Dieta pouco saudável durante gestação está ligada a TDAH em crianças
Foto: Shutterstock
Uma alimentação rica em açúcar e gordura durante a gravidez pode estar associada ao desenvolvimento de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) em seus filhos pequenos. A descoberta é de um estudo liderado por pesquisadores da King's College de Londres. Segundo o jornal O Globo, essa é a primeira pesquisa a indicar que uma dieta pouco saudável durante a gestação pode levar a mudanças epigenéticas, alterações não genéticas adquiridas durante a vida. "Os resultados da pesquisa sugerem que adotar uma dieta saudável durante o pré-natal poderia levar a diminuição dos sintomas de DDA e de problemas de comportamento em crianças. Essa descoberta é animadora já que fatores nutricionais e epigenéticos podem ser alterados", explicou Edward Barker, coautor do estudo. Os pesquisadores compararam dados de 83 crianças com problemas de comportamento com 81 sem os sintomas. Foram analisados hábitos de alimentação das mães para identificar a relação com mudanças nas funções do gene IGF2, responsável pelo desenvolvimento fetal e cerebral de áreas como o cerebelo e o hipocampo. Mesmo com as descobertas, Barker ressaltou que os pais não devem se culpar em caso de desenvolvimento da disfunção, já que esse é apenas um dos fatores. "Agora precisamos analisar tipos de dieta mais específicos. Por exemplo, gorduras como o ômega 3, presente em peixes, oleoginosas e frango são extremamente importantes para o desenvolvimento neural. Já sabemos que suplementos nutricionais para crianças podem ajudar a diminuir sintomas de DDA, então é importante que pesquisas futuras examinem o papel das variações não genéticas nesse processo".

Histórico de Conteúdo