Sexta, 22 de Fevereiro de 2019 - 16:00

Todo brinquedo precisa do manual de instrução!!!

por Davidson Botelho

Todo brinquedo precisa do manual de instrução!!!
Foto: Acervo pessoal

Primeiramente gostaria de parabenizar o prefeito e sua equipe pelas obras necessárias na cidade. Não podemos negar que a cidade na sua gestão ganhou ares diferentes, calçadas novas e largas para o cidadão andar, fazer atividade física, ciclovias, iluminação pública e asfalto novo.

 

Mesmo o turista que não conhecia a cidade ou até um morador desapercebido, terá essa informação, pois o bombardeio de placas, galhardetes, outdoors, fazem com qualquer um leia isso a cada 10 metros.

 

Entregue os equipamentos e as obras, precisamos da 2ª etapa que é o ordenamento e a instrução de uso. Nossa situação é muito parecida a uma criança com pouca ou nenhuma instrução, carente de coordenação, princípios e valores, e o pai chega em casa e presenteia com um brinquedo de armar, com muita lógica. Mas isso não faz sentido para uma criança desprovida de tais atributos. Para piorar, o pai abriu a caixa do brinquedo antes para conferir, achou o brinquedo tão lógico que se atreveu a jogar o manual de instruções fora.

 

Ao chegar em casa, o pai reuniu a família, comprou refrigerante, bolo, salgados e fez a cerimônia de entrega de mais um brinquedo educativo ao filho, se limitou a entregar, virou as costas foi assistir TV com a mãe, tomar sua cerveja e deixou o filho na sala sozinho tentando entender o que era aquilo, para que serviria e como começaria.

 

Meu estimado prefeito, não seja esse pai presunçoso que pensa que o mais difícil e mais importante é a compra do brinquedo. Entenda que aquele brinquedo sem a necessária instrução de uso poderá gerar frustrações, problemas e rapidamente irá parar no lixo. O brinquedo e o recurso empregado nele.

 

Precisamos fazer menos propaganda da doação do brinquedo e investir mais nas instruções de uso, comumente chamada também de EDUCAÇÃO.

 

A cidade está “impistiada” (termo usado pelos meninos do Stiep), de placas falando do asfalto, iluminação de led, Morro do Cristo, tem até publicidade ainda no Rio Vermelho. Qualquer soteropolitano sabe dessas realizações e isso só reforça minha tese que informação do óbvio repetida insistentemente educa.

 

Precisamos dizer, por mais óbvio que seja, que calçada é para pedestre e não ciclista. Precisamos dizer que ciclovia é exclusiva para “Bikes”, que joguem lixo no lixo, mas também precisamos da competência dos órgãos para fiscalizar. Vamos experimentar substituir todas essas placas que falam dos brinquedos por placas que tragam o manual de instruções.

 

Precisamos fiscalizar a ordem pública com a mesma eficiência que a Transalvador chega quando paramos um minuto em locais para desembarcar. Precisamos da mesma eficiência da Sedur quando fiscaliza obras e novos empreendimentos.

 

A Guarda Municipal é responsável pelo patrimônio da cidade e deve ser usada para garantir a ordem pública, e o ordenamento faz parte das atribuições. A Barra precisa de ordenamento urgente, o nosso cartão postal está feio e abandonado, precisa ordenar os ambulantes, o uso da praia, os bares, o som alto, precisa de um choque de gestão e tolerância zero.

 

Nossa população é alegre, mas na sua grande maioria não teve a oportunidade de conhecer o manual de instrução!!

 

*Davidson Botelho é empresário

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo