Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 08 de Fevereiro de 2022 - 11:00

Doutor Pet: 15 motivos para acreditar que o Golden Retriever é o dog dos seus sonhos

por Bruno Dantas - CRMV 4118

Doutor Pet: 15 motivos para acreditar que o Golden Retriever é o dog dos seus sonhos
Foto: Reprodução / Petlove

No ano passado, um vídeo fofo viralizou nas redes sociais. O título era mais ou menos assim: Golden Retriever agarra microfone de jornalista russa, ao vivo, e sai correndo. 

 

Nas imagens é possível conferir um conjunto grande de pelos dourados sendo perseguido pela repórter que tenta recuperar o microfone.  

 

 

Esse comportamento é muito familiar da personalidade dos Goldens Retrievers. Peludos de grande porte, com sensibilidade e inteligências aguçadas.

 

Estão muito associados ao trabalho na caça, resgate, terapia, cães guia e pela devoção aos tutores.

 

Sua origem é fruto de diversos cruzamentos, cujo objetivo foi preencher a necessidade que a caça esportiva em regiões da Inglaterra, acredita-se que no século 19, possuía: o resgate do pássaro abatido dentro d’água. 

 

Conheça 15 características típicas de um Golden Retriever para você se apaixonar pelos amáveis grandalhões. 

 

  1. Uma característica a se destacar é que os Goldens sabem nadar. Os Goldens amam nadar, esse é um dos pontos sobre os bichinhos, ou bichões, famosos pelo tamanho, instinto caçador e o lado brincalhão. 
  2. Outra característica herdada das suas origens é a fina pressão de mordedura. Eles possuem sensibilidade perfeita para incutir a precisão na hora de pegar qualquer objeto.
  3. Sua robustez pode deixar ele meio estabanado, ou seja, não conseguir administrar o seu tamanho para transitar em ambientes menos espaçosos. E isso não quer dizer que seja desinteressante para esse peludo se adaptar a espaço menores. Eles são ótimos com adaptação.
  4. Dóceis, amigáveis com humanos de qualquer faixa etária. Não é do tipo que briga por território, possui tendência à submissão. Atenção maior é em relação ao tamanho e peso do dog em contato com as crianças. Apenas pela a robustez não levá-los ao chão, tombar e assustar na hora das brincadeiras.
  5. São animais com muita energia acumulada. Mais de um passeio ao dia ajuda a gastar energia do Golden. Estimular  caminhadas e brincadeiras com passeios mais demorados, cerca de 30 a 40 minutos, são suficientes.
  6. É uma raça saudável e com baixa tendência para problemas de saúde. Alimentação de qualidade, fortalecimento da musculatura, devido ao tamanho, vai proporcionar uma vida saudável ao seu Golden, tutor. 
  7. Cuidados com a saúde da pele. Goldens Retriever possuem uma pelagem espessa, que impermeabiliza os pelinhos internos como proteção térmica. Mas também pode dificultar a secagem no pós banho, pode ocorrer dermatites. 
  8. Gastos com alimentação são base de cuidado como para qualquer outro animal. Alimentos com qualidades premium e super premium suprem a nutrição necessária.
  9. Tendem a ser obedientes para demonstrar lealdade, fidelidade ao tutor. Entendem a dinâmica da casa, se adaptam aos limites impostos, fáceis para adestramento. Mas evite deixar os deliciosos chinelos , entre outros apetitosos objetos do tipo, à disposição pela casa.
  10. Soltam muitos pelos. Escovar frequentemente mantém a pelagem viçosa e ajuda você, tutor, a administrar a constante queda de pelos.
  11. Secar o dog muito bem após o banho e cuidado com as orelhas para não entrar água. 
  12. É uma raça que exige muita atenção. Quer estar sempre perto, mesmo que quietinho, deitado, ao lado do seu tutor.
  13. Se adapta com tranquilidade ao hábito de fazer suas necessidades na rua. Dentro de casa não há preocupação sobre isso.
  14. São considerados silenciosos. Late com pouca frequência, muitas vezes quando está muito agitado por motivos externos.
  15. Golden Retriever e o Labrador Retriever são bem semelhantes. Acredita-se que são parentes, talvez primos. Contudo podemos encontrar diferenças no comportamento e aparência. O primeiro apresenta uma energia mais explosiva, isto é, corre, brinca e basta. O segundo demora mais tempo para gastar toda a sua energia, o comportamento é muito mais agitado. 

 

Cabe ao tutor compreender a disposição desses pets em aprender, interagir e obedecer para amar e cuidar dos grandões brincalhões e amá-los incondicionalmente. 

Histórico de Conteúdo