Terça, 10 de Janeiro de 2017 - 10:43

O narcotráfico invade o país

por Samuel Celestino

O narcotráfico invade o país
Foto: Reprodução/ América Economia
O narcotráfico passou a estar presente em praticamente todos os estados da federação, inclusive aqui na Bahia, basicamente em Salvador. O governo federal chegou atrasado diante das rebeliões em Manaus e em Roraima e anunciou, na semana passada, cinco novos presídios de segurança máxima que só ontem foram dados como certos. Um deles no Rio Grande do Sul e outro no Nordeste. Os três outros o governo ainda não determinou aonde ficarão. Os cartéis controlam as prisões do país, como está a acontecer em Manaus, através de dois comandos que, de início, eram aliados, o Comando Vermelho, que surgiu no Rio de Janeiro, e o Primeiro Comando da Capital, PCC,  cresceu em São Paulo e se transformou na maior organização criminosa do país. A verdade é que hoje eles estão espraiados em diversos estados federativos. A ruptura dos dois se deu diante da competição, daí o confronto que acontece entre os dois comandos nos presídios, com o choque pelo controle do tráfico de drogas. Os países da América Central são visivelmente controlados pelos cartéis enquanto os governos não têm a menor ingerência sobre eles, o que parece estar acontecendo no Brasil, isso se não houver uma tomada de posição rápida. O crime está espraiado em todas as capitais, como está a acontecer com a criminalidade presente em Salvador, que poderá vir a ganhar corpo se medidas necessárias não form tomadas. No México, a situação é muito pior diante do comando do crime e na Colômbia, pelo que se sabe, houve uma melhora. O crime passou a estar presente com a entrada do narcotráfico pelas fronteiras brasileiras, daí a situação que ocorre no Amazonas, descendo para outros estados. O pior problema está no Rio de Janeiro e em São Paulo. A verdade é que a violência se espalha em todos os estados como antes nunca visto.  

Histórico de Conteúdo