Resultados: principal / buerarema

Exibindo resultados de principal

Deputado pede para presidente do TJ-BA ceder prédio 'abandonado' a prefeitura de Buerarema
Foto: Divulgação
O deputado estadual Augusto Castro (PSDB) se reuniu nesta quarta-feira (15) com a presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargadora Maria do Socorro, para tratar de assuntos relacionados a municípios do interior. Um dos pedidos foi para que a Corte cedesse à prefeitura de Buerarema um prédio do órgão, que estaria “abandonado”. A ideia seria transformar o imóvel em uma unidade de atendimento à população da cidade. Castro defendeu, ainda, que é necessário dar suporte ao município em relação à entrância inicial. “É preciso recuperar e dar maior segurança ao fórum da cidade”, concordou a presidente. Outro município discutido na reunião foi Coaraci. O prefeito Jadson Albano, que participou do encontro, pediu que a presidente intercedesse junto ao governo do Estado para garantir investimentos à cidade. Albano aproveitou para convidar Maria do Socorro a participar da inauguração do Colégio Municipal Antônio Ribeiro Santiago, que leva o nome do pai da Desembargadora. “Meu pai dizia: A riqueza minha é o estudo. O povo de Coaraci é um povo muito estimulado para o estudo”, disse, emocionada com a homenagem. (Atualizada às 09h43 do dia 16 de fevereiro de 2017)
Buerarema: vereadores ameaçam entrar com ação contra prefeito por não repasse de verbas
Foto: Reprodução
A prefeitura de Buerarema, sul baiano, não fez o repasse do duodécimo da Câmara Municipal e vereadores vão esperar até esta sexta-feira (21) para tomar alguma atitude. De acordo com o blog Políticos do Sul, os edis entrarão com uma representação contra o prefeito Guima Barreto (PDT) por conta do atraso. O problema do repasse de verbas, que atualmente é de R$ 96 mil, foi alvo de críticas também em 2011, quando a presidência da Casa pediu esclarecimentos sobre o não pagamento dos funcionalismo em dias.   
Índio suspeito de matar agricultor em Buerarema é espancado
Foto: Macuco News
Suspeito de ter assassinado o agricultor Juraci Santana, líder do assentamento Ipiranga, em Uma, um índio foi espancado por volta das 10h30 desta sexta-feira (30) por um grupo de pessoas em Buerarema, extremo sul da Bahia. Josevaldo de Jesus Souza, 21 anos, foi atacado quando descia de um ônibus, acompanhado da mãe, Maria José Rodrigues de Souza, 71, e do irmão, Cleiton Teles Souza, ambos indígenas. Eles sofreram ameaças, mas não foram agredidos. Após ser acionada, a Polícia Militar foi ao local e interrompeu o espancamento. Os três foram levados pela PM até a Delegacia de Buerarema e prestaram depoimento. Segundo informações da delegacia, apesar de ser investigado pelo homicídio, ele não tem mandado de prisão preventiva ou temporária, por isso, foi liberado após ser ouvido. Ferido, Josevaldo foi encaminhado ao Hospital de Base de Itabuna, onde fez curativos. Uma equipe da Força Nacional conduziu a família até a aldeia onde reside, em Ilhéus.  
Terça, 18 de Fevereiro de 2014 - 09:25

Buerarema: Conflitos só terminam com demarcação, diz Wagner

Buerarema: Conflitos só terminam com demarcação, diz Wagner
Foto: Políticos do Sul da Bahia
A situação de conflito entre indígenas e produtores rurais nos municípios de Buerarema, Una e Ilhéus só será resolvida com a demarcação definitiva das terras pela Fundação Nacional de Apoio ao Índio e governo federal, afirmou nesta segunda-feira (17) o governador Jaques Wagner. “Por enquanto, há o estudo antropológico [sobre a propriedade das terras], que está sendo revisitado para ver qual é a visão definitiva. Depois disso aí, sai o decreto que é assinado pelo ministro da Justiça, eventualmente pela presidenta da República”, declarou Wagner ao jornal A Tarde. Na opinião do chefe do Executivo baiano, a questão da segurança na região está “equacionada”, com o envio de tropas das Forças Armadas para a área. Na última semana, moradores de Buerarema se revoltaram com o assassinato do produtor rural Juraci de Santana e bloquearam a rodovia BR-101 por mais de dez horas.
Presidente autoriza ação do Exército na região de Buerarema
Foto: Reprodução TV Bahia
O Exército deve definir, nesta sexta-feira (14), as estratégias de trabalho na região de Buerarema, no sul da Bahia, onde o clima continua tenso entre produtores rurais e índios que têm entrado em conflito por disputa de terras. A presidente Dilma Rousseff assinou, nesta quinta-feira (13), o decreto que autoriza os 700 soldados que desembarcaram na região, na quarta-feira (12), a iniciarem as ações de reforço de segurança. Homens da Força Nacional já reforçam a segurança da área e a Polícia Rodoviária Federal informou, nesta sexta, que também deslocou mais homens para área de conflito com o objetivo de evitar o bloqueio de rodovias. A situação se agravou, nesta terça (11), quando a BR-101 foi fechada depois da morte de Juraci Santana, líder do Assentamento Ipiranga, na localidade de Maroim, também no sul do estado. As informações são do G1.
Quinta, 13 de Fevereiro de 2014 - 14:30

Buerarema: Vereador é preso durante conflitos no sul da Bahia

Buerarema: Vereador é preso durante conflitos no sul da Bahia
Foto: Reprodução
Um vereador da cidade de Buerarema, no extremo sul da Bahia, foi preso na noite desta quarta-feira (12). Segundo informações da Polícia Civil, Ariosvaldo Ribeira Vieira (PTB) foi conduzido pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar por desacato. A detenção do petebista ocorreu no momento em que ele chegava em casa, a poucos metros da manifestação na BR-101. Acusado de não respeitar o toque de recolher imposto à comunidade do Bairro Novo, ele foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Itabuna. Em entrevista ao Blog Pimenta, Ariosvaldo Vieira disse que nunca participou de protestos e considerou a prisão arbitrária. “Dois policiais invadiram minha casa e me acusaram de incitar a multidão”, acusou. O edil também afirmou que uma guarnição difrente da que efetuou a detenção o conduziu ao presídio.
Em meio a conflito, delegado de Buerarema é exonerado; 'não tem nada a ver', diz Polícia Civil
Foto: Itabuna Urgente
O delegado titular de Buerarema, Pedro Emílio Chaoui, foi exonerado ontem, conforme publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia e será substituído pelo delegado plantonista de Itabuna, Jackson Silva. Segundo informações da Polícia Civil, Chaoui foi exonerado por questões de saúde, pois já vinha solicitando seguidos afastamentos do cargo por licença médica. “Não teve nada a ver com o que está acontecendo lá. Essa troca ocorreu porque observando que ele vinha há dois, três anos com problemas de saúde; afastado por 30 dias de licença e voltava, depois afastava de novo. E como a cidade está envolta nesses problemas, foi visto que era melhor”, disse o delegado Moisés Damasceno, diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin) da Polícia Civil. Ainda segundo informações da Polícia Civil, o último pedido de afastamento de Chaoui, feito no ano passado, foi negado pela Junta Médica do Estado da Bahia.”Eu não sei exatamente o que ele tem, são vários delegados com licença e esses pedidos não passam pela diretoria, vão todos para Junta Médica”, afirmou Damasceno, que já chefiou, no ano passado, a 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Itabuna. De acordo com o delegado, Jackson Silva tem dez dias de prazo legal para assumir o comando da delegacia. Até lá, a delegada de Itabuna, Tatiana Mourinho, que já vinha substuindo Chaoui  em seus períodos de licença, continua na na delegacia.
Buerarema: Após assassinato, moradores tentam derrubar ponte da cidade
Foto: Políticas do Sul da Bahia
Com o clima tenso desde as 9h desta terça-feira (11), manifestantes em Buerarema tentam derrubar a ponte da BR-101, que fica nas proximidades do trevo que dá acesso à cidade. Segundo o blog Políticos do Sul da Bahia, a manifestação começou depois do assassinato (veja aqui) do presidente do Assentamento Ipiranga, Juraci do Santos Santana. A mureta do local foi arrancada e o asfalto já foi retirado.
Sexta, 07 de Fevereiro de 2014 - 08:25

SSP aumenta efetivo para atuar em Buerarema

SSP aumenta efetivo para atuar em Buerarema
O secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, anunciou nesta quinta-feira (6), durante reunião, que um efetivo de 80 policiais militares e 20 civis dará apoio à realização de blitze para apreensão de armas de fogo, veículos irregulares e entorpecentes no município de Buerarema, no sul do estado. No final do último mês, índios da tribo tupinambá e homens da Força Nacional de Segurança trocaram tiros em uma área de terras na zona rural de Buerarema. Os indígenas ocupam fazendas da região desde o ano passado, com a alegação de que as terras pertenciam aos seus ancestrais. “As ações de inteligência no sul do estado também serão ampliadas com o objetivo de evitar novos conflitos”, afirmou. Participaram ainda da reunião o diretor da Força Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Alexandre Aragón, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, e os delegados da Polícia Federal César Martinez e Marcus Vinícius de França Moreira, entre outras autoridades.
Índios e policiais trocam tiros em Buerarema, no sul da Bahia
Foto: Reprodução/ TV Bahia
Índios da tribo Tupinambá e agentes da Polícia Federal (PF) trocaram tiros na madrugada desta quarta-feira (29), em Buerarema, no sul do estado. De acordo com a polícia, o confronto ocorreu após a reintegração de duas fazendas e a instalação de uma base policial em uma delas. Os índios, que tiveram de sair do local após a execução da decisão judicial, colocaram barreiras nas príncipais vias que cortam a região a fim de isolar a base da Força Nacional que está na área de conflito. Os índios acusam os policiais de os expulsarem de forma arbitrária. A polícia, por sua vez, afirma que foram recebidos com violência. “Os índios começaram a atirar na base policial de dentro do mato com armas de fogo e fogos de artifício. Os policiais pediram reforços, então eles derrubaram mais de 10 árvores no meio da pista para impedir a chegada dos outros policiais” contou o delegado da Polícia Federal, Alex Cordeiro. Ainda segundo a polícia, os agentes conseguiram chegar à base na manhã desta quarta (29). Ninguém ficou ferido na ação. Em outubro do ano passado, o Ministério Público Federal (MPF) em Ilhéus, entrou com uma ação civil pública e solicitou novo prazo para que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, decida a respeito do processo de demarcação do território indígena tupinambá na região de Buerarema. As informações são do G1.

Histórico de Conteúdo