SBP pede suspensão de medida que autoriza aplicação de vacinas em farmácias e drogarias
Foto: Venilton Kuchler / ANPr

Após resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que libera a aplicação de vacinas em farmácias e drogarias (veja aqui), a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou nota solicitando revisão, com urgência, da medida. Os motivos apontados pela SBP são a ausência de estrutura física e recursos humanos para realizar vacinações; impossibilidade de tratamento para eventos adversos, já que estes só podem ser prescritos por médicos; localização das farmácias próximas a postos de saúde, que já disponibilizam vacinas; e "banalização" do uso dos imunizantes, que se tornariam "mais um produto com finalidade comercial do que uma estratégia para a prevenção de doenças".

Histórico de Conteúdo