Quarta, 16 de Janeiro de 2019 - 09:30

'Visite o Brasil, viaje o Brasil/ Aqui é sua casa, a casa é sua...'

por Marta Luzbel

'Visite o Brasil, viaje o Brasil/ Aqui é sua casa, a casa é sua...'
Foto: Divulgação

Na última semana esse refrão não saiu da minha cabeça. Ele é parte do jingle da Campanha da Embratur de 1997, que tive a honra de participar, quando eu atendia essa conta pela Pejota Propaganda.

 

Estava pensando que muitos amigos vão repetidas vezes para o exterior e não conhecem o Brasil. Dizem que é caro. E é um pouco. Dizem que é ruim. E em muitos aspectos, como aeroportos e serviços, é mesmo. Mas o Brasil tem seus encantos.

 

O visual de Noronha, por exemplo, não tem preço. O aconchego da turma da pousada Beco de Noronha, com bolinho de aniversário e champagne, supera e muito a frieza das grandes redes hoteleiras. O buggy manual, motor de fusca, nos dá mais risadas e história para contar do que os carrões automáticos que já alugamos lá fora. Nadar com golfinhos e tubarões no seu habitat natural não se compara nem de perto a vê-los presos nos aquários e parques temáticos.

 

E a simpatia de Naldo do Empório São Miguel, de Jackson do Corveta, de Emerson Fit, nosso guia de mergulho, primo de Silvinha, nossa guia de barco, cujo avô teve 28 filhos com a mesma mulher, e do moço do Mungunzá, que dizia Leti era minha gêmea pra fazer eu me sentir uma menina. Isso sem falar de Olinda (não lembro o nome dele, dei esse apelido porque é de lá), um misto de homem do tempo com anjo da guarda. Confessem: esse calor humano é raro lá fora, não é?

 

Nada contra viajar para o exterior. Adoro! Mas tudo a favor de viajar pelo Brasil também. Minha filha já visitou nove países, mas conhece dez estados e tenho muitos planos ainda para apresentar a ela nossas belezas, nossa cultura e nossa história, como meus pais fizeram comigo.

 

Sobre preço, lembro que na minha primeira ida ao paraíso era jovem e dura. Vinte anos depois vi vários jovens no mesmo esquema de carona, quartinho alugado e prato feito. Na época eu amei. E eles amam também. Agora meu presente incluiu uma pousada charmosa, um carro alugado e bons restaurantes. E amei também. Tem viagem de todo jeito, de todo preço, perfeita pra quem sabe o que quer e se planeja.

 

Retornando, percebi que minha lista de desejos verde e amarela só faz crescer. Amazônia, Bonito, Foz do Iguaçu, interior de Minas estão nos planos. Ansiosa por isso.

 

Sei que conselho só se dá a quem pede, mas darei um: visitem o Brasil. Viajem o Brasil. Aqui é sua casa. A casa é sua e é linda!!!

 

*Marta Luzbel é administradora e sócia do Instituto Planos

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo