Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Todo processo que envolveu o rompimento do PDT com o governo estadual, foi de certa forma orientado através de ligações do Thomé de Souza. O jogo foi todo combinado com o Soberano, que depois ficou em êxtase pelo troco dado. Por sinal, ontem foi o aniversário do Soberano. Será que seu amigo João Bacelar, um verdadeiro gentleman, ligou para desejar felicidades? Mandou um telegrama, um WhatsApp, ou uma mensagem de fumaça? Parabéns, prefeito. Mas a conversa aqui é só uma: se Cesar ‘Borgi’ não tivesse imposto o desarmamento, poderia ter se defendido dos meliantes em Itaparica. Clique aqui e não deixe de ler as curtas e venenosas do Poder!

Veja mais

Pérola do dia

Malu Fontes

"A idealizadora do projeto passou a noite e madrugada de hoje já demarcando os lugares das barracas."

Jornalista e professora da Ufba, ao reclamar da instalação da Feira da Cidade em rua do Rio Vermelho - onde ela reside.

Veja mais

Entrevistas

Fábio Vilas-Boas

Escolha pessoal do governador Rui Costa (PT), o médico Fábio Vilas-Boas ocupa há 26 dias uma das secretarias mais estratégicas de um governo: a Saúde. Diferente do ex-secretário da pasta, Jorge Solla, Vilas-Boas é visto por analistas e políticos como um perfil mais técnico, que deseja deixar o legado de quem modernizou e informatizou o sistema de saúde da Bahia. “Queremos que a Bahia seja um modelo para o Brasil em referência à informatização da saúde”, exalta-se o mais novo secretário em entrevista para o Bahia Notícias. Durante a conversa com os repórteres, Vilas-Boas explica a decisão do governo do estado de extinguir das Diretorias Regionais de Saúde (Dires) para criar os Núcleos Regionais, além das dívidas do Estado com os municípios em relação ao repasse de recursos para a saúde. São quase R$ 30 milhões de dívida do governo para as prefeituras baianas. “O mais importante não é pagar o atrasado, mas sim manter o fluxo regular de pagamento”, diz o secretário que encara o desafio de regularizar as contas da pasta mesmo com a previsão do aperto de cintos pelo governador Rui Costa (PT).

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 3x2 Shakhtar

Veja mais

Quinta, 06 de Maio de 2010 - 09:01

GREVE DA CONSTRUÇÃO CIVIL CHEGA AO FIM


Wagner pretendia entregar a Via Expressa no dia 2 de julho, mas obras ficaram 20 dias paradas

O Sindicato da Construção Pesada na Bahia (Sintepav) fechou um acordo com os empresários e pôs fim à greve que durou 20 dias e paralisou 30 mil trabalhadores, 73 empresas e mais de 150 obras em todo o Estado, dentre elas a Via Portuária Expressa, o Emissário Submarino da Boca do Rio e o metrô de Salvador. Os trabalhadores conseguiram um aumento salarial de 11%, horas-extra pagas no valor de 100% acima do piso normal e o recebimento de R$100 mensais para auxílio da cesta básica. Eles voltaram aos canteiros de trabalho na tarde desta quarta-feira (5). “Esse foi um dos melhores resultados obtidos em negociações trabalhistas no Brasil. O Rio de Janeiro conseguiu apenas 7%, enquanto os sindicatos de São Paulo, Camaçari e Salvador, 8%. Além disso, o Sintepav reconheceu apenas os 14 dias úteis da greve: 7 dias foram abonados pelos patrões e os outros sete serão pagos pelos operários em três sábados”, explicou Adalberto Galvão, presidente do Sintepav. Adalberto explicou que a duração da greve foi resultado da postura “intransigente” das empresas que queriam oferecer apenas 7% à categoria, que reivindicava 12%. Com o novo salário, os trabalhadores vão passar a ganhar entre R$1.000 e R$3.000. Informações da Tribuna.


Comentar

   

Notícias Relacionadas

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Mesmo no começo de 2015, políticos já falam de 2016. Eleições são prioridade?

Artigos

Valmir Assunção
Balanço do Incra não agradou movimentos sociais

O balanço feito pelo presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Carlos Mário Guedes de Guedes, e entregue ao novo ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, não agradou os movimentos sociais de luta pela terra. Está em andamento um processo de desmonte da autarquia. No balanço apresentando consta um documento que a direção do Incra chamou de proposta de “atualização” do órgão defendendo a gestão de Guedes como sendo “um propósito de se encaixar no novo governo”. O Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários contrapôs o balanço feito pela direção do Incra e apontou que o documento colide com o que se ouviu do ministro Patrus em discurso de posse – pedindo fortalecimento e transparência. Esse balanço exagerado da atual gestão apresentou ainda propostas para a autarquia sem o processo de debate entre os servidores e suas entidades representativas, nem com a sociedade civil.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicada no Jornal 'A Tarde' em 05 de março de 1985: A Bahia no ministério

Depois de longos anos de participação discreta nos governos revolucionários, a Bahia retoma o seu prestígio político no cenário nacional se efetivamente for confirmada a destinação de três ministérios para políticos baianos, como tudo parece indicar. Há, ainda, algumas dúvidas sobre a formação do primeiro escalão do futuro governo e, dentre elas, informava-se ontem que não estava tão certa a presença de Fernando Lyra no gabinete da Casa Civil e que Waldir Pires permanecia entre a Previdência Social e o Ministério da Justiça.

Veja mais