Segunda, 24 de Fevereiro de 2020 - 14:00

Giro: Carnafunk

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Carnafunk
Maristela Muller e MC Caverinha | Foto: Fred Pontes

Maristela Muller cumpriu o prometido e proporcionou ao folião pipoca, na madrugada da última sexta-feira(21), um desfile empolgante ao som do Carnafunk - estilo musical que une a paixão da artista goiana pelo Carnaval da Bahia ao ritmo carioca do Funk. A loira, consagrada no cenário da música baiana - dona dos troféus Dodô e Osmar de 2009, e do Oscar Folia (2011), de cantora revelação, pelo carnaval de Feira de Santana - chegou com tudo no Carnaval dos Carnavais 2020. Após gravar, em janeiro desse ano, o clipe da canção “Por cima”, em parceria com a KondZilla Filmes, a cantora resolveu trazer para a folia baiana, a mistura de ritmos que faz o carnafunk.

Durante o trajeto, Maristela recebeu o astro mirim Kauê de Queiroz Benevides Menezes, de 11 anos, o MC Caverinha. Apesar da pouca idade, o jovem tem hits de gente grande e está ganhando destaque na cena nacional. Caverinha deu um show de simpatia deixando os fãs eufóricos ao cantar seus sucessos “só não pisa no meu boot” e “Avião”. Quem também marcou presença neste primeiro dia de desfile foram os MCs Charada, Lonny Bello e  Lele Tridico, que protagonizaram feats para lá de especiais com a anfitriã. Juntos eles cantaram o sucesso “Parado no Bailão” e levou a multidão ao delírio, provando que o carnaval é uma festa democrática. “Esse é um carnaval da diversidade musical”, comentou Maristela.

Além dos MC’s de São Paulo, Maristela Muller convidou os Influenciadores digitais Garoto do Blog (@garotxdoblog), Thalyse Pivato (@thaylisepivato), Lucas Guedez (@lucasguedez), Janmendanha (@janmendanha), Dan loures (@danloures) e Lady nada (@laddynada), que chamaram a atenção por onde passavam. Juntos, eles somam mais de três milhões de seguidores nas redes sociais.

No repertório, a artista incluiu músicas que fizeram parte da história do Carnaval soteropolitano como ”Céu da Boca”, “Chame Gente”, “Selva Branca” e suas autorais, “Por Cima”, “Atchutchutcha” e “Vem Que Eu Quero Mais”. “Vivi ontem uma explosão de emoções. Cada momento do circuito foi surpreendente”, celebrou Maristela. (Por Cris Montenegro)

Histórico de Conteúdo