Sábado, 20 de Abril de 2019 - 05:01

Poesia de toda a vida

por Sérgio Mattos

Poesia de toda a vida
Sérgio Mattos brinda-nos com uma poesia singela e bela, poemas curtos, alguns quase haikai. Os selecionei do livro Vigia do Tempo, de 1977, prefaciado pelo nosso professor da Escola de Jornalismo, o jornalista e historiador Antônio Loureiro de Souza. Em dois desses poemas, Sérgio homenageia os amigos Ruy Espinheira Filho e Guido Guerra, a cuja homenagem junto-me, assinando embaixo. Este trabalho, e versos de outros livros, o autor reuniu na sua coletânea Essência Poética (Poesia de toda a vida), lançado em 2011, pela GRD Edições, de São Paulo. Você vai gostar. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 13 de Abril de 2019 - 05:00

Eu só quero a vizinha

por Carlos Navarro Filho

Eu só quero a vizinha
Revirando aqui o baú, encontrei este texto simplesinho, pequenininho, mas que gosto igualmente às outras crias, até porque não sou daqueles que relacionam número de linhas com qualidade – é mania nossa valorizar mais o livro que tiver maior número de páginas. Para mim, uma das obras primas de João Ubaldo Ribeiro, por exemplo, O Albatroz Azul, não tem cem páginas e ele o chamava carinhosamente de “livrinho” (disse isso outro dia ao amigo Janio Ferreira Soares, um dos bons textos que conheço). Com outro título, a história do Coronel Zé Alves foi publicada em 2015 no livro Goroba, que reuniu 18 contos e que, por sugestão de amigos e leitores estudo ampliar e transformar o conto que dá título à obra em romance. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 06 de Abril de 2019 - 05:10

A fake alta performance

por Ricardo Luiz Monteiro Vasques

A fake alta performance
Apresentamos hoje o professor, financista e músico Ricardo Luiz Monteiro Vasques, com um assunto que é novo na coluna e que, você vai ver no texto, espalha-se mundo afora. É uma espécie de doping, muito em voga nas grandes corporações, nas quais é maior a concorrência profissional. Você, de repente, não percebe que o colega que senta ao lado está sempre voando, tem performance e produtividade bem mais elevadas que a sua, embora menos qualificado, ou de qualificação emparelhada, porque se vale de estimulantes, as chamadas “drogas inteligentes”. Algumas dessas drogas são legalizadas, e tratam doenças, outras não. Você vai gostar. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 30 de Março de 2019 - 05:04

A USP: admirável mundo novo

por Nelson Cerqueira

A USP: admirável mundo novo
Quem vem de outro sonho feliz de cidade, já disse o mano Caetano, assusta-se, o impacto é grande, ao desembarcar pela primeira vez em São Paulo. Gente pra todo lado, fila pra todo lado, pessoas apressadas passando sem olhar, aquela gente toda e você ali sentindo-se só e desamparado na multidão. É essa história, a chegada de uma estudante em busca da USP, que o jornalista, escritor e professor Nelson Cerqueira conta nesta semana. É boa de ler. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 23 de Março de 2019 - 05:05

Meu amor de ontem

por Otto Freitas

 Meu amor de ontem
Meu amigo Otto Gordo acaba de informar que finaliza um livro, no qual faz uma seleção de sua obra poética para lançá-lo muito em breve. Além de ser considerado por quem é do ramo um dos melhores textos do jornalismo baiano, a poesia do Gordo, já falei aqui, que é sensível, instigante, às vezes direta, dura e provocadora. Mas sempre rica. Enquanto o livro não chega, aproveitemos esses cinco poemas, amostras do que vem por aí. Você vai gostar. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 16 de Março de 2019 - 05:20

Saulo, Saulo, por que me persegues?

por Biaggio Talento

Saulo, Saulo, por que me persegues?
Jornalista por profissão, escritor por aptidão e agora youtuber por pendor, embora quase nunca apareça nos posts, Biaggio Talento nos apresenta uma crônica, rica, sobre o dia-a-dia do repórter e dos percalços a que está exposto. Aliás, histórias como esta são inúmeras na vida dos que se arriscam a ir para a rua cobrir um fato e depois retratá-lo ao leitor. Eu poderia encher laudas com esses casos, meus pessoalmente e de colegas de redação. Mas é melhor que você leia. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 09 de Março de 2019 - 05:01

Cine-cachacismo sertanejo

por Franciel Cruz

Cine-cachacismo sertanejo
Tenho ouvido observações não muito airosas sobre uma hipotética proteção divulgativa da imorrível obra do filósofo Franciel Cruz, a inesgotável Ingresia, às quais rebato assazmente. Isso aqui é um espaço literário, e não espaço marquetário. Mas, porém, todavia, contudo, se o filósofo quiser um escambozinho, eu topo. Basta ele incluir uma teteínha dos meus escritos na poderosa estrutura que dispõe nos setores de marqueting, vendas (ah! aquelas três meninas) e logística. Tá bom, ria à vontade com essas três estórias do livro. Carlos Navarro filho

Leia mais

Sábado, 02 de Março de 2019 - 05:05

O peso de uma bola

por Afonso Machado

O peso de uma bola
O baba deles não era pra pirão. Desses que do pescoço para baixo tudo é canela. Ao contrário, sempre foi lúdico, meninos correndo atrás da bola de pano, ou bola de câmara amarrada de cordão, ou até mesmo uma de couro, velha, tamanho oficial, presente de alguém mais abastado que passou por lá. Entrou porque era o dono da bola, suou muito, gostou da turma, no final pagou refrigerante na reunião em cada qual contava mais vantagem com aquele drible que deixou o beque sentado, e todo mundo ria e confraternizava. O visitante foi embora e deixou a redonda de presente. Mas o baba, com o passar do tempo, também terminou sendo ponto de apoio, elo de uma bonita união fraternal e de equilíbrio social. Um dos moleques da turma deu-se melhor na vida e terminou por reunir na mesma morada os outros menos favorecidos, e suas famílias. Amigos da bola. E seguiu o baba. O texto é do escritor Afonso Machado e sei que você vai gostar. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 23 de Fevereiro de 2019 - 05:01

Passeio Público

por Nelson Cerqueira

Passeio Público
Este texto instigante de Nelson Cerqueira associa um toque de realidade fantástica em viagem noturna pela cidade, ainda no tempo do bonde, a comportamentos, medos, vontades, sonhos e desejos de um trabalhador de rua, em narrativa ambientada em Salvador. O autor é professor, jornalista, escritor e membro da Academia de Letras da Bahia. Você vai gostar. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 16 de Fevereiro de 2019 - 05:01

De feiura e transatlânticos

por Cristiano Teixeira

De feiura e transatlânticos
Eu já disse aqui que Cristiano Teixeira escreve fácil e bom de ler. Um exemplo podem ser esses dois textos que selecionei para esta semana. Ele escreve conversando com o leitor, em um tom coloquial, troca impressões, faz perguntas, comenta e discute com quem o lê os personagens, as situações, os cenários. A conversa gira em torno de bullyng, feiura e autoconfiança, levanta assuntos corriqueiros, do dia-a-dia, na mesa do bar ou na solenidade de abertura de um um evento acadêmico, com o estilo de sempre, a prender o leitor até a última linha. Não deixe de ler. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Histórico de Conteúdo