Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 15 de Janeiro de 2021 - 15:00

Após sair do SBT, Maisa estreia na Netflix com filme sobre busca de filha por pai

por Karina Matias / FolhaPress

Após sair do SBT, Maisa estreia na Netflix com filme sobre busca de filha por pai
Foto: Divulgação

Ao terminar de ver "Pai em Dobro", primeira produção da escritora Thalita Rebouças, 46, e da atriz e apresentadora Maisa, 18, na Netflix, pode se abater sobre o espectador uma saudade de um tempo pré-pandemia, quando se podia aglomerar na rua e curtir os bloquinhos de Carnaval -festa que foi adiada nas principais capitais do Brasil neste ano.

Até mesmo Maisa Silva, que não se diz lá muito fã da folia, afirma ter virado o próprio meme "saudade do que a gente não viveu". "Em 2022, eu vou ser adicionada ao grupo de seguidores fiéis de Thalita Rebouças, que vão em todos os blocos e curtem o Carnaval", promete ela, em tom de brincadeira.

"Eu falei que vou pegá-la pelo braço e levá-la para os blocos, porque eu sou muito Carnaval. Foi muito bacana e importante para mim falar sobre isso, porque é uma coisa muito do meu coração", completa a escritora, que diz curtir a celebração desde criança levada pelas mãos de seu pai.

Ainda que o Carnaval seja apenas o pano de fundo da história, é neste clima de alegria e leveza típicos da folia que se passa "Pai em Dobro"-e a sede do fictício bloco Ameba Desnuda, no bairro de Santa Tereza, no Rio de Janeiro, é o ponto de união da trama. O longa, que estreia nesta sexta-feira (15) em 190 países na Netflix, gira em torno de Vicenza, a protagonista vivida por Maisa, que é criada em uma comunidade hippie matriarcal chamada Universo Cósmico (não há identificação da cidade em que essa comunidade está localizada).

Ao fazer 18 anos, a jovem decidir descobrir quem é o seu pai, informação que a mãe insiste em não lhe responder apesar de suas insistentes perguntas. Assim, ao encontrar uma foto da mãe do Carnaval de 2002, ano em que nasceu, Vicenza vende o seu único bem material (uma bicicleta) e parte para a cidade carioca em busca do seu progenitor.

Segundo Thalita Rebouças, a ideia da produção surgiu de uma conversa informal que ela teve com Eduardo Moscovis em uma festa -ele interpreta Paco, um dos candidatos a pai como indica o título do filme. O segundo é Giovanne, papel de Marcelo Médici.

Para Maisa, o filme apresenta a realidade de milhões de brasileiros que não conhecem ou sabem quem é o pai. "É uma história importante e que pode ser um exemplo. Mostra também que toda a configuração de família é válida, que o amor é incrível e não tem a ver com sangue, ele é muito mais que isso", diz Maisa. "Pai em Dobro" é o primeiro trabalho lançado por ela após sair do SBT, emissora que a alçou ao estrelato ainda na infância e que foi a sua casa por 13 anos.

A atriz e apresentadora destaca que, embora Vicenza seja muito diferente dela, há pontos em comum, como o forte senso de responsabilidade de ambas. "E ela segue o coração dela acima de tudo. O que eu acho muito bonitinho na Vicenza é que, apesar da maturidade e de ser muito inteligente e solícita, ela também tem uma ingenuidade que foi muito legal de trabalhar no filme. Eu tinha que mostrar essa sensação dela de ver muitas coisas pela primeira vez", completa.

DO CINEMA PARA OS LIVROS
Fenômeno como autora de livros para adolescentes -são 25 obras publicadas e mais de 2 milhões de exemplares vendidos-, Thalita Rebouças pela primeira vez inverte os papéis. "Pai em Dobro" nasceu primeiro como roteiro de filme, e depois virou livro, com o mesmo nome e lançado no fim de 2020 pela editora Rocco.

"Foi muito mais legal que fazer o contrário, porque eu não tive que cortar nada para caber em 1 hora e meia. Eu pude colocar no livro diálogos que foram cortados [na edição do longa], e pude contar a história pregressa dos personagens", diz.

Assim, na obra impressa, é possível saber mais sobre a família e a história de Paco. "Agora, eu só quero brincar disso, transformar filme em livro, que é muito mais leve", afirma Rebouças, aos risos.

Quatro livros de Thalita Rebouças já foram adaptados para o cinema, em dois deles Maisa atua: "Tudo por um Popstar" (2018) e "Ela Disse, Ele Disse" (2019) -o primeiro superou a marca de um milhão de espectadores, já o segundo teve público de cerca de 238 mil pessoas nas salas. A obra da escritora mais bem recebida na telona foi "Fala Sério, Mãe!" (2017), com mais de 3 milhões de espectadores. "É Fada" (2016) também foi bem, e levou 1,6 milhão de pessoas aos cinemas.

Thalita Rebouças costuma fazer uma ponta nas produções, e já atuou ao lado de Maisa. Em comum, em todas as suas participações, o seu papel é ajudar a mocinha. Não foi diferente em "Pai em Dobro", em que ela faz a recepcionista do prédio comercial onde trabalha Giovanne.

"Quando escrevi lábios tremelicantes no roteiro, eu falei: 'Eu tenho que fazer esses lábios tremelicantes'. Aí eu já pensei na unha gigante que eu quis botar, já comecei a me achar atriz de verdade", diz, aos risos. "A Thalita arrasou na atuação", completa Maisa. "Hashtag chupa Meryl Streep", brinca a escritora.

"É muito legal, porque na minha cabeça é tipo: 'Caraca, eu tenho que me controlar para não ficar babando como a autora que escreveu, que inventou aquela pessoa que está sendo tão perfeita na sua frente, sabe'?"

Quatro obras da escritora já foram adaptadas para o cinema: "É Fada", de 2016; "Fala Sério, Mãe!", de 2017; "Ela Disse, Ele Disse", de 2019, além do já citado "Tudo por um Popstar".

Thalita Rebouças, que vai ser repórter no reality musical The Voice+ (que estreia no próximo domingo (17), foi autora, ao lado de Fábio Góes, do samba do Ameba Desnuda. Aliás, a escritora afirma ter realizado o sonho de ter um bloco de Carnaval com o filme.

"Os amigos que têm bloco dizem que dá tanto trabalho que eu desisto. Mas eu adoraria [ter um bloco]. Já pensou, Maisa, você levando o estandarte?", convida. "Me chama que eu vou, hein Thalita", responde a atriz. "Já quero fazer", conclui Rebouças.

Afrocidade recria universo dos shows em novo EP, 'Afrocidade na Pista'
Foto: Iury Taillan

O Afrocidade recriou o universo catártico de seus shows e o registrou em seu mais novo EP, “Afrocidade na Pista”, lançado nesta sexta-feira (15). O novo trabalho conta com quatro faixas, sendo três delas novas roupagens dos hits "Que Swing É Esse", "Baby Te Liguei" e "Eu Vou no Gueto", e a  inédita "Tô Pra Onda" (clique aqui).

 

“As experiências ao vivo são um alicerce muito forte pra gente. É onde desenvolvemos nossa construção artística e trocamos energia com o público”, conta o vocalista MCDO (Macedo), que forma a banda ao lado de Eric Mazzone (bateria e direção musical), Rafael Lima (percussão), Fernanda Maia (percussão), Marley Lima (baixo), Sulivan Nunes (teclado) e Fal Silva (Guitarra).

 

“Foi uma pré-produção da pré-produção. Pegamos a essência do ao vivo pra poder entrar no estúdio já em um processo energético”, explica MCDO. "Foi uma etapa muito importante, porque nós não tínhamos nenhum registro ao vivo de show mesmo. Então tiramos esse tempo pra nos ouvirmos e, a partir dessas audições, construir a parte imagética, os arranjos e tudo mais", completa Fernanda. 

As Baías lançam single 'Quarto Andar' em parceria com Luísa Sonza; veja o clipe
Foto: Divulgação

Formado pela baiana Assucena Assucena, além de Raquel Virgínia e Rafael Acervi, o grupo As Baías lançou, nesta sexta-feira (15), “Quarto Andar”, single em parceria com a cantora Luísa Sonza, que integra o álbum “Drama Latino”. 

 

Tendo como refrão “Pode seduzir e me dominar que estou te esperando no quarto andar”, a música de autoria de Rafael Acerbi Pereira, Amanda Coronha, Mônica Agena e Juliano Cortuah é uma mistura de pop e tecnobrega.

 

O single vem acompanhado também de vídeoclipe, que foi gravado em 2020 na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, com direção de Gringo Cardia. 

 

Confira o clipe:

Sexta, 15 de Janeiro de 2021 - 12:50

Cardi B. terá seu primeiro papel como protagonista na comédia 'Assisted Living'

por Folhapress

Cardi B. terá seu primeiro papel como protagonista na comédia 'Assisted Living'
Cardi B. em 'As Golpistas' | Foto: Divulgação

A rapper Cardi B. 28, conseguiu seu primeiro papel principal em um filme. Ela foi escalada para a comédia "Assisted Living". O longa é inspirado em clássicos como "Tootsie" (1982), "Mudança de Hábito" (1992) e " Uma Babá Quase Perfeita" (1993), informou o site da revista americana Variety.

Ela terá papel de Amber, uma vigarista que se vê perdida quando um assalto dá errado. Fugindo da polícia e de sua ex-equipe, ela luta para encontrar um lugar para se esconder. Sem opção, Amber se disfarça como uma mulher idosa e se esconde em um lugar onde ninguém vai procurá-la: a casa de repouso de sua avó. O filme é baseado em um roteiro original de Kay Oyegun, roteirista da série "This Is Us".

Cardi B. já fez sua estreia no cinema em "As Golpistas" (2019) ao lado de Jennifer Lopez, Constance Wu e Keke Palmer. A rapper também estará no elenco do próximo longa da franquia "Velozes e Furiosos". Na TV, ela já apareceu no reality show "Love and Hip-Hop" e foi jurada da competição musical "Rhythm + Flow", da qual também fez parte da produção.

Lady Gaga vai cantar hino dos Estados Unidos na posse de Joe Biden e Kamala Harris
Foto: Reprodução/Instagram @ladygaga

Apoiadora desde a campanha à presidência, a Lady Gaga será a responsável por cantar o hino nacional dos Estados Unidos durante a cerimônia de posse de Joe Biden e Kamala Harris, realizada na próxima quarta-feira (20). A informação foi anunciada pela equipe de transição do governo, nesta quinta-feira (14).

 

Segundo a organização, o especial, que recebeu o nome de “Celebrando a América”, será transmitido em diversas redes de TV e também no YouTube, Facebook, Twitter e outras plataformas digitais. O evento  terá ainda apresentações da cantora Jennifer Lopez e do ator Tom Hanks, além de contar com a participação de nomes como Jon Bon Jovi, Demi Lovato, Justin Timberlake e Ant Clemons.

 

Por conta da pandemia, foram cancelados o tradicional desfile e os bailes que normalmente são realizados em Washington. 

Terceira edição do Enxurrada da Casa Preta apresenta espetáculo 'Pindorama'
Foto: Divulgação

Realizada este ano em formato digital, a terceira edição do Enxurrada da Casa Preta apresenta o espetáculo “Pindorama” neste domingo (17), a partir das 17h, no Facebook e Youtube da Casa Preta Espaço de Cultura.

 

“Pindorama”, cujo nome vem de Pindó-rama e significa “terra, lugar ou região das palmeiras”, convida o público a uma reflexão sobre a relação do ser humano e a natureza.  Expondo a formação da identidade do povo brasileiro com base na matriz cultural dos povos indígenas, a montagem utiliza elementos do imaginário mítico, como a lenda da pipoca, do cacau e da mandioca.

 

A montagem explora ainda músicas com temáticas como a preservação dos rios, convivência com os animais, reciclagem, meio ambiente e sambas de Caboclo, além de contar também com poesia, teatro de bonecos e formas animadas. O elenco é formado por Caboclo de Cobre, Héverton Didoné, Mariana Damásio e Mayale Pitanga. A direção é de Luiz Guimarães.

'Fui muito criticada', afirma Kate Winslet, e relata sofrimento após lançamento de 'Titanic'
Foto: Divulgação

A atriz Kate Winslet, 45, diz que se sentiu mal depois que o filme "Titanic" (1997), da qual foi a protagonista, foi lançado. Segundo ela, a imprensa foi dura com a sua atuação no longa e ela acabou acusando o golpe. Na época, tinha 21 anos.

"Eu entrei no modo de autoproteção imediatamente [depois que o Titanic foi lançado]", disse Winslet no podcast WTF de Marc Maron. "Fui sujeita a muito escrutínio físico pessoal, fui muito criticada e a imprensa britânica foi bastante rude comigo."

De acordo com ela, as atitudes da crítica a deixaram intimidada. "Lembro-me de pensar: 'isso é horrível e espero que passe'. Passou definitivamente, mas me fez perceber que, se isso era o que era, eu não estava pronta para ser famosa, definitivamente não", disparou.

Winslet é sincera a respeito de sua inexperiência. "Eu ainda estava aprendendo a atuar, sentia que não estava pronta para fazer muitos grandes trabalhos em Hollywood. Não queria cometer erros e estragar tudo, queria estar lá para o jogo longo. Eu tentei estrategicamente encontrar pequenas coisas para que eu pudesse entender o ofício", contou.

A atriz revelou que só depois do nascimento de sua filha, aos 25 anos, que a imprensa deu uma trégua. A atriz é uma das cotadas ao Oscar desse ano pela sua atuação em "Ammonite", de Francis Lee.

Sexta, 15 de Janeiro de 2021 - 08:40

Após mais de um ano sem direção, MAM da Bahia será gerido por Pola Ribeiro

por Jamile Amine / Bruno Luiz

Após mais de um ano sem direção, MAM da Bahia será gerido por Pola Ribeiro
Foto: Reprodução / Facebook

O comunicador, cineasta e gestor Pola Ribeiro é o novo diretor do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA). A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado, nesta sexta-feira (15), passados 13 meses em que o equipamento cultural ficou sem direção. 

 

Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Pola foi diretor-geral do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia IRDEB; vice-presidente da Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais; Secretário de Audiovisual do Ministério da Cultura; membro titular do Conselho Superior de Cinema e do Conselho Consultivo da Secretaria do Audiovisual (SAV). 

 

O MAM-BA estava sem diretor desde o fim de 2019, quando a historiadora Tereza Lino pediu exoneração, por problemas com o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), órgão que administra o espaço. Em fevereiro de 2020 o Ipac chegou a escalar Hermano Guanais para ocupar o cargo, mas dois dias depois do anúncio ele, que atuava no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), decidiu não assumir a função (saiba mais).

Oficina virtual sobre música para teatro tem inscrições abertas até 30 de janeiro
Foto: Divulgação

Estão abertas, até o dia 30 de janeiro, as inscrições para a Oficina Música e Musicalidade na Cena, ministrada pelo músico, compositor, ator e arte-educador, Elinas entre 9 e 13 de fevereiro, das 8h às 12h, pela internet. A carga horária é de 20h, divididas em quatro horas por dia, e o curso terá emissão de certificado emitido pelo artista.

 

A atividade é voltada para músicos, diretores teatrais e musicais, cantores, dançarinos e pessoas interessadas em processo de criação, performance e formação musical para as Artes Cênicas, que devem se inscrever gratuitamente online (clique aqui).

 

Poderão participar da oficina até 35 pessoas, sendo que seis vagas especiais são destinadas a pessoas cegas e surdas. As aulas teóricas e práticas abordarão tópicos como história da música; história da música para a cena, aspectos físicos da música; música e decolonialidade; técnicas de composição para a cena; trilha sonora e acessibilidade; teatro musicado, teatro musical, ópera e música - teatro; relação corpo - som; ator e música; músico e cena e técnicas de direção musical. 

 

Por ser uma atividade de caráter formativo e imersão artística, a oficina contará com a participação de convidados: os músicos Jarbas Bittencourt e Luciano Salvador Bahia, do ator Fábio Vidal e da atriz Marcia Limma. Como resultado do processo de criação da oficina, as cenas com trilhas criadas pelos alunos serão exibidas no dia 13 de março, pela internet.

 

“A oficina será um espaço de trocas, descobertas e formação sobre a relação da linguagem musical no tempo e espaço da cena, assim como a discussão e compreensão de alguns métodos e estratégias de criação para uma produção criativa dentro de um processo musical nas artes cênicas, na visão do ator, da atriz, do diretor musical, do músico em cena, do diretor de cena. É também uma realização pessoal como artista, por ser este um dos meus objetos de estudo e também de profissão, na música e no teatro. Tanto por ter a experiência enquanto ator de teatro, quanto por ser músico, ambas atividades realizadas profissionalmente, há aproximadamente, 15 anos”, explica Elinas.

Feira: Secretário diz que vai dialogar sobre retorno dos shows em bares da cidade
Foto: Reprodução / PMFS

A retomada gradativa dos shows em bares e restaurantes - inicialmente com voz e violão – e a flexibilização do horário de abertura desses estabelecimentos até as 23h foram um dos pontos apresentados na audiência pública, nesta quinta-feira (14), com músicos e representantes do setor do entretenimento de Feira de Santana.

 

Em pouco mais de duas horas e meia da reunião virtual com o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Jairo Carneiro Filho, a categoria solicitou que o município que avalie a possibilidade de isenção de alguns tributos nesse atual momento de pandemia. O encontro também abordou questões sobre sobre o Pró-Cultura e a realização das grandes festas, como Micareta e São João, para que haja uma maior discussão com os setores envolvidos. 

 

“O município sempre esteve aberto para dialogar com o seguimento cultural. E de forma alinhada e organizada temos que tratar do atual momento de pandemia, assim como todas as ações do âmbito da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer“, afirmou Jairo Filho. 

 

Segundo ele, essa participação dos setores envolvidos é necessária para discutir as políticas públicas e, a partir daí o poder público possa avaliar as demandas. 

 

Na próxima segunda-feira (18), outra audiência pública, com a participação de representantes da sociedade civil, deverá constituir um Grupo de Trabalho (GT), cujo alinhamento foi debatido na reunião desta quinta-feira (14).

Macaulay Culkin apoia pedido para retirar Donald Trump de 'Esqueceram de Mim 2'
Foto: Reprodução

O ator Macaulay Culkin demonstrou seu apoio à campanha para retirar a participação do presidente Donald Trump do filme "Esqueceram de Mim 2 - Perdido em Nova York", o qual o artista, um talento mirim na época, interpreta o protagonista.

 

A campanha foi mobilizada no Twitter por vários usuários com uma demonstração de repúdio ao ataque ao Capitólio dos Estados Unidos na última quarta-feira (6), incitado por Trump.

 

Conforme noticiou o site Omelete, um internauta, por exemplo, publicou um vídeo editado longa, em que Trump fica invisível. Ao clipe, Culkin respondeu: "Bravo".

 

 

Outra pessoa disse que queria uma petição para substituir o empresário digitalmente por uma evrsão mais velha de Macaulay. "Apoio", disse o ator.

 

 

Donald Trump acumula várias aparições em filmes, dentre elas  Zoolander (2001), Os Batutinhas (1994) ou Amor à Segunda Vista (2002).

Quinta, 14 de Janeiro de 2021 - 19:50

Irmão e sobrinha de Jimi Hendrix são condenados por usar sobrenome do artista

por Folhapress

Irmão e sobrinha de Jimi Hendrix são condenados por usar sobrenome do artista
Foto: Reprodução / Twitter

Impedidos de usar o próprio sobrenome comercialmente, o irmão e a sobrinha de Jimi Hendrix foram condenados pela Justiça após abrirem uma escola de música chamada "Hendrix Music Academy".

Mesmo sendo uma instituição de ensino gratuita e sem fins lucrativos, a Justiça de Nova York determinou que Leon Hendrix e sua filha Tina terão de renomear o lugar e retirar todos os produtos que levem nome ou imagem do guitarrista --o site da escola comercializava camisetas estampadas com o rosto do músico.

Os direitos de uso das músicas, nome e imagem de Jimi Hendrix são exclusivos de duas empresas fundadas pelo pai do artista, Al Hendrix, em 1995. Após a morte de Al, em 2002, é sua filha adotiva, Janie Jinka, quem administra ambas Experience Hendrix e Authentic Hendrix.

Segundo o jornal britânico The Guardian, a disputa pelos direitos de uso começou em 2017, quando Leon foi processado por pôr o sobrenome Hendrix em produtos que incluíam "maconha, comestíveis, comida, vinho, álcool, 'remédios' e produtos eletrônicos".

Além de uma multa de US$ 402 mil, ou R$ 1,3 milhão à época, Leon foi proibido de usar os nomes "Jimi Hendrix", "Jimi" e "Hendrix", em qualquer configuração, assim como imagens, semelhanças ou assinaturas do guitarrista.

Ao criar a escola de música, Leon violou a decisão, segundo o entendimento da Justiça. Com isso, ele deverá pagar as despesas judiciais da outra parte e foi alertado pelo juiz que não deve cometer mais infrações.

Tina Hendrix, sobrinha de Jimi, falou que a disputa não é sobre dinheiro, mas sobre "o direito de usar seu próprio sobrenome para fins de caridade" e disse estar atônita que a Justiça está proibindo alguém de usar seu nome de nascença.

Ainda segundo a reportagem do Guardian, os desentendimentos entre a família datam de 2002, quando Al Hendrix morreu e deixou só um disco de ouro para Leon, que entrou na Justiça para tentar reaver parte do espólio.

Em 2004, a decisão saiu, mas foi contrária ao irmão de Jimi e confirmando a filha adotiva de Al como única curadora dos bens do artista.

Projeto realiza ateliê para debater relação entre o corpo, a matéria e o simbólico 
Foto: Divulgação

O projeto "O corpo, a matéria e o simbólico: entre a performance e a psicomagia", realizado pela Sala Jardins - Espaço de Criação Artística, em Vitória da Conquista, está com inscrições abertas para pessoas interessadas em fortalecer as pesquisas, formação e produção na área das Artes Visuais (performance/fotoarte/vídeoarte).

 

A participação vai se dar através do ateliê teórico-prático promoverá o diálogo entre a Eutonia, obras de Ligia Clark e com a Psicomagia de Jodorowsky. Ao final, será proposto ao participante a criação de obras que tenham o corpo como principal veículo de expressão de existência/resistência para a construção de uma exposição virtual. 

 

O ateliê será realizado de forma on-line e os registros das performances finais presencialmente. Os interessados devem se inscrever pelo formulário (disponível aqui) até o dia 24 de janeiro. O resultado das inscrições será divulgado no dia 28 de janeiro.

Wagner Moura vai contracenar com Ryan Gosling e Chris Evans em novo filme da Netflix
Foto: Reprodução / Netflix

O ator baiano Wagner Moura foi escalado para o elenco de "The Gray Man". Dirigido por Joe e Anthony Russo, de “Vingadores – Guerra Infinita” e “Ultimato”, o filme vai contar com nomes como Chris Evans, Ryan Gosling, Ana de Armas e Jessica Henwick.

 

Na produção, que vai ao ar pela Netflix, um agente da CIA se torna assassino e tenta escapar de forças misterioras para salvar suas filhas. Conforme publicou o portal Glamurama, o filme ainda não tem data de estreia.

 

Fãs colocaram o assunto entre um dos mais comentados do Twitter. "Wagner Moura humilde em aceitar trabalhar com Ryan Gosling e Chris Evans. Lindo., brincou um usuário. "Meu Deus, Wagner Moura, Chris Evans e Ryan Gosling na mesma tela. Convido todos vocês para o meu funeral", comentou outro. "Sorte do Chris Evans e do Ryan Gosling que vão trabalhar com a lenda que é o Wagner Moura", disse ainda um terceiro.

Demi Lovato fala sobre overdose que sofreu em 2018 e saúde mental em documentário
Foto: Divulgação

Em uma série documental, Demi Lovato, 28, vai mostrar os momentos mais desafiadores de sua vida e carreira, incluindo o episódio em que ela sofreu uma overdose quase fatal em 2018. "Demi Lovato: Dancing with the Devil" será lançada no canal oficial da cantora no YouTube no dia 23 de março.

"Há dois anos enfrentei o momento mais difícil da minha vida e agora estou pronta para compartilhar minha história com o mundo inteiro. Pela primeira vez vocês poderão ver o meu ponto de vista sobre minha história de luta e cura. Sou grata por ter conseguido encarar meu passado e finalmente compartilhar minha jornada com o mundo", disse Demi Lovato à revista Variety.

O documentário terá quatro partes, sendo que os dois primeiros episódios serão apresentados na estreia, e os dois últimos nas semanas seguintes.

Segundo a Variety, a produção apresentará também gravações dos estágios iniciais da turnê mundial da cantora "Tell Me You Love Me", de 2018.

"A vontade de Demi de explorar os elementos mais sombrios de sua vida vai fazer com que o público compreenda completamente tudo o que ela passou e para onde ela está indo", disse Michael D. Ratner, produtor executivo da série, que é uma continuação do documentário "Simply Complicated", de 2017.

"Demi representa o empoderamento, e este documentário vai responder muitas perguntas -- trazendo uma visão íntima da vida de uma das maiores estrelas do mundo, que no fim é apenas um ser humano como todos nós", completa ele.

Jorge Washington retoma projeto Culinária Musical em formato virtual
Foto: Divulgação

Unindo música e gastronomia afetiva, o ator, produtor cultural e “afrochef” Jorge Washington retoma o projeto Culinária Musical a partir de 23 de janeiro, em formato virtual, com exibição no Youtube da Casa do Benin.

 

O projeto terá duas datas. No primeiro dia (23), a partir das 12h, terá show de Dão, performance poética de Luciana Souza e performance de Dança com Nildinha Fonseca. Na mesa, o cardápio será Anduzada.

 

Já no dia 30 de janeiro, no mesmo horário, o Culinária terá show musical de Sinho Bernardo, com performance do ator Érico Brás e performance poética de Eneida Baraúna.  O prato do dia será a premiada Maxixada de Carne Seca. 

 

O projeto terá ainda as Oficinas Culinária Musical, de fevereiro a junho: são elas a Oficina Culinária Afetiva, com Jorge Washington, às terças e quintas-feiras das 15h às 18h e a Oficina Culinária Vegana, com a chef, ativista e afroempreendedora à frente do Rosas do Dendê, Daiana Lima, às segundas e quartas-feiras, das 15h às 18h. A inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 29 de janeiro no link: https://cutt.ly/oficinasCulinariaMusical. Começando em fevereiro, a oficina terá carga horária de 160h e certificação aos participantes.

 

Está prevista ainda a Sexta Formativa, um bate-papo gastronômico entre Jorge Washington e a afro-empreendedora, Solange Borges, na qual cada um fará um prato especial. O encontro, que terá como tema “Culinária Musical encontra Culinária de Terreiro”, será exibido a partir das 14h, no Youtube da Casa do Benin.

Fundador de escola de samba baiana morre em acidente na BR-407
Foto: Reprodução/ G1BA

O acidente ocorrido entre um ônibus e dois carros na BR-407, em Senhor do Bonfim, na noite dessa quarta-feira (13), provocou a morte de um homem. Valdeildo Serafim da Costa, mais conhecido como Idinho, foi fatalmente atingido pela batida. Outras pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Regional de Senhor do Bonfim, segundo informações do G1.

 

Em nota publicada no Facebook, a Prefeitura de Senhor do Bonfim lamentou a morte de Idinho, ressaltando a importância dele para a cultura da cidade. Idinho foi um dos fundadores e presidente da escola de samba A Volta do Morro, patrimônio imaterial da cidade em atividade há 40 anos, e era aposentado do Derba.

 

"Neste momento de dor, a administração municipal presta solidariedade à família, amigos e roga a Deus que conforte os seus corações", diz o texto.

 

Mais informações sobre o acidente e o estado de saúde das outras vítimas não foram divulgadas.

 

Netflix anuncia documentário sobre Pelé com estreia para fevereiro; assista teaser
Foto: Ricardo Stuckert / CBF

A Netflix anunciou na manhã desta quinta-feira (14) o lançamento do documentário "Pelé", que retrata a vida do Rei do futebol. A estreia está marcada para o dia 23 de fevereiro.

 

"Retrata a vida de Pelé, da busca pela perfeição à condição de mito. Abrangendo um extraordinário período de 12 anos, a produção mostra como o único jogador a vencer três Copas do Mundo passou de astro do futebol em 1958 a herói nacional em 1970, uma época radical e turbulenta no Brasil", informou a plataforma de streaming.

 

O documentário traz um olhar do ídolo em relação à sua carreira e inclui entrevistas em vídeo e imagens exclusivas do Rei nos dias atuais. Além disso, também mostra cenas raras de arquivo e declarações de ex-companheiros de Santos e Seleção Brasileira, como Zagallo, Amarildo e Jairzinho, e personalidades, jornalistas, artistas que viveram nessa época.

 

O documentário "Pelé" tem direção de David Tryhorn e Ben Nicholas. A produção é do cineasta Kevin Macdonald, vencedor de Oscar com "Munique, 1972: Um dia em Setembro".

 

Assista o teaser divulgado pela Netflix:

Brown e outras celebridades participam de livro sobre famílias que convivem com doença rara
Foto: Divulgação

O baiano Carlinhos Brown é uma das celebridades que colaboraram com o livro “Amor Raro”, projeto que conta histórias de famílias que convivem com a Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) e contornam desafios diários para dar qualidade de vida e possibilitar que as crianças se desenvolvam de forma saudável e segura.

 

A obra reúne narrativas emocionantes das crianças com a enfermidade que ainda não tem cura e tem como objetivo alertar para a necessidade do diagnóstico precoce, além de sensibilizar os brasileiros para a doença genética caracterizada pela deterioração muscular progressiva.

 

Em sua colaboração para o livro, Brown conheceu duas famílias, cujos encontros foram registrados pelas lentes do fotógrafo Lailson Santos e também através de ilustrações de Mauricio de Sousa. Além de Brown e do criador da Turma da Mônica, participaram da obra Daiane dos Santos, Fernanda Takai, Márcio Canuto e Mario Sergio Cortella.

 

Iniciativa da Sarepta Farmacêutica em parceria com a Agência de Narrativas Construtores de Memória, a publicação terá toda a renda arrecadada com a venda dos exemplares revertida para a Aliança Distrofia Brasil (ADB), associação de pacientes que lidera iniciativas nacionais em prol de inclusão, representatividade e melhores condições de acesso a cuidados para pacientes de distrofias musculares.

Quinta, 14 de Janeiro de 2021 - 10:30

Após danos por vandalismo, FGM faz vistoria em totens em tributo ao Senhor do Bonfim

por Jamile Amine

Após danos por vandalismo, FGM faz vistoria em totens em tributo ao Senhor do Bonfim
Fotos: Divulgação

Após atos de vandalismo que danificaram totens em homenagem ao Senhor do Bonfim instalados no roteiro sagrado “Caminho da Fé”, na Cidade Baixa, em Salvador, a Fundação Gregório de Mattos (FGM) anunciou o envio de equipe técnica para analisar os danos, nesta quarta-feira (13).

 

“Assim que a FGM tomou conhecimento do ocorrido, a equipe da Diretoria de Patrimônio e Humanidades deslocou-se imediatamente para o local, tomando as providências cabíveis: registrou a ocorrência na polícia e realizou uma vistoria no local onde foram identificadas câmeras de segurança na Avenida Dendezeiros, a fim de que a autoria do ato criminoso seja identificada, bem como o levantamento de dados para elaboração do plano de recuperação das obras”, informou o órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

 

As obras danificadas compõem um projeto artístico instalado em 28 totens e coordenado por Juarez Paraíso, sendo 14 em homenagem à Santa Dulce dos Pobres e a outra metade confeccionada com a participação de outros 14 artistas, em tributo ao Nosso Senhor do Bonfim. Todos compostos por desenhos gravados em chapa inox. 

 

“Não obstante a importância do projeto, principalmente pelo significado dos homenageados, não existe nenhuma proteção policial para a Obra de Arte Pública. Independente das obras de minha autoria , foram vandalizadas obras de Juraci Dorea, Murilo, Márcia Magno, J. Cunha, Chico Mazzoni, Washington.Falcao  Edsoleda Santos, Paulo Rufino, Bel Borba, Fernando Freitas Pinto, Ray Viana, Guache Marques, Leonel Mattos e Sonia Rangel”, denunciou Paraíso, após a ação dos vândalos.

Quinta, 14 de Janeiro de 2021 - 10:00

Imagem do Senhor do Bonfim cruza ruas de Salvador em carro aberto

por Jade Coelho

Imagem do Senhor do Bonfim cruza ruas de Salvador em carro aberto
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

Com a pandemia da Covid-19 a tradicional celebração da Senhor do Bonfim, em Salvador, nesta quinta-feira (14), mudou e aconteceu apenas de maneira simbólica. Não houve cortejo, banho de cheiro e a missa foi transmitida pela TV e redes sociais.

 

No dia do Bonfim, as autoridades governamentais e entidades religiosas pregaram o bom senso aos devotos. "Quem tem fé fica em casa", sugeriram o governador Rui Costa (PT) e o prefeito de Salvador Bruno Reis (DEM). 

 

De acordo com a jornalista, doutora em antropologia e pesquisadores de festas e manifestações populadores, Cleidiana Ramos, essa foi a única vez em pelo menos 104 anos que a celebração não aconteceu. Em entrevista ao Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador Fm 92,3, ela destacou a importância dos festejos ao santo, que celebra a boa morte. São 9 dias de homenagens e a Lavagem é apenas uma delas. 

Devotos acompanham o carro com a imagem do Senhor do Bonfim | Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

 

Todos os anos as comemorações do Bonfim em Salvador reúnem milhares de fiéis, baianos e turistas. Além da parte religiosa e profana, a celebração também tem grande importância política. Marcam presença chefes do Executivo, Legislativo e Judiciário, caciques, parlamentares e secretários. 

 

Neste ano a prefeitura de Salvador decidiu adotar medidas para garantir que não haja aglomerações nesta quinta-feira. A imagem do Senhor do Bonfim passou por ruas de Salvador e chegou à Colina Sagrada, onde aconteceu a missa. Veja fotos:

 

Quinta, 14 de Janeiro de 2021 - 09:50

Anahí diz que contraiu a Covid-19 após se reunir em live com RBD

por Folhapress

Anahí diz que contraiu a Covid-19 após se reunir em live com RBD
Foto: Reprodução / Facebook

A cantora mexicana Anahí, 37, revelou na tarde desta quarta-feira (13) que contraiu a Covid-19 durante a live que fez com os integrantes do grupo RBD, seriado de sucesso dos anos 2000, no dia 26 de dezembro.

De acordo com ela, em depoimento por escrito em seus Stories, apesar de não ter tido sintomas, passou o coronavírus para o marido e ele passou muito mal.

"O pesadelo passou. Eu me contagiei no show de tributo ao RBD. Depois de não sair de casa por quase um ano, na única vez em que saí me contagiei. Uma pessoa muito próxima chegou contaminada e transmitiu a mim (e só a mim)", começou a artista.

Em outro trecho, diz que havia pedido que os protocolos e testes fossem feitos, mas que o vírus é "terrível e desconhecido". "Eu fui completamente assintomática. Mas infelizmente contaminei meu marido. Ele se sentiu muito mal e tivemos dias e noites de muita angústia e medo", pontuou. Ela é casada com o ex-governador do Estado de Chiapas, no México, Manuel Velasco Coello.

Os fãs que esperaram por 12 anos para ver junto novamente o grupo RBD, famoso pela novela mexicana "Rebelde" (SBT, 2004-2006), comemoraram em dose dupla. Além da live paga que a banda fez em dezembro, os músicos afirmaram que o retorno não deve parar por aí, e não descartaram uma nova apresentação no futuro, com todos os membros.

"Eu conversei com todos eles. Anahí disse sim, Maite e Christian também disseram. O Poncho disse que não poderia por causa dos seus projetos, o que também é válido, e Dulce daria à luz. Não foi possível fazermos os seis, mas não sabemos o que pode acontecer no futuro", afirmou Christopher von Uckermann, 34, que deu vida a Diego, em conversa com o F5, da Folha de S.Paulo.

O grupo, que lançou no final de 2020 a música "Siempre He Estado Aquí", chegou a cogitar o adiamento da live "Ser O Parecer" para esse ano devido à ausência de Poncho e Dulce, mas, segundo Uckermann, não foi possível por uma série de questões contratuais com os patrocinadores. Mesmo assim, o cantor acreditava que a reunião do RBD aconteceria em boa hora.

Fã idosa processa Anitta e Netflix por aparição 'jocosa' e direito de imagem em documentário
Foto: Reprodução / Netflix

A fã idosa de Anitta, dona Maria Ilza de Azevedo, entrou com uma ação judicial contra a cantora e a Netflix após sua aparição em um dos episódios do documentário "Anitta - Made in Honório", lançado em dezembro de 2020 na plataforma. De acordo com informações da colunista Fabia Oliveira, de O Dia, no processo, os advogados da senhora afirmam que ela estava internada no CTI de um hospital por conta da COVID-19 quando soube que sua imagem estaria sendo veiculada na série após receber ligações de parentes e vizinhos "zombando" da aparição e questionando sua sanidade mental.

 

No material, a idosa surge sentada no sofá da casa da artista horas antes do seu show no Rock In Rio, que estava tendo alguns problemas de execução. Em entrevista de divulgação do material, Anitta falou do episódio. "Aquele dia eu acordei preocupada. Minha casa estava cheia de gente. Quando desci as escadas, encontrei uma fã idosa sentadinha no meu sofá. Eu a tratei com carinho. Mas quando eu subi novamente, perguntei para todo mundo o que uma fã estava fazendo dentro da minha casa bem no dia do Rock In Rio (risos). Acho que por essa cena, serei cancelada", afirmou.

 

Os advogados de Maria Ilza argumentam que o material trata ela "como se tivesse ido até lá sem a autorização da cantora, como uma situação de 'caráter jocoso', passando posteriormente a ridicularizar sua imagem". "Para piorar, a atitude nefasta, covarde, mesquinha, das rés (Anitta e Netflix) acaba criando um mal estar na equipe de produção, que discute uma suposta falha na segurança em relação à presença da Autora (Maria Ilza)", diz um trecho dos argumentos da inicial. Eles reforçaram ainda não ter direito de uso de imagem autorizado.

 

"Autora vira o motivo da indignação e o quadro do qual ela aparece passa a ter grande importância no documentário, dando a entender que sua entrada na casa, devidamente autorizada, foi uma ingrata surpresa - um erro - do qual a Autora aproveitou-se para burlar regras, de forma clandestina, tanto é que esta chega a discutir com seus funcionários. Neste momento a Autora é transformada em uma 'cara de pau' que conseguiu entrar na casa da famosa Anitta, passando a ser achincalhada pelo mundo afora, tendo em vista que Anitta é uma 'estrela global'".

 

Por fim, ainda de acordo com a nota, o processo foi ajuizado no plantão noturno do recesso do judiciário, em 18 de dezembro. Na ocasião, juiz decidiu, em liminar, que não havia motivo para apreciação da ação de dona Maria Ilza em caráter urgente. Além disso, o magistrado negou, no dia 19 daquele mês, o pedido de retirada do documentário do ar. Na véspera de Natal, dona Ilza desistiu da ação alegando "um erro material na qualificação da autora, pois seu endereço encontra-se localizado na cidade de Macaé". Contudo, a ação ainda não teria sido extinta. 

Imagem de John Lennon vai estampar selo postal comemorativo no Brasil 
John Lennon ao lado do fotógrafo Bob Gruen | Foto: Divulgação

A imagem do ex-Beatle John Lennon vai estampar um selo postal comemorativo no Brasil. De acordo com informações levantadas pela coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, a iniciativa é uma realização do Museu da Imagem e do Som (MIS) em parceria com os Correios.

 

Segundo a publicação, o selo será lançado no dia 25 de janeiro e terá uma imagem clicada pelo fotógrafo Bob Gruen, cujo trabalho está exposto na mostra “John Lennon em Nova York por Bob Gruen”.

A Associação Cultural Tupã (ACTU), em Lauro de Freitas, está com inscrições abertas para as Oficinas Artísticas 2021, que vai promover, ao longo do ano, oficinas e apresentações de espetáculos virtuais e presenciais, com númeto limitado de pessoas. 

 

As oficinas técnicas serão voltadas para as Artes Cênicas (teatro, dança, circo e teatro de bonecos), e irão capacitar crianças, adolescentes e jovens para articular e atuar no processo de criação de espetáculos. 

 

As atividades, segundo a instituição, têm o objetivo de movimentar o cenário cultural no município e ocupar espaços públicos como praças, escolas e centros de cultura para lazer, além de possibilitar a geração de renda para os participantes com a confecção e venda de bonecos, adereços e espetáculos artísticos.
 

Os interessados devem se inscrever através do formulário disponibilizado pela iniciativa (clique aqui).

Shakira, depois de Bob Dylan e Neil Young, vende direitos de todas as suas músicas
Foto: Reprodução / YouTube

A cantora colombiana Shakira vendeu 100% da participação em seu catálogo musical para o fundo de investimento britânico Hipgnosis Songs --o mesmo que, na semana passada, comprou os direitos autorais de Neil Young. O acordo, anunciado nesta quarta-feira (13), inclui todas as 145 canções compostas pela artista em seus 25 anos de carreira.

Segundo o jornal espanhol El País, porém, suas músicas continuarão sendo administradas pela gravadora Sony por mais sete anos.

Num comunicado enviado ao jornal, Shakira disse que ser compositora é uma conquista que considera igual e até maior do que ser cantora e artista.

"Sei que a Hipgnosis será uma ótima casa para o meu catálogo e estou muito feliz por fazer parceria com esta empresa, que valoriza verdadeiramente os artistas e suas criações e é uma aliada para compositores que se importam profundamente com a vida de suas canções", escreveu.

Nas redes sociais, a empresa que comprou o catálogo deu as boas-vindas à artista e falou sobre a importância dela para a música mundial.

"O que ninguém deve desprezar é que Shakira é uma das compositoras mais sérias e bem-sucedidas dos últimos 25 anos, tendo escrito ou coescrito praticamente todas as músicas que ela já gravou", disse o fundador da empresa, Merck Mercuriadis, na publicação.

Vencedora de três prêmios Grammy e 12 troféus no Grammy Latino, Shakira vendeu mais de 80 milhões de discos, o que faz dela uma das cantoras de maior sucesso da América Latina.

Além disso, a colombiana integra a restrita lista das três artistas femininas que superaram a marca de 2 bilhões de visualizações no YouTube. Hoje, sua composição "Waka Waka (This Time for Africa)", tema da Copa do Mundo de 2010, registra mais de 2,7 bilhões de reproduções.

Com isso, a compositora de hits como "Hips Don't Lie", "Loca" e "Gypsy" se torna a mais recente artista a vender a participação em suas músicas --uma lista que vem crescendo rapidamente nos últimos meses.

Na última quarta-feira (6), o músico canadense Neil Young anunciou a venda de metade da participação em suas 1.080 músicas para o mesmo Hipgnosis Fund. Antes dele, em dezembro do ano passado, a Universal Music comprou o catálogo com 600 canções de Bob Dylan.

'Girl From Rio': Álbum internacional de Anitta sai ainda este mês, diz revista americana
Foto: Reprodução / Rolling Stone

O novo álbum de Anitta, "Girl From Rio", vai sair ainda este mês. A novidade foi anunciada pela revista Rolling Stone dos Estados Unidos em uma lista de álbuns de artistas renomados na música pop mundial.

 

Segundo a publicação, o novo trabalho da cantora tem como objetivo mostrar o Brasil ao mundo. A produção executiva do disco é de Ryan Tedder, o mesmo que trabalhou com nomes como Taylor Swift, Bruno Mars e Beyoncé.

 

A revista destacou ainda uma declaração de Anitta sobre o trabalho que vem tocando ao apresentar os ritmos tocados nas periferias do país para a cena musical global. "Estamos mostrando novos tipos de ritmos. Não se trata de lançar músicas com coisas que as pessoas já estão acostumadas a ouvir", disse ela à Billboard no ano passado. 

 

"Trouxemos a música urbana do Brasil, que é funk e pagode da Bahia. Esses são os ritmos populares das favelas de onde venho", declarou.

Quarta, 13 de Janeiro de 2021 - 19:00

Giro: Médicos realizam mais procedimentos voltados pro verão

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Médicos realizam mais procedimentos voltados pro verão
Paulo, Maria Clara e Victor Sanjuan, médicos e sócios

Os sócios da Clínica Sanjuan, os cirurgiões plásticos Paulo Sanjuan e Victor Sanjuan, e a cirurgiã vascular Maria Clara Sanjuan voltaram das férias com os atendimentos em alta e muita procura por procedimentos típicos para curtir a estação mais quente: Lipo Lad, harmonização facial e tratamento de vasinhos para deixar as pernas mais saudáveis e bonitas pra curtir as férias. E para começar uma nova fase na Sanjuan, repleta de mudanças e novidades, os três médicos já programam o início das obras na infraestrutura da Clínica nos próximos meses para deixar o espaço ainda mais confortável e aconchegante para os pacientes.

Quarta, 13 de Janeiro de 2021 - 18:10

Paola Carosella deixa de ser jurada do MasterChef Brasil

Paola Carosella deixa de ser jurada do MasterChef Brasil
Foto: Reprodução / Instagram

A chef Paola Carosella não integra mais a equipe de jurados do MasterChef Brasil. A informação sobre a saída da cozinheira argentina foi confirmada pela assessoria de imprensa da TV Bandeirantes nesta quarta-feira (13).

 

“Tenho muita honra de ter participado desse incrível projeto chamado MasterChef na Band. Aqui estou e estarei sempre na minha casa. Mas neste momento minha empresa precisa de meu tempo e dedicação integral. Para os meus colegas queridos, para todos os que acompanham e assistem ao MasterChef e para a direção da Band e Endemol, meu muito obrigada e minha torcida sempre”, disse Carosella.

 

De acordo com o portal Metrópoles, a substituta dela ainda não foi definida. Em nota, a Band ressaltou que agradecia muito pela participação de Paola, que estava no elenco do MasterChef desde 2014.

 

Confira o comunicado na íntegra:

“O Grupo Bandeirantes agradece muito a parceria e toda a dedicação da chef Paola Carosella durante os últimos seis anos no elenco do MasterChef. Ela ajudou (e foi uma das protagonistas), ao lado de um grande time de profissionais, a consagrar o programa como um dos maiores sucessos da TV brasileira.

 

No dia de hoje, 13 de janeiro, Paola comunicou à direção da Band sua decisão de focar suas atenções em seus negócios particulares, neste momento em fase de grande expansão.

 

“Tenho muita honra de ter participado desse incrível projeto chamado MasterChef na Band. Aqui estou e estarei sempre na minha casa. Mas neste momento minha empresa precisa de meu tempo e dedicação integral. Para os meus colegas queridos, para todos os que acompanham e assistem ao MasterChef e para a direção da Band e Endemol, meu muito obrigada e minha torcida sempre”, disse Paola.

 

O presidente do Grupo Bandeirantes, Johnny Saad, agradeceu pessoalmente Paola: “Ela conseguiu com seu trabalho, talento, carisma pessoal e grande profissional que é, marcar grandes momentos na TV brasileira. Entendemos a decisão dela e as portas aqui na Band estarão sempre abertas”.

 

A substituta (ou o substituto) de Paola Carosella na próxima temporada do MasterChef ainda não foi definida (o) pela Band e Endemol.”

Panorama Internacional Coisa de Cinema anuncia sua 16ª edição
Foto: Reprodução / Instagram

O Festival Panorama Internacional Coisa de Cinema divulgou a realização, entre os dias 24 de fevereiro e 3 de março, da sua 16ª edição, que este ano acontecerá de maneira virtual em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

 

Em atividade desde 2002, o Panorama é um dos principais festivais de cinema do estado da Bahia. Nos anos anteriores, o evento reuniu diversos profissionais, pesquisadores e espectadores em torno das exibições em salas de cinema na capital baiana e na cidade de Cachoeira, no Recôncavo.

 

Nas telas do Panorama foram exibidos curtas e longas baianos, nacionais e internacionais nas diversas mostras que compõem o festival. Segundo a organização, a programação completa desta edição será divulgada em breve.

Histórico de Conteúdo