Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 16 de Abril de 2021 - 10:30

Blog do Preto dá o caminho para o baiano ter sua camisa social sob medida

por Marcos Preto

Blog do Preto dá o caminho para o baiano ter sua camisa social sob medida
Foto: Divulgação

Turma, essa dica é para anotar!

 

Depois de tanto tempo economizando com o home office, parece que os escritórios começarão a receber seus funcionários. Entre o abre e fecha desses locais de trabalho, uma pandemia e um jeito simples de viver chegou, assim, será cada vez mais comum observar a simplicidade nos executivos que antes desfilavam terno e gravata diariamente. E o que é mais simples e refinado que uma boa camisa?  

 

A dificuldade está no “boas”! Isso mesmo, encontrar camisa no tamanho perfeito é tarefa de Deus! Parte das vezes encontro nas lojas uma camisa ou que está boa no colarinho, mas está larga demais no corpo, ou com a manga muito comprida (ou mesmo curta). Isso sem falar no comprimento e largura dos ombros. Listo aqui algumas características e defeitos das marcas as quais mais uso:

 

Ellus: Lindas, mas curtas ou com tecidos desestruturados.

 

Zara: Perfeitas, mas apertadas quando o período está para barriguinha saliente.

 

Reserva: Caraaaaa!

 

Velmond e Bilbao: Sem defeitos! Você vai achar a sua!

 

Feitas sob medidas: Meu sonho!

 

Isso mesmo, comecei o texto para falar sobre camisas sob medida, o chamado Bespoke. Segundo o site de um dos pioneiros dos ternos sob medida no Brasil, Alexandre Won, na alfaiataria, este termo é muito utilizado para indicar peças únicas,  criadas especialmente para alguém sob encomenda. Nesse tipo de compra, são tiradas todas as medidas do cliente e é possível escolher o tecido, a cor, o estilo, o botão, o forro, a cor da linha, enfim; a personalização no bespoke margeia a criatividade e a necessidade de cada um. Tudo isto, baseado num estudo de personalidade e de biotipo.

 Alexandre Won (Foto: Reprodução Instagram)

 

Mas nós vamos falar de camisas, e de Bahia. Isso porque há pouco tempo eu conheci a solução dos meus problemas para achar uma camisa que se molde no meu corpo de uma forma elegante. Já sabia de um senhor que faz a peça sob medida na Barra. Aliás, sempre invejei as do Governador Rui Costa quando trabalhava no governo. Mas, a verba não dava para encomendar a camisa que vem com a inicial gravada no peito e com caimento perfeito.

 

Procurando melhor, encontrei Jean Trombini, paulista de Hortolandia, veio para a capital baiana e iniciou a comercialização de gravatas que havia adquirido com uma pequena reserva de R$ 200,00 que sobrou da viagem. Com esse valor, comprou uma pequena mala no supermercado e passou a vender as peças nos centros empresariais dos bairros Caminho das Árvores, Iguatemi e Comércio. Em julho 2017 iniciou a produção de camisas sob medida, sem recursos, mas uma grande vontade de fazer a diferença na alfaiataria baiana. Foi, aos poucos, adquirindo maquinários com alta tecnologia com o próprio capital gerado pelas vendas diárias. Uma história “massa” que conto com detalhes depois.

As camisas confeccionadas na fábrica do Imbuí seguem todos os passos de uma alfaiataria de ponta, com maquinários modernos e acabamento diferenciado. O atendimento é feito de forma personalizada e nele são coletados dados atuais do cliente como altura, largura dos braços e tronco e etc. Além disso, as peças recebem acabamento com detalhes personalizados como botões, colarinhos e tecidos de diversos modelos.

Encomendei uma peça com Jean e durante o atendimento, que depois vocês acompanharão nas minhas redes sociais, perguntei sobre o mercado de camisas personalizadas em Salvador. Para a minha surpresa, o alfaiate mais sorridente da Bahia e me alertou: o mercado não é bom em Salvador, na verdade o nordeste inteiro não tem prática do sob medida. Assim, vou dando manutenção a clientes que já fazem em São Paulo e Brasília e não vivem mais sem uma camisa feita especialmente para o seu corpo atual.

 

Vale a pena conhecer! No Instagram, a marca está como @jeantrombonioficial

 

Gostaram? Aguardem o vídeo com mais detahes da compra no meu Instagram @marquinhospreto!

Histórico de Conteúdo