Cientistas editam gene do glúten e produzem trigo menos nocivo para celíacos
Foto: Getty Images

Comumente associado a reações alérgicas, o glúten é o responsável pela doença celíaca, um transtorno autoimune do intestino. Pensando nessa parcela da população e nas restrições alimentares necessárias, cientistas do Instituto de Agricultura Sustentável de Córdoba, na Espanha, modificaram geneticamente variedades de trigo. O objetivo era remover quase que completamente a gliadina, proteína responsável pela doença celíaca. Segundo a revista Super Interessante, os pesquisadores utilizaram a técnica Repetições Palindrômicas Curtas Agrupadas e Regularmente Interespaçadas (CRISPR, na sigla em inglês) para inutilizar 35 dos 45 genes do trigo responsáveis pela produção de gliadina. O experimento resultou em um novo trigo que reduz em 85% as reações à substância, sem alterar a textura e sabor. 

Histórico de Conteúdo