'Bahia quer se firmar como estado de produção científica', diz Rui em abertura de evento
Foto: Carol Garcia / GOVBA

O governador Rui Costa abriu nesta terça-feira (8) a 1ª Feira de Soluções para a Saúde – Zika e Síndromes Congênitas – e Seminário Internacional ZiKa, promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em Salvador. "A Bahia quer se destacar, se firmar como um estado de produção científica, tecnológica e de conhecimento na área da saúde, e tem mostrado potencial para isso. Portanto, é muito importante para o estado sediar eventos como este. Estamos apoiando a feira e vamos continuar incentivando", afirmou o governador. Durante o evento, que acontece até quinta, serão apresentados produtos, serviços e ações voltados para o combate, prevenção, diagnóstico e tratamento de zika, dengue e chikungunya. Rui comentou ainda sobre futuros investimentos e parcerias internacionais na área da saúde. "No final do mês, vou assinar, em Kiev, na Ucrânia, documento para a vinda de uma fábrica de insulina para a Bahia. Isso tudo faz parte de uma estratégia para ampliar a produção, a pesquisa e o conhecimento de fármacos e medicamentos no estado, agregando valor a nossa economia, e, consequentemente, impulsionando a geração de emprego e renda para a população", destacou. A Bahia foi escolhida como sede do evento, que é o primeiro do gênero no país, por concentrar experiências exitosas sobre o tema, a exemplo dos testes rápidos para diagnóstico das três doenças, que são produzidos e distribuídos pelo laboratório público do Estado, a Bahiafarma, para todo o Brasil.

Histórico de Conteúdo