Quinta, 10 de Abril de 2014 - 09:30

Crise e uma dose de Gim - II

Lula tem medo que o seu PT – é dele e de mais ninguém – seja impregnado pela crise. Mas já está, porque esta crise está dentro do PT, um partido que já foi o que hoje já não é. A tentativa de ascensão a Gim Argello ao TCU surgiu dentro do Palácio do Planalto, com o aberto apoio da presidente de Dilma, que remeteu o mandu para Renan Calheiros, o topa tudo, que quer que o Senado discuta e aprove a designação do senador sem votos para o cargo vitalício do Tribunal, o mais rápido possível. Estão passando com uma motoniveladora sobre os seis processos que o senador responde no Supremo Tribunal Federal, um deles já na bica para a decisão. Qual o conhecimento que Argello tem de economia e, para ampliar, o que verdade é, de qualquer outra coisa? Acontece que o Brasil é um País que deixou a máscara cair lá atrás, e já não dá importância à escolha de nomes certos para lugares certos. Mandam para cargos vitalícios, os “amigos”, as figuras que podem interessar ao partido que no momento estiver no poder e ponto final. E assim, com Renan vaquejando alguns senadores, quer pressa para sabatinar o Gim com gelo e fazer o que o Palácio do Planalto está empenhado. Dessa forma, o Brasil vai perdendo as noções de princípios, os mais básicos que uma Nação deve ter.

Histórico de Conteúdo