Quinta, 14 de Abril de 2011 - 09:40

Delegado de Gandu é preso pelo COE

Foto: site Vermelhinho

O delegado Madson Santos de Barros, da cidade de Gandu, no sul estado, foi preso na manhã desta quinta-feira (14), na Operação Gandu/Pojuca, contra corrupção dentro da corporação realizada pela Companhia de Operações Especiais (COE), em parceria com o Ministério Público (MP-BA). O delegado já foi preso por duas vezes: em agosto de 2009 por desacato, quando foi encontrado bêbado dentro de um carro no Imbuí, na manhã de um domingo, com um fuzil de uso exclusivo do Exército, e em 2008 por agredir a companheira e disparar tiros em um clube. Agora, ele responde acusação de comandar uma milícia na cidade. Há mandados abertos também contra agentes de proteção especial da 2ª Vara da Infância e Juventude de Salvador, que vinham agindo na Região Metropolitana. A ação penal contra o grupo iniciou na investigação do assassinato, em 1º de maio de 2009, de Marcos José dos Santos Barbosa, morto em sua residência, enquanto dormia, pelo grupo de extermínio liderado pelo delegado. Até o momento já foram cumpridos oito mandados de prisão, e apreendidos armas, munições, algemas, coletes e distintivos, segundo informa promotora de Justiça, Ediene Santos Lousado. Para o lugar do delegado, o Diário Oficial desta quinta já nomeia o Getúlio Queiroz Leal Paranhos Junior, que estava em Valença. A operação cumpre, no total, doze mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva.

Histórico de Conteúdo