Ministério da Saúde pagará por fases da quimioterapia, não valor médio do tratamento
Foto: Shutterstock

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (8) que adequará o valor da tabela de procedimentos de quimioterapia para Leucemia Linfóide/Lifoblástica Aguda (LLA). Durante reunião realizada para validar o pregão de registro de preço de compra do medicamento L-asparaginase nativa, foi explicado que o novo modelo será dividido por fases (indução, consolidação, intensificação e manutenção) e permitirá o retorno da responsabilidade aos hospitais oncológicos pela compra do medicamento, utilizado no tratamento de crianças com LLA. Atualmente, o Ministério da Saúde repassa mensalmente um valor médio da quimioterapia dos pacientes com Leucemia Linfóide/Lifoblástica Aguda (LLA), que dura cerca de três anos. Com o novo modelo, o pagamento será correspondente a cada etapa desse tratamento, em geral mais caro nas fases iniciais. De acordo com a pasta, a L-asparaginase não era comercializada em território nacional há pelo menos cinco anos. Por esse motivo, em 2013, o ministério passou a importar e distribuir o produto. 

Histórico de Conteúdo