Segunda, 13 de Fevereiro de 2017 - 12:20

Moreira Franco no banco dos réus?

por Samuel Celestino

Moreira Franco no banco dos réus?
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
Espera-se que nesta segunda-feira (13) o Supremo Tribunal Federal afinal decida se o ministro Moreira Franco terá ou não foro privilegiado para blindá-lo, como o presidente Michel Temer possivelmente pretenderia, mas vai aguardar a decisão que o ministro Celso Mello, do STF, virá a tomar. Na manhã de hoje, Temer afirmou que não pretende blindar o seu ministro Moreira Franco (que ele não citou nominalmente), mas a verdade é que ele tomou exatamente esta decisão quando o alçou à condição de ministro. Logo ele que conhece à fundo a Constituição Federal do país. Disse que se houver denúncia da Procuradoria Geral da República, “no âmbito da Operação Lava Jato” e se Supremo aceitar a denúncia qualquer um dos seus ministros passará “à condição de réu”. Novamente não falou no nome de Moreira Franco, certamente para preservá-lo, já que os dois têm uma longa amizade. Disse em seguida que será necessário “um conjunto de provas” e, se isso ocorrer, o ministro denunciado será “provisoriamente” afastado e poderá vir a sê-lo na medida em que for afastado em definitivo. Desde as delações premiadas da Odebrecht chegou-se ao conhecimento público o nome de Franco, a partir de um dos delatores que o apontou como uma das pessoas envolvidas em corrupção. O fato é que nesta segunda-feira, o Supremo Tribunal Federal tem às mãos duas ações que caberá o ministro Celso de Mello julgar. Enfim, o que for julgado pelo STF o presidente Michel Temer terá a obrigação de afastar qualquer dos seus ministros (que ele colocou no plural)  estiver envolvido. Esperar para ver.   

Histórico de Conteúdo