Sábado, 13 de Setembro de 2014 - 06:06

A lã e a linha

por Jolivaldo Freitas

A lã e a linha
Foto: Arquivo Pessoal | Divulgação
A lã e a linha
 

 
- Ops!!!Desculpe!. Vou trocar de óculos. Ando esbarrando à toa.
- Não é nada;... pera, você não é Marivaldo?
Sou.
Eu sou Maristela.
Maristela de Genival?
Isso mesmo!
Quanto tempo?!
Quanto tempo, mesmo!
Está passeando no shopping?
Não! Tenho uma loja de vestidos... Esta... aqui mesmo.
Menina, onde já se viu, venho tropeçar logo em você na porta da sua loja.
Entre, venha ver.
É bonita mesmo. Toda de vidro, deve dar uma trabalheira limpar esta vidraçada toda.
Dá mesmo, mas é gostoso poder trabalhar vendo o sol e o céu.
Interessante, parece uma caixa... um aquário.
É! Mas você precisa ver quando chove. É gostoso de se ver e ouvir os pingos batendo e a água escorrendo.
É! Um privilégio estar no topo do shopping, numa cúpula de vidro.
É! Mas mete medo quando tem raios e trovões. Parece que vão cair aqui dentro.
Mas tem um jeito de você diminuir o medo...
Qual?
Coloque umas plantas que não precisem de terra e umas pedras feitas de plástico, que parecem pedras de verdade.
Mas eu gosto da luminosidade. Principalmente no horário das dez da manhã. No Verão, num dia azul. É lindo. Meio dia é que é ruim, pois o sol bate diretamente nas roupas e elas desbotam. Mas me diga, você hoje faz o quê?
Sou arquiteto, trabalho com projetos, justamente de shoppings e centros comerciais. É por isso que estou aqui. Vim ver uns problemas com a fachada.
É mesmo, estão caindo as pastilhas.
Me conte, menina. Como está Genival.
Rapaz, faz mais de 15 anos que não o vejo.
Como???
Desde nossa separação. Aliás, nossa não, que ele é que pegou as coisas e saiu de casa para ficar com a recepcionista do consultório.
Eu não sabia. Faz mais tempo que não o vejo.
É! Fazer o quê?!
Vejo que você fala dele como ainda tivesse saudades.
Que nada! Tenho é mágoa e nunca esqueço esta mágoa.
Veja, bem, não sou psicanalista, mas sei que a mágoa pode esconder um sentimento de amor.
Que amor que nada. É mágoa, pura e simples. E você?
Casei, descasei, fiquei noivo de uma garota vinte anos mais nova do que eu durante cinco anos, e na véspera de casar descobri que não me via no futuro com ela.
Ô! Você descobriu que não gostava depois de tanto tempo???
Gostar eu até gostava no início. Mas, você sabe que não existe um só tipo de amar. Tem aquele amor à primeira vista e aquele que é como uma linha de lã envolvendo uma garrafa, uma peça de artesanato. Vai envolvendo a garrafa, colando com goma arábica até que a garrafa fica colorida e bonita até a boca. E nunca quebra.
É verdade! Tenho uma garrafa deste tipo que comprei na Feira da Fraternidade hahahahaha
É mesmo? Hahahahaha!!!
Menina, quando minha noiva... quero dizer, a garrafa estava sendo envolvido pela lã, a linha rompeu. Rompendo não dá para emendar. O nó da emenda destrói a estética e a magia da obra. E foi o que aconteceu. E você tem marido?
Não!
Namorado?
Não!
Ficante?
Não.
Eu também não.
Lembra que antes de eu namorar Genival você me paquerava. Você sempre me chamou de menina e ainda está chamando.
Você pra mim ainda é a mesma menina. Lembro que ele tinha um ciúme danado de mim e de... daquele cara que queria ser jogador de futebol... aquele que imitava com a boca, a fala e o ruído de interferência vindo do espaço quando Armstrong pousou na lua... como era mesmo o nome daquele nosso colega do Colégio Luiz Tarquínio, lá na Boa Viagem?
Era Lourival. Puxa! Quanto tempo! ... Você lembra que quando vocês três entravam as meninas abusavam gritando em coro “Genival, Marival, Lourival” e você sempre baixava as calças e mostrava a bunda e quantas vezes você foi parar na diretoria da escola e ficava de castigo.
Era mesmo. E a surra que meu pai dava por causa da diretora??? Tempo bom. Beleza, menina; gostei de te ver...., está mais linda, mais madura, mais senhora de si. Uma menina crescida.
Hahahaha... Vamos marcar pra tomar um vinho.
Pode ser.
Mas é para marcar mesmo.
Com certeza.
Vamos fazer assim, me ligue na sexta que marco e nos encontramos. Nos encontraremos aqui na loja e vamos aproveitar que tenho uns queijos lá no meu apartamento. Não tenho filhos, pois nem isso Genival me deu, hahahaha.
Tá marcado.
Você ainda gosta de jazz.
Só ouço jazz.
Tenho uns discos de jazz e acho que você vai gostar.
É mesmo??? Você a primeira mulher que ouço dizer que gosta de jazz.
Sério??? Nem sua ex-mulher e nem sua ex-ninfeta gostavam?
Não. E acho que você acaba de me iluminar. Acho que este foi o nó na linha de lãhahahaha. Tchau!
Tchau!
Aliás, me diga uma coisa. Posso ir de gravata?
Claro que pode.
Mas minha gravata sente sempre saudades do vestuário que fica no armário.
Então leve as roupas.
Então tá! Vou levar também os sapatos e a escova.
Legal! Enquanto isso vou comprar a linha de lã.
Eu ajudo a colar e levo a garrafa... Pode deixar! Posso levar meu cachorro?
Adoro cachorro.Leve. Acho que vou comprar bastante linha.
Tá!
Tchau!
Té mais menina!

Histórico de Conteúdo