Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 10 de Abril de 2021 - 05:11

Palavra muda

por Aloisio da Franca Rocha Filho

Palavra muda
Foto: Acervo pessoal

Palavra muda...

 

 

 

livre para dizer

o que quiser

a qualquer tempo

em um lugar qualquer...

esse rumor melódico- surdo na boca

é só seu...

palavra...

ouça... palavra muda... sem peso...

mas muda tem som

surdo...

enquanto muda 

nada muda...

na dicção cortante

do ar ao fado  

pode dar felicidade...

na dicção cortante

do ar ao fado  

pode ferir de morte...

    m u d a...       

quando a arremetem para

teu leito branco...

 aqui...ou lá...

ganhas peso

                          m u d a...

és então

usina de sons altissonantes...

és então

usina multiforme de sinais gravados

a arma... o ataque...

o amor... a paixão...

a liberdade... a defesa...

 o fogo... o gelo...

a proteção...a salvação...

a perdição...

do homem

com as rezas ou

não da oração...     

 

    P A L A V R A

             M U D A...

 

 

 

 

 

 

 

“O esquecimento é um sonho”

 

 

 

O esquecimento é um sonho...

imprevisível nos acomete 

depois...

 sutil fantasiado 

retorna dissimulado...

 mas não esquecido.

 

 

 

 

 

“Do antepasto a sobremesa...”

 

“Do antepasto a sobremesa...”

 

 

Do antepasto a sobremesa...

comensais fruem

suceSSo

de

tempos temerários

retroceSSo

a tinta pinga vermelho.

Não!!!                                                                                            

É o sangue rubro imanente 

que pinta a tragédia...

Histórico de Conteúdo