Pesquisa revela que maioria dos jovens brasileiros são sedentários

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quarta-feira (17), que mais da metade da população acima de 15 anos do país nunca praticou esportes. A conclusão é resultado do suplemento Práticas de Esporte e Atividade Física, da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (Pnad) de 2015, realizada em parceria com o Ministério do Esporte. O levantamento mostrou ainda que 57,3% dos adolescentes de 15 a 17 anos informaram que o principal motivo para não se exercitarem foi não gostarem ou não quererem. Os resultados obtidos na pesquisa servem de alerta, visto que o sedentarismo e a hipoatividade estão associados ao risco de desenvolver excesso de peso, ocasionando obesidade e consequentemente ao risco de desenvolver doenças cardiovasculares na idade adulta, anormalidades metabólicas como nível de colesterol alterado, diabetes, hipertensão, insônia e várias desordens metabólicas, explica a nutricionista Daniele Andrade.  Além do sedentarismo, fatores como má alimentação, ansiedade devido ao stress do dia a dia e o isolamento social podem levar ao consumo excessivo de alimentos doces e gordurosos como uma forma de compensação, afirma a nutricionista. Aém do estímulo da prática esportiva e de atividades físicas, é preciso identificar o tipo de exercício a ser realizado – o que vai depender da afinidade e desenvolvimento dos adolescentes, segundo o educador físico Pablo Gavazza, coordenador técnico da rede de academias Hammer Fitness Club, unidade Rosas. Para ele, o primeiro passo é consultar um médico para liberação da atividade e, logo após, é preciso buscar um profissional capacitado para a prescrição, acompanhamento e monitoramento do aluno, durante a pratica das atividades. “Nesta fase da vida o risco de lesão é maior, pois os músculos, ligamentos e tendões ainda estão se desenvolvendo. Por isso é imprescindível o acompanhamento de um educador físico para garantir os bons resultados”, ressalta. De acordo com Gavazza, a prescrição do exercício adequado levará em consideração, também, a maturidade do aluno.

Leia mais

Whey protein previne diabetes e traz benefícios cardiovasculares, diz pesquisa
Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Newcastle, no Reino Unido, revelou que tomar whey protein - muito utilizado pelos adeptos à musculação - antes do café da manhã ajuda a prevenir o diabetes tipo 2. Segundo informações da Veja, a pesquisa foi realizada em duas etapas. Inicialmente com 12 homens obesos, divididos em 2 grupos. O primeiro deveria descansar por 30 minutos e o segundo, andar na esteira pelo mesmo período. Depois, os participantes receberam 20 gramas do suplemento ou um placebo antes de consumirem um café da manhã repleto de carboidratos. Com isso, os resultados mostraram que, aqueles que tomaram o suplemento não apresentaram pico de açúcar no sangue logo após se alimentarem. Na outra fase, 11 homens com diabetes tipo 2 receberam 15 gramas do suplemento e os resultados mostraram que o nível de açúcar dos participantes se manteve estável. Os voluntários também se sentiram mais saciados. “Nós sabemos que um alto nível de glicose após comer pode contribuir para um controle deficiente de glicemia e também pode ser prejudicial à saúde cardiovascular. Nós mostramos que consumir uma pequena quantidade de proteína do soro de leite antes de uma refeição pode ajudar as pessoas a evitar os altos níveis de glicose no sangue e ajudá-las se sentirem mais satisfeitas após as refeições. ”, disse Daniel West, autor do estudo. Quanto aos benefícios cardiovasculares, uma pesquisa, divulgada em outubro de 2016, já havia apontado os benefícios. Cientistas da Universidade de Reading, no Reino Unido, concluíram que o suplemento pode ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca ao baixar a pressão arterial, o colesterol e tornar os vasos sanguíneos mais saudáveis.

Leia mais

Rede de academias realiza projeto de aulões gratuitos na praia
Com o objetivo de incentivar a prática de atividades físicas de forma responsável e acompanhada, a Academia Alpha Fitness promove no próximo sábado (14) o projeto Praia Alpha. A ação acontece na Barraca da Gávea, em Vilas do Atlântico, das 8h às 12h. Serão realizadas atividades como alongamento, beach funcional, frescobol, futevôlei, vôlei de praia, FitDance e beach tennis, além de um aulão de ritmos para encerrar o dia. O evento é gratuito e aberto ao público. Além do dia 14, as atividades continuam nos finais de semana de janeiro e fevereiro, com aulas gratuitas de beach tennis e beach funcional nas praia de Vilas do Atlântico e Jardim Armação. Haverá ainda aulas de corrida durante a semana.

Leia mais

Rede de academias promove aulas gratuitas de Fitdance, yoga e treinamento funcional
A Praça Ana Lúcia Magalhães recebe neste sábado (5) e domingo (6) aulas gratuitas de Fitdance, yoga e treinamento funcional. Promovida pela Rede Alpha Fitness, a ação tem o objetivo de promover o bem estar por meio da prática de exercícios físicos e do cuidado com o meio ambiente e espaços públicos. No sábado, um aulão de Fitdance abre a programação às 11h. Já no domingo, o público poderá participar das aulas de yoga, das 9h às 10h, de treinamento funcional, das 10h às 11h, e de Fitdance, das 11h às 12h.

Leia mais

Workshop discute mudança na relação com a comida como estratégia para emagrecimento
Salvador recebe no próximo dia 11, às 19h, o workshop "A ciência do emagrecimento" com o nutricionista esportivo Bernardo Maia e os coaches de emagrecimento Teco Mendes, autor do livro "Pare de gostar do que te faz mal", e Dany Castro. O evento marca o lançamento, na capital baiana, do método 4Mind de emagrecimento, que é baseado na mudança na relação com a comida como sua principal estratégia para perda de peso. O programa é estruturado com 12 semanas de duração, nas quais os participantes contam com o acompanhamento de médicos, nutricionistas, educadores físicos, coaches, psicólogos e terapeutas. "O segredo do 4Mind é o comprometimento do paciente em cumprir a estratégia traçada, pois nós não usamos nenhum medicamento, nem intervenções cirúrgicas para atingir a meta desejada e, por essa razão, os resultados variam a cada pessoa", explicou a médica Flávia Dórea. "Trabalhamos não só a perda de peso, mas a relação que cada um tem com a comida, para que o paciente passe a se alimentar de forma mais saudável, alcance seu objetivo definitivamente e não volte a engordar, eliminando o efeito sanfona", completou Teco Medes. A inscrição para o workshop custa R$ 150. Mais informações podem ser obtidas no site do método 4Mind (clique aqui).

Leia mais

Outubro Rosa: Aulões gratuitos de boxe e alongamento no Parque da Cidade
Em alusão à campanha Outubro Rosa, a Hammer Academia promove neste sábado (29) aulões gratuitos e abertos ao público no Parque da Cidade, no Itaigara. A partir das 7h, acontecem aulas de boxe e alongamento, além de profissionais especializados para orientar e conversar com as pessoas, de forma descontraída, sobre como prevenir a doença. "“Nosso objetivo é estimular os alunos e o público em geral a debaterem e a se juntarem nessa causa tão nobre e tão importante! Além, é claro, de promover o bem-estar e a qualidade de vida", contou Ibsen Brandão, coordenador de marketing da empresa. Mais informações podem ser obtidas por meio dos telefones (71) 3346-0695 ou 3166-0695.

Leia mais

Sexta, 14 de Outubro de 2016 - 09:10

Caminhada neste sábado alerta para riscos da obesidade

Caminhada neste sábado alerta para riscos da obesidade
O Jardim dos Namorados recebe neste sábado (15), a partir das 7h30, a Caminhada pelo Dia Mundial de Combate à Obesidade. Aberta ao público e organizada pela Clínica Ravenna de emagrecimento, a programação inclui medição gratuita de IMC (Índice de Massa Corporal), alongamento e aulão de dança, além da própria caminhada, com percurso de 3 km. O evento integra a terceira edição da campanha Outubro Magro Ravenna, que envolve uma série de atividades de conscientização e prevenção com o objetivo de marcar a passagem pelo Dia Mundial de Combate à Obesidade, celebrado em 11 de outubro. Com o tema “Faço o Melhor pelo Meu Melhor”, a ação aborda conceitos como motivação e disciplina como determinantes para o projeto de redução de peso.

Leia mais

Projeto oferece aula de piloxing, zumba, attack e Fit Dance gratuitamente
A Hammer Academia promove, no próximo dia 10, mais uma edição do projeto Hammer Xperience, com o objetivo de incentivar a prática esportiva e estimular o bem estar e a melhoria da saúde e qualidade de vida da população. O evento acontece no Clube Espanhol, em Ondina, das 8h às 12h. "O mais importante dos nosso projetos, é estimular a prática esportiva e mostrar para as pessoas que se exercitando, podem alcançar uma melhor qualidade de vida, além de uma longevidade maior", explicou Pablo Gavazza, educador físico e Coordenador Técnico Geral da academia. Aberto ao público, o evento oferece uma ampla grade de aulas, incluindo alongamento, piloxing, zumba, attack e Fit Dance. As inscrições estão abertas para todo o público nas unidades da Hammer academia, com doação de 2 kg de alimentos não perecíveis. A arrecadação será doada à instituição Casa da Luz e à comunidade de Canabrava.

Leia mais

Pesquisa aponta que o índice de pessoas que voltam a engordar após bariátrica chega a 20%
A obesidade é um problema global que atinge mais de 300 milhões de adultos, sem levar em consideração os que estão com sobrepeso. No Brasil, a doença afeta cerca de 18% das mulheres e 13% dos homens, segundo relata o cirurgião do aparelho digestivo e especialista em cirurgia da obesidade Dr. Giorgio Baretta. E, por isso, muitos recorrem à cirurgia bariátrica. Só em 2015 foram realizadas cerca de 3,5 mil cirurgias, o que deixa os brasileiros na segunda colocação da população que adere ao procedimento. Entretanto, de acordo com o especialista, o problema não acaba com a intervenção, pois entre 10% a 20% dos pacientes voltam a ganhar peso com o passar dos anos, aumentando as chances de doenças associadas à obesidade como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (aumento do colesterol e triglicerídeos), apneia do sono e artropatias. “Além disso, ficam mais suscetíveis a sofrer com baixa autoestima e problemas psicológicos ou psiquiátricos”, complementa. Os motivos podem ser vários:  maus hábitos dietéticos como a ingestão abusiva de doces e álcool, o sedentarismo, a má escolha da técnica cirúrgica pelo paciente ou pelo cirurgião e o rápido esvaziamento dos alimentos do novo estômago pela dilatação ou confecção maior da anastomose gastrointestinal (costura entre o estômago novo e o intestino desviado). Para evitar tal retrocesso, Barreta recomenda que o paciente tenha um bom acompanhamento nutricional e psicológica ou psiquiátrica no pré-operatório, bem como o incentivo à atividade física e que eles mantenham o contato com a equipe multidisciplinar após a bariátrica.

Leia mais

Prejuízos de dieta rica em gordura podem ser minimizados com treinamento de força
Mesmo com uma dieta rica em gordura, é possível prevenir alterações cardiovasculares e metabólicas. De acordo com um estudo desenvolvido na Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Araraquara, a prática de exercícios como musculação ou treinamento funcional pode levar a esse resultado. No entanto, praticado em intensidade moderada,  o treinamento de força não evita o ganho de peso. Os cientistas utilizaram ratos para os testes. "Nos animais sedentários, observamos que a dieta hiperlipídica modificou a expressão gênica, tornando-os mais predispostos à hipertensão. Já no grupo submetido ao treinamento de força isso não aconteceu – mesmo com a alimentação desbalanceada", afirmou Débora S. A. Colombari, professora da Faculdade de Odontologia (FOAr), à Agência Fapesp. Em um experimento anterior, cujo objetivo foi precisar em laboratório os efeitos da dieta hiperlipídica, foram comparados dois grupos de animais sedentários. Os ratos controle receberam a ração padrão, com quatro gramas de gordura a cada 100g. Os demais receberam uma ração com taxa de gordura entre quatro e cinco vezes maior. "Certamente a atividade física melhora o padrão cardiovascular e metabólico, mas os efeitos da atividade física necessariamente devem ser acompanhados de reeducação alimentar", disse. Segundo a pesquisadora, um grupo de ratos permaneceu sedentário e apresentou elevação nas taxas de colesterol, glicemia de jejum, frequência cardíaca e pressão arterial média. "Já o grupo que realizou o treinamento de força manteve todas essas variáveis metabólicas similares à dos animais controle, que receberam a dieta padrão (sedentários e treinados). Também a expressão gênica dos componentes do sistema renina-angiotensina no núcleo do trato solitário se manteve igual à do controle", contou. A análise de expressão dos genes revelou ainda importante quadro inflamatório crônico no núcleo do trato solitário dos animais sedentários alimentados com excesso de gordura.

Leia mais

Histórico de Conteúdo