Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 21 de Novembro de 2020 - 05:03

A vida cai no mundo

por Aloisio da Franca Rocha Filho

A vida cai no mundo
Foto: Acervo pessoal

Passé... Villa Franca...

rede da infância

uma manga cai do alto...

folhas secas a acolhem

como uma mão frágil 

partiu-se em amarelo

espalhou seu cheiro

pelo pomar

sem nenhum rumor...

aspirei-o com total deleite

insatisfeito

comi-o...

Que prazer!!

 

 

 

O mundo nos precede e...

A vida cai no mundo

Como um meteoro flácido...

Quem dele escapa?

E o mundo logra a vida...

Quem dela se livra?

interrogação permanente...

Duas quedas dois rumores...

Se deles se safassem

tudo seria desconhecido...

sem as estranhezas humanas

amor...sofrimento ...poder

prazer...dinheiro ... tragédia ...

riqueza ...guerra... pobreza...

poesia...

e... e... e...

porque só existiria a morte

se ela existisse!

mas o mundo continuará

até o seu fim

independente de nós

sem dele sabermos...

oh! Deus que desabafo!

e TU?

 

 

Meu olho sente o gosto

Do que nunca viu

 desejo...

O ouvido tateia a imagem

Que jamais percebeu

fortuna...

O nariz ouve o silêncio

Que nunca notou

 Infinito...

A língua o fedor

que nunca provou

imaginação...

O dedo toca o nada

que sempre existiu

vazio...

Histórico de Conteúdo