Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 11 de Maio de 2021 - 14:00

Giro: Vagas especiais de estacionamento para pessoas com Transtorno do Espectro Autista

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Vagas especiais de estacionamento para pessoas com Transtorno do Espectro Autista
Foto: Divulgação

A partir deste mês, pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), familiares e/ou acompanhantes contarão com vagas de estacionamento especiais e exclusivas no Shopping da Bahia. Por lei, o uso das vagas exclusivas para pessoas com deficiência já é um direito assegurado também para pessoas autistas. Mas a ação do shopping vai além da lei e cria novas vagas exclusivas para esse público, em quatro diferentes pontos, próximos às entradas, e tem como objetivo facilitar o acesso, ampliando os espaços para comodidade, no deslocamento, e reforçando o compromisso do SDB com a inclusão.    

Marcando o encerramento do mês de conscientização sobre o autismo – “Abril Azul” – o intuito é chamar a atenção também para que ações inclusivas façam parte de todo e qualquer espaço, reiterando o combate ao preconceito em todas as esferas.    

“Esperamos que não só o shopping, mas outros espaços, sejam eles públicos ou privados, se tornem mais acessíveis em todos os aspectos. E isso inclui atender às necessidades dos diversos públicos, tenham eles uma deficiência declarada ou não. Então, quando criamos vagas especiais exclusivas, estamos falando em usar o espaço do shopping de acordo com o compromisso social que difundimos. Não se limita aí, entretanto, a nossa responsabilidade legal. Nossa busca permanente é para que o Shopping da Bahia se constitua, em todos os sentidos e ações, em um espaço plural, que agregue e valorize a diversidade”, afirma o superintendente do SDB, Wilton Oliveira.   

As vagas estarão sinalizadas, com marcação no piso e indicação visual com a fita do quebra-cabeça, sinal universal da consciência sobre o autismo desde 1999.  As peças do quebra-cabeça são em cores diferentes e isso representa a diversidade de pessoas e famílias que convivem com o transtorno. As cores fortes representam a esperança em relação aos tratamentos e à conscientização da sociedade em geral. Como o autismo não é um transtorno uno, e não significa necessariamente uma condição física, a existência de vagas exclusivas evita ainda que as pessoas com TEA passem por situações de constrangimento no uso legal – que lhes é de direito – das vagas exclusivas para pessoas com deficiência.   

 

 

Histórico de Conteúdo