Quinta, 06 de Maio de 2010 - 09:01

GREVE DA CONSTRUÇÃO CIVIL CHEGA AO FIM


Wagner pretendia entregar a Via Expressa no dia 2 de julho, mas obras ficaram 20 dias paradas

O Sindicato da Construção Pesada na Bahia (Sintepav) fechou um acordo com os empresários e pôs fim à greve que durou 20 dias e paralisou 30 mil trabalhadores, 73 empresas e mais de 150 obras em todo o Estado, dentre elas a Via Portuária Expressa, o Emissário Submarino da Boca do Rio e o metrô de Salvador. Os trabalhadores conseguiram um aumento salarial de 11%, horas-extra pagas no valor de 100% acima do piso normal e o recebimento de R$100 mensais para auxílio da cesta básica. Eles voltaram aos canteiros de trabalho na tarde desta quarta-feira (5). “Esse foi um dos melhores resultados obtidos em negociações trabalhistas no Brasil. O Rio de Janeiro conseguiu apenas 7%, enquanto os sindicatos de São Paulo, Camaçari e Salvador, 8%. Além disso, o Sintepav reconheceu apenas os 14 dias úteis da greve: 7 dias foram abonados pelos patrões e os outros sete serão pagos pelos operários em três sábados”, explicou Adalberto Galvão, presidente do Sintepav. Adalberto explicou que a duração da greve foi resultado da postura “intransigente” das empresas que queriam oferecer apenas 7% à categoria, que reivindicava 12%. Com o novo salário, os trabalhadores vão passar a ganhar entre R$1.000 e R$3.000. Informações da Tribuna.

Histórico de Conteúdo