Domingo, 29 de Março de 2020 - 09:51

Hoje, nossa linda cidade completa 471 anos.

por Verônica Vilas Boas

Hoje, nossa linda cidade completa 471 anos.
O momento não nos permite uma celebração, mas traz uma boa oportunidade de reflexão. No latim, a palavra “aniversário” tem origem em anniversarius, ou ano que retorna, dia em que vim à luz; é a data em que se comemora um ano mais de vida, desde o nascimento. Tem toda uma simbologia que remete ao renascimento, ao recomeço da vida... Neste momento em que vivemos o isolamento social e todo o temor que o Coronavírus trouxe consigo, a simbologia por trás do significado de um aniversário nos convida a uma reflexão muito importante. Recomeçar a vida, neste momento, é tudo o que a humanidade mais quer. E neste aniversário de Salvador não é somente a nossa cidade que deseja comemorar este recomeço, mas, sim, todos nós! Todo o planeta! Em breve, estaremos todos juntos, recomeçando as nossas vidas. Abraçando-nos, nos beijando e comemorando do jeitinho gostoso que nós, baianos, costumamos festejar. Estaremos sofridos, é verdade. É impossível não sairmos assim de uma situação destas, mas estaremos, também, maiores, mais fortes e transformados. Estaremos ressignificados! O pulo do gato será a nossa escolha sobre que olhar daremos a esta crise! Ficaremos a nos lamentar e a reclamar ou arregaçaremos as mangas? A pandemia do COVID-19 gerou uma crise mundial, e uma crise como esta é uma mudança muito brusca. As crises geram incertezas, principalmente por não nos permitir antever as suas consequências, mas elas também geram verdadeiras revoluções. Caberá a cada um de nós escolhermos de qual revolução queremos fazer parte!

Leia mais

Sábado, 28 de Março de 2020 - 10:00

Coronavírus, a favela tem pressa e o presidente não ajuda!

por Olívia Santana

Coronavírus, a favela tem pressa e o presidente não ajuda!
Situação especialmente dramática vive as favelas das grandes cidades brasileiras com a célere aproximação do coronavírus.  A COVID -19 prepara-se para adentrar nesses recintos abandonados onde vivem vastas camadas populacionais de nosso país.

Leia mais

Sexta, 27 de Março de 2020 - 10:20

Enfrentamento ao Covid-19 no Brasil

por Ângelo Castro Lima

Enfrentamento ao Covid-19 no Brasil
A primeira pandemia das redes sociais tem trazido muitas novas informações, possibilitando diversas opiniões, tão necessárias para seu enfrentamento, desde quando ameaça frontalmente nossa saúde assim como a economia, com a possibilidade de perdas incalculáveis.

Leia mais

Quinta, 26 de Março de 2020 - 11:20

Da função social das empresas e o Covid-19

por Silvio Pinheiro

Da função social das empresas e o Covid-19
Há alguns anos, pacificou-se, em todo mundo jurídico, o entendimento de que as empresas, sem prejuízo da geração de lucros e dividendos aos seus sócios e acionistas, deveriam cumprir sua função social. Nesse contexto, a função social seria alcançada quando a empresa gerasse empregos, recolhesse tributos, movimentasse a economia, e também observasse a solidariedade, promovesse justiça social, estimulasse a livre iniciativa, valorizasse o trabalho e a dignidade da pessoa humana.

Leia mais

Quarta, 25 de Março de 2020 - 16:00

Súbita reforma política em tempos de calamidade pública

por Luzi Pimentel

Súbita reforma política em tempos de calamidade pública
Prorrogação do último tempo. Essa é a leitura sobre os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores diante de um cenário de imprevisibilidade para as eleições 2020, no estado de calamidade pública provocado pelo coronavírus (Covid-19) no Brasil.

Leia mais

Terça, 24 de Março de 2020 - 10:00

Carreiras UniFTC: Para não parar

por Alessandra Calheira

Carreiras UniFTC: Para não parar
Ainda nos primeiros dias da quarentena, começou a circular um vídeo antigo do Raul Seixas cantando a sua música “O dia que a Terra parou”. A letra (que fala de um sonho que o cantor dizia ter tido sobre o dia que todas as pessoas do mundo resolveram não sair de casa) ganha contornos premonitórios dentro do contexto em que vivemos. A canção de Raulzito nos serve como distração e curiosidade, mas é um erro acreditar que a Terra parou, verdadeiramente.  Apesar de quase todos os grandes países sofrerem com o Covid-19, o mundo continua em movimento, em outra condição, mas em movimento. Precisamos ter clareza de alguns pontos para ajudar a essa mesma Terra a retomar a sua normalidade tão logo seja possível.

Leia mais

Segunda, 23 de Março de 2020 - 16:00

Bolsonaro aposta no caos

por Davidson Magalhães

Bolsonaro aposta no caos
O Brasil vive uma crise econômica profunda. O avanço da pandemia do novocoronavírus trouxe consigo uma instabilidade em escala global, com as quedas dos mercados financeiros e um brutal freio no crescimento. As medidas de contenção no país, especialmente se for da envergadura das aplicadas nos últimos dias no mundo, implicam em um curto-circuito na economia durante um tempo que não se sabe quanto. É o lógico preço a pagar: a saúde é a prioridade.

Leia mais

Domingo, 22 de Março de 2020 - 09:00

Yuval Noah Harari: o mundo após o coronavírus | Financial Times

por Yuval Noah Harari

Yuval Noah Harari: o mundo após o coronavírus |  Financial Times
Artigo de Yuval Noah Harari, professor israelense de História e autor do best-seller internacional Sapiens: Uma breve história da humanidade e também de Homo Deus: Uma Breve História do Amanhã, traduzido pela consultora Marta Castro Luzbel. O texto foo escrito originalmente para o Financial Times e traça um panorama de como será o mundo após a crise do coronavírus.

Leia mais

Quarta, 18 de Março de 2020 - 18:00

Impactos nos Contratos e relações negociais diante do coronavírus

por Leonardo Mendes Cruz

Impactos nos Contratos e relações negociais diante do coronavírus
Cenário global catastrófico, cenas de desespero, pessoas estocando remédios e mantimentos, cidades em quarentena, bolsas de valores do mundo todo despencando e o mercado financeiro vivendo um verdadeiro caos. Poderia ser claramente a sinopse de um filme de ficção científica ou de um jogo de videogame. Infelizmente, não é.

Leia mais

Governo federal precisa agir mais rápido que o vírus e destinar dinheiro para equipar rede hospitalar
Estamos diante de um momento diferente, jamais visto. É a maior epidemia do século. Mas devemos nos desesperar? Não, não podemos, ou melhor, não devemos proliferar o pânico. Esse vírus não vai acabar com o mundo, mas precisamos agir rapidamente para conter seu avanço e reduzir os danos e salvar vidas. Isso é possível. Já vimos a contingência da epidemia de HIV e do Ebola na África, dentre outras. Sim, cada caso é diferente. E nesse momento, o coronavírus tem surpreendido por conta da sua rapidez de contaminação, mas ele pode ser vencido. 

Leia mais

Histórico de Conteúdo