Sarney nega ter vetado Pedro Fernandes para o Ministério do Trabalho: ‘Quer arrumar desculpa’
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

O ex-presidente José Sarney (PMDB) negou nesta terça-feira (2) ter vetado o nome do deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) para assumir o comando do Ministério do Trabalho no lugar de Ronaldo Nogueira. "Não fui consultado e não vetei", afirmou Sarney em entrevista ao Blog do Camarotti, do G1. Fernandes afirmou que não iria mais substituir Nogueira no posto porque a nomeação dele criaria um embaraço entre o presidente Michel Temer e Sarney, um dos líderes do PMDB, e do Maranhão, onde o parlamentar tem base eleitoral (veja aqui). Sobre a declaração, Sarney rebateu. "Ele [Pedro Fernandes] quer arrumar uma desculpa. Colocar a responsabilidade sobre as minhas costas. Se, no passado, não vetei Flávio Dino para a Embratur, não faria isso para alguém que foi nosso amigo", complementou o ex-presidente da República, em uma referência ao atual governador do Maranhão, que presidiu a estatal do turismo durante o governo Dilma Rousseff. Fernandes já foi do grupo político de Sarney no Maranhão, mas, após Dino assumir o comando do estado, mudou de lado e passou a apoiar o governador do PCdoB. 

Histórico de Conteúdo