O barato é a inclusão social”, apontou. Realizado no Museu de Arte Moderna da Bahia, na Avenida Contorno, a Jam no Mam foi criada ainda na década de 1990 e de lá pra cá já passou por diversas dificuldades e mudanças. A primeira parada da Jam no Mam aconteceu em 2001, após oito anos em atividade. Em 2007, o projeto voltou à ativa e se manteve sem interrupção, inclusive no Carnaval, quando realizam a Jam na rua e não no museu, como acontece tradicionalmente. Até então, já foram realizadas 384 edições, com uma média de 1.317 espectadores por sessão.

Histórico de Conteúdo