Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 04 de Dezembro de 2020 - 15:30

ACM Neto: um político vitorioso

por Manoel Castro

ACM Neto: um político vitorioso
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Desde há muito tempo venho acompanhando a caminhada de vida de ACM Neto, o que logo cedo já se afigurava como de sucesso por seu valor pessoal sedimentado por uma sólida formação educacional, dedicação e aprimoramento dos estudos, sempre acompanhando e procurando compreender a evolução dos tempos permitindo antever promissoras vitórias em sua carreira política, o que muito tem honrando suas origens nessa área.

 

Ao concluir, como Prefeito, em mais uma brilhante etapa de uma já vitoriosa trajetória política, Eu, este velho correligionário de partido e admirador de sua atuação, sente-se motivado a deixar registrado o reconhecimento e gratidão pelo trabalho realizado em toda a cidade de Salvador, primeira capital do Brasil e mais antiga cidade do nosso País.

 

Aliás, essa deve ser a manifestação de justiça de todos os habitantes de Salvador, em especial dos soteropolitanos que vivem nesta cidade de dois andares, belas praias e de uma gente trabalhadora que também sabe se divertir, porque além de trabalhadora é igualmente festeira, mas sabe fazer justiça e reconhecer o valor de seus dirigentes e políticos nos quais confia.

 

E prova disso foi o indiscutível triunfo eleitoral, fazendo vitorioso o candidato indicado e apoiado pelo Prefeito, confiando-lhe a dar continuidade aos atos, ações e intervenções em benefício de tantos quantos vivem ou visitam esta cidade, fazendo resgatar a dignidade de um povo e, em especial, o orgulho dos filhos desta terra de São Salvador da Baía de Todos os Santos, e de todos os Orixás.

 

É comum entre os adversários políticos a procura de aspectos pontuais para críticas, por vezes infundadas, apenas para tirar proveito, desqualificando o opositor. Contudo, em Salvador, nos oito anos da administração municipal de ACM Neto, tornou-se difícil essa prática pela diversificação dos programas e projetos desenvolvidos e concretizados pelo Governo municipal.

 

Sempre com a preocupação de preservar um passado histórico característico de Salvador, os costumes, a alegria, as diversificações culturais e religiosas, respeitando as diferenças de sua gente, praticamente todos os sítios e setores econômicos e culturais foram objeto de atuação permanente do executivo da municipalidade. E se mais não foi feito é porque sempre novas e outras necessidades surgem, para além de tudo que se possa fazer.

 

De Itapuã à Ribeira; do Subúrbio às Cajazeiras, Liberdade e outros bairros populosos, Pelourinho, Centro Histórico, bairros tradicionais e os novos que foram criados, a ação da Prefeitura foi sempre uma presença constante, seja requalificando ou equipando praças e monumentos, seja procurando proporcionar melhores condições de vida e bem estar para os habitantes das diversas comunidades.

 

Permito-me ressaltar o programa Morar Melhor criado pela Prefeitura de Salvador significando bem mais do que ser apenas um novo programa habitacional, por representar uma oportunidade de resgatar a dignidade e o valor da família, principalmente as de comprovadas maiores necessidades, seja por ocuparem espaços insalubres e precários, ou já estarem desabrigadas, assim como por terem entre seus membros portadores de necessidades especiais. Essa preocupação para com as famílias bem demonstra o grau de sensibilidade que o Prefeito permanentemente procurou imprimir nas ações municipais.

 

Vale ainda ressaltar-se o sem número de obras de reparo e manutenção concretizadas, para além de intervenções estruturantes, em especial na área de transporte urbano, com destaque para as que se encontram em fase de conclusão com vistas à implantação do BRT (Bus Rapid Transit), sistema rápido de transporte público tão necessário em grandes metrópoles.

 

Merece ainda também ser ressaltado, a par das melhorias dos equipamentos e mobiliário urbano, o fato de não ter sido descuidada a atenção para com os segmentos básicos de responsabilidade do poder público, seja na disponibilização de novos equipamentos, seja na melhoria dos existentes, nas áreas de saúde, sobressaindo-se por sua importância o Hospital Municipal de Salvador; da educação que para além dos equipamentos, especial preocupação com a merenda escolar, inclusive durante o recesso forçado pela pandemia do “covid 19”, e igualmente com a limpeza urbana, ordenamento viário e ainda com a segurança, esta no que cabe ação municipal, sem descuidar do apoio e promoção das festas populares tão características da Cidade e importantes para a nossa economia pela capacidade de geração de renda e ocupação de trabalho do seu povo.

 

Para além disso, a adoção de políticas públicas objetivando melhor qualificação dos servidores municipais, modernização de processos e procedimentos, adoção dos ajustes necessários ao funcionamento da máquina administrativa em busca, no possível, da qualidade de excelência na prestação dos serviços, além do adequado e necessário controle das finanças públicas.

 

Permito-me ainda uma referência, por mérito, ao equilíbrio e sensatez política do chefe do Executivo Municipal na escolha dos seus auxiliares o que fez, inclusive, sair desses quadros o seu sucessor que juntamente com seus demais colaboradores, permitiram-lhe seguidamente o justo reconhecimento como melhor Prefeito do Brasil.

 

É de justiça destacar a dedicada atuação de Bruno Reis, seja como vice-prefeito, ou secretário de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza e ainda de Infraestrutura e Obras Públicas de Salvador, o que o fez inteirar-se mais ainda das questões e carências da cidade. Sua inquestionável competência reconhecida por todos, lealdade ao Prefeito e o interesse para além das pastas que era titular, foram decisivos para credenciá-lo como candidato a sucessão, sempre empenhado em buscar soluções para os problemas da cidade, contribuindo com pertinentes sugestões para o sucesso da administração que resultassem em benefícios, especialmente para a população.

 

Agora eleito, é de se esperar de Bruno, como novo gestor, a  continuidade de um trabalho de sucesso, com renovada modernização de ideias que, por certo, marcará a futura administração da capital baiana.

 

Para finalizar, ressalte-se que em 2020, último ano dos dois períodos dessa administração da nossa cidade, o mundo inteiro foi abatido pelo coronavirus – o “covid 19” – que resultou na maior pandemia da era moderna que se tem notícia, exigindo da parte do executivo municipal demonstrar capacidade de enfrentamento a esse mal ainda desconhecido dos cientistas de todo o planeta. De modo competente e firme, soube enfrentar a situação, não hesitando em adotar medidas restritivas, muitas vezes duras e desagradáveis, nos tempos certos, sem deixar tomar um viés político no enfrentamento de tão crítica situação de saúde pública.

 

Muito bem espelha a ação do homem público e Prefeito de Salvador um pensamento legado pelo Padre Antonio Vieira que diz:

“Nós somos o que fazemos. O que não se faz não existe. Portanto, só existimos quando fazemos. Nos dias que não fazemos apenas duramos”.

 

Capacidade, competência política, consciência do tempo atual que vivemos e uma larga visão de futuro são qualidades que credenciam ACM Neto a um continuado sucesso, levando-se em conta a seguinte máxima do grande pensador Santo Agostinho:

“Mesmo que já tenha feito uma longa caminhada, sempre haverá mais um caminho a percorrer”.

 

E esse caminho para ele, certamente, será bem longo e vitorioso.

 

*Manoel Castro é ex-prefeito de Salvador

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo