Segunda, 17 de Julho de 2017 - 00:00

Arthur Maia

Arthur Maia

"Se a reforma não for aprovada nós teremos daqui a dois ou três anos que tomar uma atitude muito mais difícil para o Brasil porque certamente terá que ser feito o que aconteceu na França, na Espanha, em Portugal onde se cortou as aposentadorias pela metade".

Deputado Arthur Maia (PPS) durante inauguração de uma unidade do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no município de Maracás.

Histórico de Conteúdo