Entrevistas

'O risco é muito grande de termos epidemia de chikungunya no verão', afirma Jesuína Castro

Neste sábado (6) de dezembro será o dia D de combate a chikungunya e dengue, em alerta à população sobre os cuidados para evitar a proliferação do vírus no estado que já apresenta epidemia na cidade de Feira de Santana. Embora o número de casos de chikungunya, tenha apresentando uma leve diminuição, de acordo com o último boletim divulgado pela secretaria estadual de saúde. A situação ainda é muito preocupante e o risco de uma epidemia de dengue e chikungunya é real. Até o último dia 29 de novembro, foram registrados 1.346 casos suspeitos de chikungunya, 718 casos foram confirmados, 148 foram descartados e 480 permanecem em investigação. Em entrevista ao Bahia Notícias, a médica sanitarista, mestre em epidemiologia e coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Jesuína Castro, falou sobre os riscos de a epidemia se espalhar não só na Bahia, mas também em outros estados, devido ao grande fluxo de pessoas que se descolam de um local para outra nesta época do ano. “A taxa de ataque da doença varia de uma forma, que se ocorre num município com um número grande de pessoas, e vale lembrar que todas as pessoas são suscetíveis, a gente pode ter um problema muito sério, com relação à transmissão da doença. Porque a velocidade de adoecimento é muito maior do que na dengue”, alertou. Jesuína também pontuou as ações que estão sendo desenvolvidas, tanto na prevenção, quanto no combate à doença que pegou a todos de surpresa e necessitou de desenvolvimento de medidas de emergência.

Veja mais

Quarta, 19 de Fevereiro de 2014 - 17:40

Dieta sem carboidrato pode prejudicar a saúde

Dieta sem carboidrato pode prejudicar a saúde
Um dos principais mitos sobre o macarrão é que, por ser rico em carboidratos, o seu consumo prejudica quem quer perder peso. Mas segundo a nutricionista Fabiana Fontes, consultora da Pelaggio, ter uma alimentação pobre em carboidratos sem acompanhamento médico pode trazer sérios riscos à saúde. “Os carboidratos presentes nas massas são responsáveis em nos fornecer nutrientes energéticos, são eles que ministram a maior parte da energia necessária para o corpo realizar nossas atividades normais, como andar e trabalhar”, explica Fabiana.
 
Os principais efeitos sentidos por quem restringe o consumo de carboidratos são cansaço, dores de cabeça, sonolência, fraqueza, falta de concentração, tontura e até desmaios. Além disso, um corte total de carboidratos da alimentação diária faz com que o organismo passe a usar a proteína como fonte de energia, o que provoca a perda de massa magra. “Quem corta totalmente os carboidratos pode até registrar uma perda de peso, como defendido pelas dietas da moda”, conta Fabiana. Porém, destaca que essa redução não acontece de uma forma saudável e dificilmente consegue ser mantida posteriormente.
 
Segundo a especialista, consumir macarrão, na quantidade correta e com os acompanhamentos indicados, pode inclusive contribuir na redução do peso. Isso porque o macarrão possui um baixo Índice Glicêmico (IG), ou seja, diminui a velocidade do nível da glicose no sangue, o que proporciona saciedade mais prolongada. De acordo com Fabiana, a quantidade ideal recomendada para um adulto é de dois pegadores de massa numa refeição, sempre acompanhados de uma fonte de proteína, como carnes, frango, peixe, ovos cozidos ou peito de peru, e legumes variados.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Artigos

Sri Sri Ravi Shankar
Meditação: Comida para a alma

A meditação é a viagem do movimento à calma, do som ao silêncio. A necessidade de meditar está presente em cada ser humano, porque é uma tendência natural da vida humana procurar uma alegria que não diminui, um amor que não muda, ou se transforma em emoções negativas.

Veja mais